Sistema Econômico Latino-Americano e do Caribe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema Econômico Latino-Americano e do Caribe (em português)
Sistema Económico Latinoamericano y del Caribe (em espanhol)
Système Economique Latinoaméricain et Caribéen (em francês)
Latin American and Caribbean Economic System (em inglês)
Sistema Econômico Latino-Americano e do Caribe.svg

Localização dos membros do SELA.
Fundação 17 de outubro de 1975
Tipo organismo regional
Sede Caracas,  Venezuela
Membros 26 países-membros
Línguas oficiais Português, espanhol, francês e inglês.

O Sistema Econômico Latino-Americano e do Caribe (em espanhol: Sistema Económico Latinoamericano y del Caribe, em francês: Système Economique Latinoaméricain et Caribéen, em inglês: Latin Ameriacan and Caribbean Economic System), conhecido pelo acrônimo SELA, é um foro regional intergovernamental sediado em Caracas, capital da Venezuela, intgrada por 26 países da América Latina, inclusive o Caribe.[1] Foi criado em 17 de outubro de 1975 por meio do Convênio Constitutivo do Panamá[1] .

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Os objetivos do SELA são a promoção e coordenação de posições e estratégias comuns relacionadas à economia na América Latina e Caribe com outros países, grupos de nações, foros e organismos internacionais, além da estimulação e impulsionamento da cooperação e integração entre os países latino-americanos e caribenhos.[2]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A estrutura institucional está baseada em três órgãos. O Conselho Latino-Americano (CLA) reúne anualmente os representantes de cada país-membro para estabelecer as políticas gerais através consensos. As decisões tomadas pelo CLA são implementadas pela Secretaria Permanente, que é o órgão técnico-administrativo dirigido por um secretário permanente eleito pelo CLA com mandato de quatro anos[2] .[3]

Há também os Comitês de Ação, que são mais flexíveis. São criados para cumprir determinado interesse de pelo menos dois membros a fim de promover programas e projetos em conjuntos numa determinada área detinada à cooperação. Quando tem o objetivo alcançado, é dissolvido, mas também pode ser transformado num organismo permanente[2] .

Membros[editar | editar código-fonte]

O SELA é atualmente integrado por pelos seguintes países-membros[1] :

País Data da entrada População
(2007)
Área
(km²)
PIB (PPC)
em milhões
 Panamá 4 de dezembro de 1975[4] 3 242 232 75 517 29 140
 Cuba 14 de janeiro de 1976[5] 11 417 356 110 861 51 110
 México 14 de janeiro de 1976[6] 106 682 891 1 958 201 1 353 000
 Venezuela 14 de janeiro de 1976[7] 26 085 281 912 050 335 000
Guiana 17 de janeiro de 1976[8] 775 283 214 969 4 057
Nicarágua 2 de fevereiro de 1976[9] 5 703 689 130 000 18 170
Equador 2 de abril de 1976[10] 13 752 593 283 561 98 280
 Jamaica 4 de abril de 1976[11] 2 780 520 10 991 13 470
 Peru 29 de abril de 1976[12] 28 675 628 1 285 216 217 500
 Brasil 14 de maio de 1976[13] 189 985 135 9 114 877 1 838 000
 Barbados 4 de junho de 1976[14] 280 870 430 5 530
República Dominicana 4 de junho de 1976[15] 9 366 595 48 442 85 400
 Bolívia 7 de junho de 1976[16] 9 119 372 1 098 581 39 780
Trinidad e Tobago 7 de junho de 1976[17] 1 333 000 5 130 22 930
Honduras 14 de junho de 1976[18] 7 484 902 112 088 24 690
 Guatemala 2 de novembro de 1976[19] 14 775 189 108 889 67 450
 Argentina 10 de janeiro de 1977[20] 40 677 348 2 780 400 523 700
Costa Rica 15 de fevereiro de 1977[21] 4 134 500 51 100 55 950
Uruguai 16 de março de 1977[22] 3 447 920 175 016 37 050
Haiti 17 de março de 1977[23] 8 706 622 27 750 15 820
 Chile 18 de outubro de 1977[24] 16 285 071 756 096 234 400
 Colômbia 18 de junho de 1979[25] 44 858 434 1 138 914 320 400
Suriname 27 de julho de 1979[26] 458 000 163 820 3 449
Paraguai 19 de setembro de 1986[27] 6 667 884 406 752 26 550
 Belize 6 de março de 1992[28] 287 084 22 966 2 336
 Bahamas 25 de março de 1998[29] 303 790 13 878 6 925
Granada 25 de novembro de 2008[30] 89 702 344 982
Total 557 376 891 21 006 839 5 431 069

Observadores[editar | editar código-fonte]

Há também os organismos observadores do Conselho Latino-Americano do SELA. São eles:[31]

     

Reuniões[editar | editar código-fonte]

As cúpulas da CLA são feitas a cada ano. De 1999 (XXV Reunião) a 2007 (XXXII Reunião), as sedes foram as mesmas, a própria sede da SELA: Caracas. Em 2004, foi realizada a XXX Reunião Ordinária do Conselho Latino-Americano do SELA, marcando trinta edições dessa conferência.[32]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Estados membros (em espanhol). Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  2. a b c ¿Qué es el SELA? (em espanhol). Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  3. Sistema Econômico Latino-Americano (em espanhol). Página visitada em 3 de dezembro de 2008.
  4. Panamá (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  5. Cuba (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  6. México (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  7. Venezuela (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  8. Guyana (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  9. Nicaragua (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  10. Ecuador (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  11. Jamaica (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  12. Perú (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  13. Brasil (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  14. Barbados (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  15. República Dominicana (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  16. Bolivia (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  17. Trindad y Tobago (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  18. Honduras (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  19. Guatemala (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  20. Argentina (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  21. Costa Rica (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  22. Uruguay (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  23. Haiti (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  24. Chile (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  25. Colombia (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  26. Suriname (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  27. Paraguay (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  28. Belice (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  29. Bahamas (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  30. Grenada (em espanhol e inglês). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  31. Organismos Observadores ante el Consejo Latinoamericano del SELA (em espanhol). Página visitada em 6 de dezembro de 2008.
  32. ¿Qué es el Consejo Latinoamericano? (em espanhol). Página visitada em 3 de dezembro de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Página oficial (em inglês)
  • [Informações no sítio eletrônico do Ministério das relações Exteriores do Brasil Título não preenchido, favor adicionar] (em português) pt