Sei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o centro de pesquisa dos EUA, veja Software Engineering Institute.
Sei
Álbum de estúdio de Nando Reis e Os Infernais
Lançamento 30 de setembro de 2012
Gravação Fevereiro a março de 2012 nos estúdios Soundhouse e Avast em Seattle, EUA
Masterizado no Hanzsek Audio em Snohomish, EUA
Gênero(s) Rock, pop rock, blues rock
Duração 62:10
Idioma(s) Português
Formato(s) Download
CD
Gravadora(s) Independente
Diretor(es) Jamie Crab #2 Hunsdale
Produção Jack Endino e Os Infernais
Cronologia de Nando Reis e Os Infernais
Último
Bailão do Ruivão
(2010)
Sei como Foi em BH
(2013)
Próximo

Sei é o sétimo álbum de estúdio do cantor e compositor Nando Reis e sua banda Os Infernais. Foi gravado em Seattle, Washington, EUA, com a ajuda do produtor Jack Endino, que já produziu quatro álbuns dos Titãs, ex-banda de Nando.[1] De acordo com Nando, Jack era o "sujeito certo" para gravar o som d'Os Infernais.[2]

Foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock Brasileiro de 2013.[3]

Gravações[editar | editar código-fonte]

Sei é o primeiro lançamento independente de Nando, depois da recusa da Universal Music Group em renovar o contrato que tinha com o músico.[4] Nando afirmou que o processo de se tornar independente é irreversível.[4] Ainda, segundo o músico:[4]

Nando também disse que ele não estava mais entendendo várias coisas na mecânica das companhias, "como a margem de lucro, com discos a R$ 30, que um ano depois custam R$ 5."[5]

Nando afirmou que a faixa "Lamento Realengo" foi inspirada por um DVD aparentemente pirata que ele comprou, no qual Bob Marley e os Wailers ensaiavam em 1973.[5] "Pirei [assistindo ao DVD]. Isso acabou em "Lamento Realengo", que é meio samba, meio reggae. Gravei até com um violão de nylon, não tocava um há 15 anos!".[5]

A faixa de abertura "Pré-Sal", sua favorita no álbum[6] , descreve coisas relacionadas à sua infância e teve o nome sugerido por sua irmã.[6] Segundo Nando, ele reuniu os irmãos em sua casa para mostrar as canções que ele gravaria. Sua irmã então o sugeriu que chamasse a primeira faixa de "Pré-Sal", devido ao fato de ela ser "profunda e anterior à consciência".[6]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Sete faixas do álbum foram lançadas pela Rádio UOL.[2] A primeira foi o single "Sei",[7] seguida por "Pré-Sal", "Back in Vânia", "Pra Quem Não Vem", "Eu & a Bispa", "Coração Vago" e "Lamento Realengo".[2] O álbum inteiro foi disponibilizado mais tarde para audição no site oficial do cantor, embora os internautas tenham que se logar via Facebok, Twitter, Google+ ou outros métodos para conseguir ouvir o disco.[8]

O preço do álbum será definido pelos fãs, de acordo com as suas opiniões sobre o disco.[2] Quem comprá-lo vai ganhar também presentes especiais, incluindo acesso às gravações originais, faixas extras e um pôster com a capa do álbum.[2]

A canção "Sei" foi incluída na trilha sonora da telenovela global Lado a Lado (2012-13).

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Rolling Stone Brasil 3.5 de 5 estrelas.[9]
Território da Música 3 de 5 estrelas.[10]
Notas Musicais 3 de 5 estrelas.[11]

Leonardo Lichote, d'O Globo, elogiou as referências a músicas brasileira contidas no disco, afirmando que "Nando se vincula, assim, a um caminho que já é o seu: o de compositor popular que transforma suas dores e prazeres em versos carregados da verdade, sejam simples como "Eu te amo" (há variações mil no álbum) ou codificados quase que só para si."[12]

Escrevendo para a Rolling Stone Brasil, José Julio do Espírito Santo chamou o álbum de "redentor" para um artista que não lançava nada novo desde 2009, e disse ainda que Sei "traz a poesia de Nando Reis presa e acumulada há três anos, e que agora sai, quase convulsiva, explodindo. Não muda a persona romântica do ruivo. Apenas a amadurece e a revigora em um belo álbum."[9] Ele também comentou a produção de Jack Endino, afirmando que o resultado dela, "principalmente ouvido nos timbres dos teclados e do violão, é de um mestre que prima pela economia de efeitos."[9]

Lizandra Pronin também apontou a produção de Jack, dizendo que ele "deu ao álbum uma embalagem ao mesmo tempo pesada e acessível, respeitando o estilo do músico - ou seja sem descaracterizá-lo de forma alguma. [...] Mas o mérito pelo belo repertório de "Sei" é de nando [sic] Reis e sua incrível capacidade para criar canções fáceis porém de qualidade."[10] Disse também que Nando é um "compositor de mão cheia" e que ele trouxe letras que "mantém [sic] aquela característica entre o lisérgico e o poético - dependendo do ponto de vista - bem conhecidas do compositor."[10]

Em seu blog Notas Musicais, Rodrigo Goffredo foi mais um a apontar a produção de Jack, dizendo que ele "acertou ao dosar bem o peso grunge de sua mão na formatação das 15 músicas inéditas de Sei".[11] Ele falou também sobre as letras de amor contidas em várias faixas do álbum, que ele considera ter sido feito "de peito e coração abertos".[11]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as letras escritas por Nando Reis. todas as músicas compostas por {{{toda_música}}}.

N.º Título Duração
1. "Pré-sal"   7:03
2. "Sei"   3:18
3. "Back in Vânia"   4:35
4. "Pra Quem Não Vem"   4:14
5. "Declaração de Amor"   5:00
6. "Eu & a Bispa"   1:41
7. "Coração Vago"   6:26
8. "PERSxPECTIVA"   4:48
9. "Ternura & Afeto"   2:37
10. "Luz Antiga"   4:09
11. "Praça da Árvore"   4:07
12. "O Que Eu Só Vejo em Você"   3:31
13. "Sem Arrefecer"   2:01
14. "Zer∅ Muit∅"   4:18
15. "Lamento Realengo"   4:22

Músicos[editar | editar código-fonte]

Banda
  • Nando Reis – voz, violão, percussão
  • Walter Villaça – guitarras
  • Felipe Cambraia – baixo
  • Diogo Gameiro – bateria e backing vocais
  • Alex Veley – teclado, backing vocais, arranjos de metais e dos backing vocals
Convidados
Técnicos

Referências

  1. Menezes, Thales de (16 de abril de 2012). "De volta ao Rock". Folha de S.Paulo [S.l.: s.n.]: E1. 
  2. a b c d e "UOL lança músicas inéditas do novo disco de Nando Reis; ouça". UOL Música (São Paulo [s.n.]). 18 de setembro de 2012. Consult. 21 de setembro de 2012. 
  3. "Confira os indicados brasileiros ao 15º Grammy Latino". Território da Música. 25 de setembro de 2014. Consult. 23 de setembro de 2015. 
  4. a b c ""Eu acho que a independência é irreversível", diz Nando Reis sobre nova fase na carreira". UOL Música (São Paulo [s.n.]). 26 de setembro de 2012. Consult. 1 de outubro de 2012. 
  5. a b c Araujo, Bernardo (1 de outubro de 2012). "Nando Reis declara sua independência com novo disco gravado em Seattle". O Globo (Rio de Janeiro [s.n.]). Consult. 20 de setembro de 2012. 
  6. a b c Preto, Marcus (12 May 2014). "Nando Reis". Trip (em Portuguese). Editora Trip. Consult. 23 May 2014. 
  7. "Nando Reis lança disco com exclusividade em site oficial; ouça novo single". UOL Música (São Paulo [s.n.]). 1 de outubro 2012. Consult. 11 de setembro de 2012. 
  8. Site oficial de Nando Reis
  9. a b c Santo, José Julio do Espírito (22 de outubro de 2012). "Guia de CDs - Sei - Infernal". Rolling Stone Brasil. Spring. Consult. 23 de março de 2015. 
  10. a b c Pronin, Lizandra (16 de novembro de 2012). "Nando Reis: Sei". Território da Música. Consult. 23 de março de 2015. 
  11. a b c Goffredo, Rodrigo (30 de setembro de 2012). "De coração aberto, Nando Reis revolve memórias e declara amor em 'Sei'". Notas Musicais. Consult. 23 de março de 2015. 
  12. Lichote, Leonardo (1 de outubro de 2012). "Crítica de 'Sei': Música original, visceral e bela". O Globo (Rio de Janeiro [s.n.]). Consult. 20 de setembro de 2012.