Rio 40 Graus (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
"Rio 40 Graus"
Single de Fernanda Abreu
do álbum SLA 2 Be Sample
Lançamento 1992
Formato(s)
Gênero(s)
Duração 5:09
Gravadora(s) EMI
Composição
Cronologia de singles de Fernanda Abreu
"Kamikazes do Amor"
(1991)
"Jorge da Capadócia"
(1992)

"Rio 40 Graus" é uma canção composta por Fernanda Abreu, Fausto Fawcett e Laufer e gravada por Abreu no álbum SLA 2 Be Sample de 1992.[1] É considerada um dos clássicos da música pop brasileira.[2]

Informação[editar | editar código-fonte]

A canção, nomeada após o filme de mesmo nome, que faz uma referência à temperatura média da cidade do Rio de Janeiro na escala Celsius, narra os diferentes cotidianos da cidade. A cidade é descrita no primeiro e mais conhecido verso como sendo um "purgatório da beleza e do caos", devido à sua beleza natural e, ao mesmo tempo, possuir um dos mais altos índices de violência urbana do mundo. Há também, neste mesmo verso, uma referência à canção "Cidade Maravilhosa" de André Filho, cujo título virou o mais famoso apelido da cidade. Já no segundo verso há uma referências aos "governos misturados, camuflados, paralelos, sorrateiros" da cidade, que, mais tarde são revelados como sendo o governo oficial, as milícias que controlam o tráfico de drogas, a classe média e as emissoras de televisão que têm sede na cidade (principalmente a Rede Globo), entre outros.

Há, no final da canção, um sample da canção "Soy Loco Por Ti América" de Caetano Veloso e do clássico "Aquele abraço" de Gilberto Gil.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.