Sistema intrauterino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema intrauterino
Informação
Tipo intrauterino
Primeiro uso 1990 (Mirena)
1976 (Progestasert)
Taxas de gravidez (ano, Mirena)
Uso perfeito 0,2 %
Uso típico  ? %
Utilização
Duração do efeito 5 anos
Reversibilidade 2-6 meses
Notas Verificar a posição a cada menstruação
Intervalo clínico Anualmente
Vantagens e desvantagens
Proteção contra DST Não
Aumento de peso Não
Desvantagens na menstruação Irregularidade na menstruação ou amenorréia
Vantagens na menstruação Mais leves ou sem menstruação (amenorréia)
Benefícios Não há necessidade de se fazer alguma ação diária para a contracepção ter efeito
Riscos Cistos ovarianos (usualmente benignos)
Pequeno risco de doença inflamatória pélvica, perfuração uterina

O sistema intra-uterino (SIU) é um dispositivo de contracepção hormonal que é colocado no útero. Um SIU tem um cilindro com hormônios que libera uma progestina chamada levonorgestrel. Um exemplo de SIU é o Mirena.

Indicações: Contracepção, menorragia idiopática, prevenção da hiperplasia endometrial na terapia de reposição estrogênica.

Mecanismo de ação:  O SIU libera levonorgestrel diariamente na cavidade uterina. Este hormônio promove a contracepção por dois efeitos: espessamento do muco cervical que impede a passagem dos espermatozoides e alterações morfológicas do endométrio que o torna inóspito para o embrião. Estes efeitos são os mais significantes. Este método não age inibindo a ovulação já que esta continua a ocorrer, apenas uma parte das mulheres têm suas ovulações suspensas.

Sistema intra-uterino