Santiago de Cuba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Santiago de Cuba
Santiagodecuba1.jpg
Brasão oficial de Santiago de Cuba
Brasão
País  Cuba
Província Santiago de Cuba
Fundação 28 de junho de 1514
Área  
  Total 1.024 km2 km²
Altitude 82 m
População  
  Cidade (2004) 494.337
   -Densidade metropolitana   482/km²
Fuso horário
  Verão (DST)
EST (UTC-5)
EDT (UTC-4)
Website: [http://www.santiago.cu www.santiago.cu]

Santiago de Cuba é a capital da Província de mesmo nome, no leste de Cuba. Suas coordenadas geográficas são 20.01°N, 75.82°W. É a segunda cidade mais importante do País, com cerca de 500 mil habitantes.

Fundação[editar | editar código-fonte]

Foi fundada pelo conquistador espanhol Diego Velázquez de Cuéllar, no dia 28 de junho de 1514. Em 1516 o estabelecimento foi destruído por um incêndio, mas foi imediatamente reconstruído graças ao trabalho árduo e dedicado de voluntários. Este foi o ponto inicial das expedições conduzidas por Juán de Grijalba e Hernán Cortez em direção à costa marítima do México, em 1518.

A primeira Catedral foi construída na cidade em 1528. Em 1538, foi empreendida uma nova expedição por Hernando de Soto, em direção à Flórida. De 1522 a 1589, Santiago foi a capital da colônia espanhola de Cuba. Em 1553 a cidade foi saqueada por forças francesas e, em 1662, pilhada por forças inglesas, sob o comando de Sir Christofer Myngs.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A cidade experimentou influências de imigrantes franceses no período entre o final do século XVIII e o início do século XIX, muitos procedentes do Haiti e da revolta escrava haitiana ocorrida em 1791. Isto gerou uma miscigenação racial e cultural eclética, acrescentando-se à já rica cultura Hispânica, a Africana. A Espanha mais tarde rendeu-se aos Estados Unidos, depois da destruição da frota espanhola que se encontrava nas imediações do porto atlântico de Santiago.

Santiago foi também o lar do herói revolucionário Frank País. Foi ainda a cidade natal do poeta José María Heredia.

Santiago de Cuba é bem conhecida por sua influente vida cultural. Alguns dos mais famosos músicos cubanos, incluindo Compay Segundo, Ibrahim Ferrer e Eliades Ochoa, todos dos quais fizeram parte do Buena Vista Social Club, nasceram nesta cidade ou em um dos arredores dela. Eles têm contribuído para a divulgação da música típica cubana. Além disso, Santiago de Cuba é também conhecida por suas danças tradicionais, mais notavelmente um ritmo do qual o gênero musical "salsa" é derivado. Também se destaca o "guaguancó", que é acompanhado somente por percussão. A cidade é ainda conhecida pelo seu Carnaval, o qual é estranhamente celebrado em Julho de cada ano, semelhante às micaretas brasileiras, que se caracterizam como carnavais fora de época.

Durante esse Carnaval de Santiago de Cuba, o ritmo tradicional "conga" é executado nas ruas, usando um trompete, chamado por eles de "trompeta china".

Religião[editar | editar código-fonte]

Uma quantidade relativamente elevada de pessoas residentes em Santiago de Cuba aderiram às religiões afro-cubanas, mais notavelmente a "santeria". A cidade hospeda uma importante comunidade de descendentes de imigrantes Haitianos, desde o século XIX, tendo recebido influências diretas do povo do Haiti.

População[editar | editar código-fonte]

Num levantamento estatístico realizado no ano de 2004, a municipalidade de Santiago de Cuba registrou uma população estimada em 494.337 habitantes, distribuída numa área total de 1.024 km², e apresentando uma densidade demográfica de 482 habitantes por kilômetro quadrado.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Cuba é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.