Sergio Porrini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sergio Porrini
Informações pessoais
Nome completo Sergio Porrini
Data de nasc. 8 de novembro de 1968 (49 anos)
Local de nasc. Milão, Itália
Altura 1,80 m
Informações profissionais
Equipa atual Crema
Posição Treinador (Ex-lateral-direito/zagueiro)
Clubes de juventude
Milan
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1986–1989
1989–1993
1993–1997
1997–2001
2001–2003
2003–2004
2004–2009
Milan
Atalanta
Juventus
Rangers
Alessandria
Padova
Pizzighettone
0 (0)
100 (3)
87 (3)
80 (6)
34 (0)
43 (0)
101 (0)
Seleção nacional
1993 Itália 2 (0)
Times/Equipas que treinou
2009–2010
2010–2011
2011–2012
2012–2013
2013–2015
2015
2015–2016
2016–
Pizzighettone (categorias de base)
Pergocrema (categorias de base)
Colognese
Ponte San Pietro
Atalanta (categorias de base)
Atalanta (auxiliar-técnico)
Atalanta (coordenador técnico)
Crema







Sergio Porrini (Milão, 8 de novembro de 1968) é um ex-futebolista e treinador de futebol italiano que jogava como lateral-direito, com destacada passagem por Juventus e Rangers, tendo conquistado 13 títulos no total.[1][2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Formado nas categorias de base do Milan, Porrini não jogou uma partida oficial pelos rossoneri entre 1986 e 1989 - o máximo que obteve foram 20 amistosos durante 2 anos. Sem chances de atuar na famosa linha defensiva juntamente com Filippo Galli, Alessandro Costacurta, Paolo Maldini e Franco Baresi, o lateral foi vendido para a Atalanta, mas a estreia na Serie A foi apenas em janeiro de 1990, embora já tivesse disputado jogos da Copa da Itália.

Com 100 jogos disputados em 4 anos e marcando 3 gols, Porrini chamou a atenção da Juventus, que apostava na política de contratar os melhores jogadores italianos sob contrato no futebol nacional. Apesar da falta de técnica, o jogador tinha como pontos fortes a raça, a determinação e as jogadas aéreas, graças ao seu 1,80 de altura. Sob o comando de Giovanni Trapattoni, começou como titular, mas com a chegada de Marcello Lippi (com quem trabalhara na Atalanta), perdeu espaço no time e saiu da Vecchia Signora em 1997, com 8 títulos conquistados.

Assinou com o Rangers no mesmo ano, e a contratação de outros 3 italianos (Gennaro Gattuso, Marco Negri e Lorenzo Amoruso) ajudou-o no processo de adaptação ao futebol escocês. Na temporada 1997-98, o técnico Walter Smith usou Porrini como zagueiro, porém o holandês Dick Advocaat voltou a colocar o jogador na posição de origem nos anos seguintes.

Volta ao futebol italiano e aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Depois de 80 partidas e 6 gols, Porrini decidiu voltar para a Itália em 2001, mas não para a Serie A: foi contratado pela tradicional Alessandria, que disputava na época a Serie C2 (atual Lega Pro), e quase levou os grigi para a terceira divisão. O jogador ainda passou 2 temporadas no Padova e encerrou a carreira em 2009, aos 40 anos, no Pizzighettone, alternando entre a quarta e terceira divisões do futebol italiano, participando de 101 jogos pelo clube lombardo.[1]

Pós-aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Logo após deixar os gramados, o ex-lateral virou treinador da equipe sub-20 do Pizzighettone, onde permaneceu durante um ano, exercendo o mesmo cargo no Pergocrema na temporada 2010-11.

Treinou ainda o Colognese[3] e o Ponte San Pietro entre 2011 e 2013, quando voltou para a Atalanta, desta vez para comandar o time Primavera, alem de ser auxiliar e coordenador-técnico do clube.

Desde 2016, Porrini treina o Crema, que disputa a Serie D.

Seleção Italiana[editar | editar código-fonte]

As atuações de Porrini com a camisa da Atalanta renderam a ele 2 convocações para a Seleção Italiana em 1993, jogando contra Estônia[4] e Malta, pelas Eliminatórias da Copa de 1994, mas ele não foi convocado para a competição.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Juventus
Rangers

Links[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Stefano Bedeschi (10 de novembro de 2014). «Gli eroi in bianconero: Sergio PORRINI» (em italiano). Tutto Juve. Consultado em 11 de maio de 2015. 
  2. Nelson Oliveira (janeiro de 2017). «Sergio Porrini, um coadjuvante cheio de títulos». Calciopédia. Consultado em 1 de janeiro de 2017. 
  3. «Colognese, arriva Sergio Porrini Nel '93 esordì anche in Nazionale» (em italiano). L'Eco di Bergamo. 1 de agosto de 2011. Consultado em 5 de setembro de 2011. 
  4. «Nazionale in cifre: Porrini, Sergio» (em italiano). FIGC. Consultado em 11 de maio de 2015. 
Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.