Rui Bandeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rui Bandeira
Rui Bandeira ao vivo em Pontault-Combault, na França
Informação geral
Nome completo Rui Pedro Neto de Melo Bandeira
Nascimento 25 de julho de 1973 (45 anos)
Origem Nampula, Moçambique
País Portugal Portugal
Gênero(s) Música popular
Filho(s) 2 incluindo Bárbara Bandeira
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1999 - presente
Gravadora(s) Vidisco, Espacial

Rui Pedro Neto de Melo Bandeira, mais conhecido como Rui Bandeira[1] (Nampula, Moçambique a 25 de Julho de 1973) é um cantor português.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Rui Bandeira nasceu no então território colonial português de Moçambique, em Nampula, a 25 de Julho de 1973. Veio para Portugal com 2 anos.[2]

Dá os primeiros passos na música aprendendo a tocar teclados numa escola de música em Odivelas, mal tinha feito os oito anos. Por volta dos 15 adere à Igreja maná e começa a compor as suas primeira canções dentro da igreja. Nos 10 anos seguintes, até 1997, são lançados quatro álbuns, sendo dois de uma banda de que foi fundador e os dois últimos já a solo.[2]

Conhece Jorge do Carmo com quem começa a trabalhar num novo disco mais ambicioso. Mandam várias músicas ao Festival RTP da Canção.

Em 1999 vence o 36º Festival RTP da Canção, com o tema "Como tudo começou", com produção de Jorge do Carmo. Representa Portugal no Festival Eurovisão da Canção realizado em Jerusalém, Israel.[2]

O seu primeiro disco de projecção nacional é o álbum Como tudo começou que foi editado em Março de 1999 pela Vidisco.[2]

Nesse ano ainda representou Portugal, a convite da RTP, no Festival Internacional do Cairo, no Egipto, onde ficou em 4º lugar entre 32 países, tendo a sua interpretação de “Make this World”, de Jorge do Carmo e Tó Andrade, garantido a melhor posição entre os países europeus.[2]

O álbum "Mais" é editado no ano de 2000. "Mais (Eu Te Dou)" foi o primeiro single que tem letra de João Baião. Em 2001 lança o álbum "Magia do Amor" que inclui um dueto com Tiago.[2]

Em 2003 participa no programa televisivo "Academia dos Famosos" da TVI e é lançada a compilação Momentos com 5 temas inéditos e 10 temas dos seus primeiros trabalhos.[2]

O álbum "Destino" é lançado em 2004. O disco ultrapassa vendas superiores a 10.000 unidades e recebe pela primeira vez o galardão de Disco de Prata Este trabalho inclui um dueto com o tenor português Carlos Guilherme.[2]

O ano de 2005 é marcado por aquele que seria o último álbum pela etiqueta Vidisco: Duas Vidas.[2] Em 2006 muda para a editora Espacial e volta a trabalhar com Jorge do Carmo. O resultado foi o álbum Só Deus Sabe.[2]

Também em 2006 decorrem na terra que viu Rui Bandeira nascer para a música (Corroios, no Seixal), as gravações do seu primeiro DVD que seria editado no ano seguinte.[2] O DVD Ao Vivo é baseado em temas do álbum Só Deus Sabe com três temas de outros álbuns. Assim em 2007 é lançado o álbum Ao Vivo.[2]

Em Abril de 2009 é editado o álbum O Nosso Amor.[2] Desse CD destacam-se os temas "Deus abençoou o nosso amor", "Vou embora mas vou feliz" e as baladas "Sei que não vais esquecer" e "Esquece o que aconteceu".

Em 2010 é editado o álbum "Um dia vais voltar". Em 2011 lança o disco ao vivo "Coliseu". Um CD duplo com DVD do concerto realizado em 2010 no Coliseu do Porto[3]. Em 2012 é editado o álbum "Chegou a Hora". Segue-se em 2013 o CD "Sempre a pensar em vocês".

A Vidisco lança em 2014 a compilação "15 Anos". Em 2015 é editado o disco "Sente". Em 2017 é lançado o CD "Tudo Por Amor".

Alguma discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - Como tudo começou (Vidisco)
  • 2000 - Mais (Vidisco)
  • 2001 - Magia do Amor (Vidisco)
  • 2004 - Destino (Vidisco)
  • 2005 - Duas Vidas (Vidisco)
  • 2006 - Só Deus Sabe (Espacial)
  • 2009 - O Nosso Amor (Espacial)
  • 2010 - Um Dia Vais Voltar  (Espacial)
  • 2012 - Chegou a Hora  (Vidisco)
  • 2013 - Sempre a pensar em vocês  (Vidisco)
  • 2014 - 15 Anos  (Vidisco)
  • 2015 - Sente (Vidisco)
  • 2017 - Tudo Por Amor (Vidisco)
  • 2018 - Sonho Estar Contigo (Espacial)

Compilações[editar | editar código-fonte]

Ao Vivo[editar | editar código-fonte]

  • 2007 - Ao Vivo (Espacial)
  • 2011 - Coliseu  (Espacial)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.