Sociedade Continental de Transportes Aéreos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Sociedade Continental de Transportes Aéreos (SCTA)[1] foi uma companhia aérea portuguesa fundada em 20 de Janeiro de 1945. Ainda no mesmo ano, em 19 de Julho, a sua designação seria alterada para Companhia de Transportes Aéreos (CTA). O seu director era Carlos Eduardo Bleck.

Operava voos charter e efectuava ligações entre Lisboa e o Porto, utilizando o aeródromo de Espinho. Voou também, para Abidjan, na Costa do Marfim e Zurique. Possuía dois hangares, um em Lisboa (Aeroporto da Portela), e outro no Porto (Aeroporto de Pedras Rubras).

Com o aparecimento da TAP, e devido ao monopólio criado por esta empresa, a CTA deixou de operar a rota de Lisboa-Porto, dedicando-se exclusivamente aos voos fretados e prestando serviços de handling a outras companhias. A CTA cessa a sua operação em 1949.

Frota[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jornal Take-Off, edição de Maio 2009
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.