Robert Doisneau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Doisneau
Doisneau no seu estúdio em Montrouge, 1992
Nascimento 14 de abril de 1912
Gentilly, Val-de-Marne, França
Morte 1 de abril de 1994 (81 anos)
Montrouge, Hauts-de-Seine, França
Nacionalidade França
Ocupação fotógrafo
Magnum opus O Beijo do Hotel de Ville
(Le baiser de l'hôtel de ville)
Escola/tradição Ecole Estienne, graduado em 1929, diplomas em gravura e litografia
Título Cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra , recebido em 1984
Causa da morte Pancreatite aguda

Robert Doisneau (14 de abril de 1912 - 1 de abril de 1994)[1] foi um famoso fotógrafo nascido na cidade de Gentilly, Val-de-Marne, na França. Era um apaixonado por fotografias de rua, registrando a vida social das pessoas que viviam em Paris e em seus arredores, mas também trabalhou em fotografias para publicações em revistas, assim como a famosa fotografia "O Beijo do Hotel de Ville" (Paris, 1950).

Carreira[editar | editar código-fonte]

Doisneau foi um dos fotógrafos mais populares da França. Era conhecido por sua modéstia e imagens irônicas, misturando as classes sociais das ruas e cafés de Paris. Influenciado pela obra de Atget, de Kertész e de Cartier Bresson. Doisneau apresentou em mais de vinte livros uma visão encantadora da fragilidade humana e da vida como uma série de momentos calmos e incongruentes.

As maravilhas da vida cotidiana são tão emocionantes. Nenhum diretor de filmes pode organizar o inesperado que você encontra na rua.

Prêmios e Comemorações[editar | editar código-fonte]

Robert Doisneau foi nomeado Cavaleiro da Ordem da Légion d'Honneur em 1984.[1] Ele ganhou vários prêmios ao longo de sua vida, incluindo:

A curta-metragem, "Le Paris de Robert Doisneau", foi feitapara meno em 1973.

Em 1992, a atriz e produtora francesa Sabine Azéma fez o filme Bonjour Monsieur Doisneau.

A Maison de la Photographie Robert Doisneau em Gentilly, Val-de-Marne, é uma galeria fotográfica batizada em sua homenagem.[2]

Em honra da sua fotografia da "cultura de rua das crianças, há várias" Ecole Primaire (Escolas Primárias) em sua homenagem. Um exemplo é a Véretz (Indre-et-Loire).

Muitos dos seus retratos e fotos de Paris a partir do final da II Guerra Mundial até os anos 1950 foram transformadas em calendários e postais e tornaram-se ícones da vida francesa.

Referências

  1. a b Lynne Warren (2006). Encyclopedia of 20th Century Photography CRC Press [S.l.] pp. 413–. ISBN 978-0-415-97665-7. Consultado em 14 April 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. "La Maison de la Photographie Robert Doisneau fête son 10ème anniversaire", Val de Marne conseil général, 18 de dezembro de 2005. (em francês) 19 de janeiro de 2010.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Robert Doisneau
Ícone de esboço Este artigo sobre fotografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.