John Meurig Thomas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
John Meurig Thomas
Nascimento 15 de dezembro de 1932
Morte 13 de novembro de 2020 (87 anos)
Nacionalidade britânico
Cidadania Reino Unido
Cônjuge Jehane Ragai
Alma mater Queen Mary, Universidade de Londres, Universidade de Swansea
Ocupação químico, professor universitário, acadêmico
Prêmios Medalha Corday–Morgan (1967), Medalha Davy (1994), Prêmio Sir George Stokes (2005), Medalha Blaise Pascal (2014), Medalha Real (2016)
Empregador Universidade de Southampton, University College London, Universidade de Cardife
Campo(s) química

John Meurig Thomas (15 de dezembro de 193213 de novembro de 2020) foi um químico britânico. Trabalhou nas áreas da catálise heterogênea, química do estado sólido, ciência dos materiais e ciência de superfícies.

Com Gábor Somorjai e Norbert Kruse, foi editor do periódico Catalysis Letters.

Foi eleito Membro da Royal Society em 1977.

Recebeu a Medalha Real de 2016.[1]

Morreu em 13 de novembro de 2020, aos 87 anos.[2]

Referências

  1. «Royal Medallists 2016» (em inglês) 
  2. «Sir John Meurig Thomas, chemist and populariser of science known for work on catalysts – obituary». The Daily Telegraph (em inglês). 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre John Meurig Thomas
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Jocelyn Bell Burnell, Elizabeth Blackburn e Christopher Llewellyn Smith
Medalha Real
2016
com Elizabeth Robertson e John Goodby
Sucedido por
Paul Corkum, Peter Raymond Grant, Barbara Rosemary Grant e Melvyn Greaves