Aeroporto Humberto Delgado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aeroporto da Portela)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde novembro de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Lisboa
Aeroporto
HDL ¦ Aeroporto Humberto Delgado Lisboa
ANA Aeroportos de Portugal Logo.svg
IATA: HDL/LIS - ICAO: LPPT
Características
Tipo Público / Militar
Administração ANA Aeroportos de Portugal
Serve Região de Lisboa
Localização Portugal Olivais, LI
Inauguração 1940 (77 anos)
Coordenadas 38° 46' 46" N 9° 08' 10" O
Altitude 114 m (374 ft)
Movimento de 2016
Passageiros 22 449 000 passageiros
Aéreo 162 042 movimentos
Capacidade anual 25 000 000 passageiros[1]
Website oficial Página oficial
Mapa
LPPT está localizado em: Portugal Continental
LPPT
Localização do aeroporto em Portugal
Pistas
Cabeceira(s) Comprimento Superfície
03 / 21 3 800 m (12 467 ft) Asfalto
17 / 35 2 510 m (8 235 ft) Asfalto

Aeroporto Humberto Delgado

O Aeroporto Humberto Delgado, também chamado Aeroporto de Lisboa ou Aeroporto da Portela, (código IATA: HDL/LIS, código ICAO: LPPT) situa-se maioritariamente na freguesia dos Olivais[2], em Lisboa, Portugal. É o maior aeroporto português em número de passageiros, sendo também o que regista maior volume de tráfego. Foi aberto ao tráfego em 15 de outubro de 1942.

É servido, desde 1962, por duas pistas, a 03/21, com 3805 m de comprimento, e a 17/35, com 2400 m de comprimento, ambas asfaltadas e com 45 m de largura. Dispõe de dois terminais civis (T1 e T2) e ainda de um terminal militar, conhecido como Aeroporto de Figo Maduro.

Serve de base para a companhia aérea de bandeira portuguesa, a TAP Portugal, e é administrado pela companhia ANA Aeroportos de Portugal.

Em 15 de maio de 2016 o Aeroporto de Lisboa adquiriu a denominação oficial de Aeroporto Humberto Delgado[3].

Movimento[editar | editar código-fonte]

Ano Passageiros Gráfico
2001 9 357 000
2002 9 369 000
2003 9 637 000
2004 10 705 000
2005 11 235 000
2006 12 314 000
2007 13 392 000
2008 13 604 000
2009 13 261 000
2010 14 067 000
2011 14 790 000 [4]
2012 15 301 000
2013 16 009 000
2014 18 142 000 [5]
2015 20 088 000
2016 22 449 000

História[editar | editar código-fonte]

A sede da TAP Portugal, Edifício 25
Descolagem do Aeroporto Humberto Delgado, no sentido sudoeste, num voo da TAP

Até à inauguração do Aeroporto Humberto Delgado (então Aeroporto da Portela), Lisboa era servida por um aeroporto primitivo denominado Campo Internacional de Aterragem situado em Alverca, que entrou em funcionamento em 1919 e foi desactivado em 1940.

Na década de 1930 os voos transatlânticos entre a Europa e a América eram feitos em hidroaviões por motivos de segurança. Só depois de atravessarem o Atlântico os passageiros mudavam para aviões com base terrestre que os levavam ao seu destino final.

Sendo Lisboa a capital mais ocidental da Europa, a cidade era o terminal ideal do lado europeu dessas ligações transatlânticas. Por essa razão, o Governo Português entendeu transformar Lisboa numa grande plataforma aérea para voos internacionais. Para isso foram projectados dois aeroportos para Lisboa: um marítimo, para hidroaviões, e outro terrestre, para aviões convencionais. Outra razão para a construção destas infra-estruturas era o facto de ir ser realizada em 1940 a grande Exposição do Mundo Português que se previa ir atrair a Lisboa muitos voos com turistas estrangeiros (isso acabou por não acontecer devido ao início da 2.ª Guerra Mundial).

Em 1938 iniciaram-se as obras dos dois aeroportos, que foram concluídas em 1940. Como aeroporto terrestre construiu-se o Aeroporto da Portela, em homenagem à Quinta da Portela que existia nos terrenos onde foi construído[6], e como aeroporto marítimo, construiu-se o Aeroporto de Cabo Ruivo, à beira do Rio Tejo e a cerca de 3 km do primeiro. Para uma ligação rápida por automóvel entre os dois aeroportos construiu-se uma via rodoviária denominada Avenida Entre-os-Aeroportos (actual Avenida de Berlim).

O sistema de voos transatlânticos funcionava com os hidroaviões vindos da América, amarando no Rio Tejo e desembarcando os seus passageiros em Cabo Ruivo. Daí, eram transportados por automóvel até à Portela. No Aeroporto da Portela eram distribuídos pelos diversos aviões que os iam levar aos diferentes destinos na Europa. Os passageiros que iam da Europa para a América faziam o percurso inverso.

O Aeroporto de Cabo Ruivo, que se localizava onde é hoje a Doca dos Olivais no Parque das Nações, foi desactivado com o fim completo dos voos regulares de passageiros por hidroavião, no final dos anos 1950. Desde essa altura manteve-se apenas o Aeroporto da Portela.

A 1 de agosto de 2007 foi aberto ao público o novo terminal 2, apenas para partidas de voos domésticos.

O aeroporto está presente nas seguintes freguesias:

  • Entrada principal: Olivais
  • Complexo de Carga: Lumiar
  • ANA Museu: Olivais
  • Hangar TAP: Olivais
  • Outros serviços: Olivais / Sacavém e Prior Velho
  • Pista 03/21: Pelo extremo sul inicia-se nos limites das freguesias de Alvalade e Lumiar, segue pela freguesia dos Olivais, passa por Santa Clara e, atravessando Camarate, Unhos e Apelação, vai terminar com o seu perímetro de segurança no limite da união das freguesias de Sacavém e Prior Velho. Tem cerca de 4 km de comprimento e é a única dotada com ILS (CAT III).
  • Pista 17/35: Pelo extremo sul inicia-se nos limites da freguesia de Alvalade, segue pela freguesia dos Olivais, indo terminar na freguesia de Santa Clara. Tem cerca de 2,5 km de comprimento. Nos últimos anos, as pistas 17/35, têm vindo a ser cada vez menos utilizadas, facto justificado, uma vez que qualquer aeronave ao descolar da pista 35/17, terá de usar mais potência logo torna a descolagem menos económica e mais arriscada. Da mesma forma acontece com as aterragens, pois implica uma maior utilização de travões e aumenta a possibilidade de uma "runway excursion". Outro motivo para a fraca utilização destas duas pistas é o facto de qualquer aeronave que esteja estacionada no terminal 1 ou que tenha aterrado na pista 03 necessita, obrigatoriamente, de atravessar a pista 35 para seguir ao seu lugar de estacionamento designado. No entanto, em dias de forte nortada, a pista 35 proporciona aterragens mais seguras que a 03. Serve, excepcionalmente, no seu extremo sul (35), de estacionamento extra em caso sobrecarga da capacidade do aeroporto.

Metropolitano de Lisboa|Metropolitano[editar | editar código-fonte]

A Estação de Metro do Aeroporto de Lisboa foi inaugurada a 17 de julho de 2012 e é estação terminal da linha vermelha. A partir de então o aeroporto passou a poder ser ligado por transporte de grande capacidade aos pontos mais importantes da cidade e em apenas poucos minutos. A estação de Metro Aeroporto está ligada ao terminal do aeroporto através de uma galeria subterrânea.

Expansão[editar | editar código-fonte]

Existia um plano com três fases da expansão. A primeira, planeada para 2013, implicava um custo de cerca de sete milhões de euros em pequenas obras,para que fosse possível realizar entre 40 a 43 movimentos por hora, e se atingissem os 18 milhões de passageiros por ano.

A segunda fase, cujo início está programado para 2018, necessita de um investimento de 47 milhões de euros, e passa pela realização de grandes obras – como a construção de um novo terminal e de novos caminhos de circulação – e a extensão para Figo Maduro, o que exige a realização de expropriações de terrenos. Para a terceira fase, prevista para 2022, são avançadas três opções, cabendo a escolha ao futuro comprador da ANA. Uma das hipóteses é a realização de mais obras na Portela, alargando a capacidade para 50 movimentos por hora e 23 milhões de passageiros ano.

Companhias Aéreas e Destinos[editar | editar código-fonte]

Companhia Aerea Destinos
Aegean Airlines Atenas
Aer Lingus Dublin
Aeroflot Sazonal: Moscovo/Sheremetyevo (Início dia 15 de Julho de 2017)
Aigle Azur Lyon, Paris-Orly
Air Algerie Argel
Air Canada Rouge Sazonal:Toronto
Air Europa Madrid-Barajas

Sazonal:Minorca,Palma de Maiorca

Air France Paris-Charles de Gaulle
Air Moldova Chisinau
Air Transat Toronto

Sazonal: Montreal

American Airlines Sazonal:Filadelfia
Atlantic Airways Sazonal:Vágar (Início dia 3 de Julho 2017)
Azul Airlines Campinas
Beijing Capital Airlines Pequim (início em 24 de Julho de 2017)
Binter Canarias Gran Canaria
Blue Air Bucareste, Turim
British Airways Londres Heathrow
Brussels Airlines Bruxelas
Bulgaria Air Sazonal:Sófia
Croatia Airlines operado

por Trade Air

Sazonal:Zagreb
Czech Airlines Praga
Delta Air Lines Sazonal:Nova-Iorque-JFK
EasyJet Amesterdão, Basileia, Berlim, Bilbao, Bordéus, Bristol, Edimburgo, Funchal, Genebra, Lille, Liverpool, Londres-Gatwick, Londres-Luton, Luxemburgo, Lyon, Madrid, Milão, Nantes, Nice, Paris-Charles de Gaulle, Ponta Delgada, Zurique
EasyJet Switzerland Basileia, Genebra
Emirates Dubai
EuroAtlantic Airways Bissau
Eurowings Düsseldorf
Eurowings operado por Germanwings Colônia-Bonn , Estugarda
Iberia Madrid/Barajas
Air Nostrum Sazonal: Menorca, Palma de Maiorca, Santander
Israir Sazonal: Tel Aviv Ben Gurion
El Al Israel Airlines Sazonal: Tel Aviv Ben Gurion
KLM Amesterdão
Lufthansa Frankfurt, Munique
Luxair Luxemburgo
Monarch Airlines Manchester, Londres Gatwick, Birmingham
Norwegian Air Shuttle Copenhaga

Sazonal:Oslo

Orbest Sazonal:Cancún, Kingston, Punta Cana

Sazonal Cahrter: Varadero

Primera Air Nordica Billund
Qatar Airways Doha (Inicia em 2018)
Royal Air Maroc Casablanca
SATA Internacional Boston, Horta, Pico, Ponta Delgada, Santa Maria, Terceira, Toronto -Pearson

Sazonal: Oakland

Charter: Oujda

STP Airways operada pela euroAtlantic Airways São Tomé
Ryanair Beauvais, Bergamo, Berlim-Schönefeld, Bolonha, Bremen, Bruxelas, Charleroi (Início dia 29 Outubro 2017), Cracóvia (Início dia 30 Outubro 2017), Dublin, Eindhoven, Frankfurt-Hahn, Frankfurt am Main (Início dia 29 Outubro 2017), Glasgow, Hamburgo, Londres-Stansted, Luxemburgo, Manchester, Marselha, Nápoles, Pisa, Ponta Delgada, Porto, Rome-Ciampino, Terceira, Toulouse, Varsóvia-Modlin, Breslávia
Scandinavian Airlines Sazonal:Estocolmo (Início dia 25 Junho 2017)
Swiss Genebra, Zurique
TAAG Luanda
TACV Praia, Sal, São Vicente
TAP Portugal Abidjan (Inicia em 17 julho de 2017), Accra, Amesterdão, Barcelona, Belém, Belo Horizonte, Berlim-Tegel, Bissau, Boa Vista, Bolonha, Boston, Brasília, Bruxelas, Bucareste (inicia em 1 Julho de 2017), Budapeste (Inicia em 1 Julho de 2017), Caracas, Casablanca, Copenhaga, Dakar, Düsseldorf, Estocolmo, Faro, Fortaleza, Frankfurt, Funchal, Genebra, Hamburgo, Helsínquia, Lomé (Inicia em 17 de Julho de 2017), Londres-Gatwick, Londres Heathrow, Luanda, Cidade do Luxemburgo, Madrid, Manchester, Maputo, Marraquexe, Miami, Milão, Moscovo, Munique, Natal, Nova Iorque JFK, Nova Iorque Liberty, Oslo, Paris -Orly, Ponta Delgada, Porto, Porto Alegre, Porto Santo, Praga, Praia, Recife, Rio de Janeiro, Roma, Sal, Salvador, São Paulo, São Tomé, São Vicente, Toronto, Veneza, Varsóvia, Viena, Zurique.
TAP Portugal

operado pela TAP Express

Alicante, Argel, Barcelona, Bilbau, Bordéus, Casablanca, Colônia/Bona (Início dia 15 Julho 2017) Corunha, Estugarda,Faro, Funchal, Gran Canaria, Londres-City (Início em 29 de Outubro de 2017), Luxemburgo, Lyon, Madrid, Málaga, Marraquexe, Marselha, Nantes, Nice, Oviedo, Porto, Sevilha, Tânger, Toulouse, Valência, Vigo
Transavia Amesterdão, Eindhoven, Munique (Termina dia 20 Outubro 2017), Roterdão (início 18 fevereiro 2018).
Transavia France Lyon, Nantes, Paris Orly
Tunisair Túnes
Turkish Airlines Istambul
United Airlines Newark

Sazonal: Washington D.C

Ural Airlines Sazonal:Moscovo-Domodedovo
Vueling Airlines Amesterdão, Barcelona, Bruxelas, Paris Orly, Zurique

Sazonal:Ibiza

Wizz Air Bucareste, Budapeste, Katowice, Varsovia

Companhias aéreas que operaram no aeroporto[editar | editar código-fonte]

Companhia Aerea Destinos
Brasil Varig[7][8] São Paulo-Guarulhos, Rio de Janeiro-Galeão, Porto Alegre, Salvador, são luís
Brasil BRA Transportes Aéreos São Paulo-Guarulhos, Salvador, Maceió
Bélgica Sabena Bruxelas
Brasil Transbrasil São Paulo-Guarulhos, Brasília
Estados Unidos US Airways Filadélfia
Brasil VASP São Paulo-Guarulhos, Recife
Venezuela VIASA Caracas
Argentina Aerolíneas Argentinas Buenos Aires, Campinas, Recife
Espanha Spanair Madrid, Barcelona
África do Sul South African Airways[9] Johanesburgo, Luanda
Estados Unidos TWA Nova York, Barcelona

Frequências VHF e ajudas rádio à navegação[editar | editar código-fonte]

Aeroporto Humberto Delgado
Aeroporto Humberto Delgado
  • Lisboa Delivery - 118.950 MHz (Difusão Atis)
  • Lisboa Ground - 121.750 MHz (0700H-2300H Local)
  • Lisboa Tower - 118.100 MHz (24H)
  • Lisboa Ground/Tower Alternativa em caso de falha das freq. primárias - 118.500 MHz
  • Lisboa Approach - 119.100 MHz
  • Lisboa Atis - 124.150 MHz ou 121.950 MHz
  • Lisboa Volmet - 126.400 MHz
  • TAP Portugal - 131.850 MHz
  • Sata Internacional - 131.500 MHz
  • Portway - 131.475 MHz
  • Groundforce Portugal Handling - 131.650 MHz
  • Omni - 123.375 MHz
  • EuroAtlantic Airways - 122.150 MHz
  • Jetbase Handling - 122.800 MHz
  • P.T.S. Handling - 122.625 MHz
  • Safeport Handling - 123.025 MHz
  • Swissport - 122.750 MHz
  • NDB (LAR) 382 MHz - 38º 59´ 39,59´´ N 009º 02´ 25,40´´ W
  • NDB (CP) 389 MHz - 38º 38´ 32,25´´ N 009º 13´ 17,46´´ W
  • VOR (LIS) 114.80 MHz - 38º 53´ 22,00´´ N 009º 09´ 46,00´´ W + DME - Elv. 1112´
  • SOUTH SECTOR - 125.550 MHz
  • WEST SECTOR - 128.900 MHz
  • NORTH SECTOR - 132.300 MHz
  • CENTER SECTOR - 136.025 MHz

Referências

  1. [1]
  2. Apesar de um dos nomes pelos quais é conhecido provir da freguesia da Portela)
  3. «Lisboa - Aeroporto da Portela muda de nome a 15 de maio - Portugal - DN». DN. Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  4. ANA. «Relatório Anual de Estatística de Tráfego» (PDF). Janeiro 2012. Consultado em 27 de Janeiro 2013 
  5. Aeroportos portugueses entre os que mais cresceram em 2014, Expresso Online, 6 de fevereiro 2015
  6. Teixeira da Silva (4 de abril de 2014). «Aeroporto da Portela». Consultado em 2 de agosto de 2014 
  7. Voos da Varig para Portugal serão feitos em aviões da TAP
  8. Sem voos da Varig, brasileiros relatam problemas em Lisboa
  9. Foto/Todos os tamanhos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aeroporto Humberto Delgado