Minicomboio da Caparica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Transpraia)
Ir para: navegação, pesquisa
Minicomboio da Caparica
Beach railway in costa da caparica, portugal.jpg
Unused urban railway
Unknown route-map component "uexKBHFaq" + Unknown route-map component "HUBa"
Unknown route-map component "uexCONTfq"
MST - L.ª AzulAlmada (proj.)
Unknown route-map component "uexKBHFa" + Unknown route-map component "HUBe"
Bus station
0 Costa de Caparica(1960-2007)[1][2][3]
Unknown route-map component "uexKBHFaq" Unknown route-map component "uexABZg+r"
Lota(pj.2012[4])
Unknown route-map component "uENDExa" + Unknown route-map component "lDRH"
placa giratória[5]
Unknown route-map component "uHST AUSW"
1 Nova Praia(1960-)[1]
Urban stop on track
Praia da Saúde
Urban stop on track
Golfinho
Urban stop on track
Cornélia
Urban stop on track
Piedense
Urban stop on track
Praia da Mata / Bar da Ponte
Urban stop on track
Praia do Forte
Unknown route-map component "uABZg2" Unknown route-map component "uSTRc3"
Unknown route-map component "uSPLa" + Unknown route-map component "uSTRc1"
Unknown route-map component "uSTR+4"
Unknown route-map component "RD1e"
Unknown route-map component "RD1q" + Unknown route-map component "uvHST"
Unknown route-map component "RD1q" + Urban straight track
4 Praia da Riviera(mud. tarif.[6]; 1960-[1])
Unknown route-map component "cd"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSHI1+l"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uSHI1+r"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSHI2gl-"
término em 1960-1963[1]
Unknown route-map component "cd"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSTR"
Unknown route-map component "cd" + Urban straight track + Unknown route-map component "lDRH"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSTR"
placa giratória [1]
Unknown route-map component "cd"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSTR"
Unknown route-map component "cd" + Urban straight track + Unknown route-map component "uv-SHI1+l"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvSTR" + Unknown route-map component "uSHI1+l"
(bif. 4 vias)
Unknown route-map component "cd" Unknown route-map component "uv-SHI2g+r"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "uvKDST-Le"
Unknown route-map component "c" + Unknown route-map component "uvKDST-Me"
Unknown route-map component "cd" + Unknown route-map component "uvKDST-Re"
depósito / oficinas (1963-)[1]
Unknown route-map component "uBRÜCKE"
ponte do Foz do Rego × Rego
Urban stop on track
Praia da Rainha
Urban station on track
Praia do Castelo
Urban stop on track
Cabana do Pescador
Urban stop on track
Praia do Rei / Hula Hula
Urban stop on track
Borda d’Água
Urban stop on track
Waikiki
Urban stop on track
Tartaruguinha
Urban stop on track
Casa da Praia
Unknown route-map component "uISLAND"
Unknown route-map component "ueHST"
Malvinas
Urban stop on track
Praia 19
Urban stop on track
Praia Azul
Urban straight track Unused urban continuation backward
Tf. AroeiraAroeira
Unknown route-map component "uHST AUSW" Unknown route-map component "uexKBHFe"
9 Fonte da Telha
Unknown route-map component "uENDExe" + Unknown route-map component "lDRH"
placa giratória[7] (1963-)[1]
Unused urban continuation forward
Praia do Meco(pj. orig.)[1]

O minicomboio da Caparica é uma ferrovia turística que liga a praia da Costa de Caparica à da Fonte da Telha, ao longo de um trajecto de 9 km, com quatro estações e 15 apeadeiros,[1] na costa atlântica do concelho de Almada, Portugal. É operado pela empresa TRANSPRAIA - Transportes Recreativos da Praia do Sol, L.da oferecendo o seu serviço durante a época balnear, das 09:00 às 20:00 de junho a setembro.[8][4] A empresa emprega, em regime sazonal, oito funcionários — valor que chegou a ser o dobro no período anterior a 2007.[4]

Características[editar | editar código-fonte]

A bitola do trilho, montada no sistema Decauville, é de 600 mm (recorde de via estreita de utilização normal em Portugal, ex aequo com o Comboio da Praia do Barril), sendo de via única ao longo do percurso, com duplicações para cruzamento e manobras. As composições, puxadas por locomotiva a gasóleo, são tipicamente constituídas por quatro vagões abertos de tipo imperial, cada um com oito bancos corridos de três lugares e acesso aberto aos estribos laterais exteriores. Existem também vagões de serviço, de caixa aberta [1].

História[editar | editar código-fonte]

Após a fundação da TRANSPRAIA - Transportes Recreativos da Praia do Sol, L.da, por iniciativa de dois industriais da região — Canas Cardim e Casimiro Pinto[1], o serviço foi inaugurado em 29 de junho de 1960[8][4]. Foi o primeiro acesso às praias mais remotas disponível a banhistas[8] mesmo na primeira fase, restrita ao curto troço inicial Caparica-Riviera, inferior a 4 km.[1]

O projeto original previa um trajeto superior a 20 km, prolongando-se para sul a partir da Fonte da Telha, passando a barra da Lagoa de Albufeira, e chegando às praias próximas do Cabo Espichel.[1] Tal acrescentamento fora já abandonado aquando da inauguração do segundo troço, Riviera-Telha, em 20 de julho de 1963.

O terminal norte, à Rua dos Pescadores,[4] no centro da Costa de Caparica (“Praia do Barbas”[1]), foi eliminado do trajecto em 2007, na sequência das obras do Programa Polis[8][9][10] que levaram à demolição de cerca de um quilómetro de linha[2][3]; a esta deslocação seguiu-se a redução do número de passageiros em 60% no Verão de 2007 e à perda dos contratos publicitários sobre reclames na libré do material circulante[4] — levando a administração da Transpraia a considerar a suspensão do serviço para 2008[2][3], o que acabou por não se verificar apesar de o troço demolido não ter sido reposto. No final da época balnear de 2012, em vista de um total de menos de 30 mil passageiros (comparado com uma média de 150 mil apenas em agosto, no período anterior a 2007), a Transpraia, na pessoa de António Pinto da Silva, administrador e filho de Casimiro Pinto, co-fundador e primeiro administrador da empresa [4], voltou a considerar o encerramento do serviço no Verão do ano seguinte.[4]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m Ricardo TAVEIRA: “TranspraiaTransportes XXI (página acedida em 2013.11.05)
  2. a b c “Transpraia em risco de fechar” Correio da Manhã (2007.08.27). (Creditado a Agência Lusa. Em português. Republicado on line; visitado em 2012.01.11.)
  3. a b c Vanessa GOUVEIA “Fim da linha para o Transpraia” Jornal de Notícias (2007.08.27). (Em português. Republicado on line; visitado em 2012.01.11.)
  4. a b c d e f g h Roberto DORES: “Defensores do comboio de praia ganharam força no Facebook” Sem mais (supl. Expresso 729:5), 2012.09.08: p.4
  5. Foto de Pedro Mendes, mostrando a placa giratória da Nova Praia em uso para rodar a locomotiva №4, em 2012.
  6. Rui Pedro VIEIRA “Boa vida: Pelas praias e dunas da Caparica num comboio feito de histórias” Diário de Notícias (2005.08.16). (Em português. Republicado on line; visitado em 2012.01.11.)
  7. Foto de Carlos Loução, mostrando a placa giratória da Fonte da Telha em uso para rodar a locomotiva №3, em 2010
  8. a b c d Catarina Serra LOPES “Comboio da Costa da Caparica comemora hoje 43 anos” Público (2003.06.09). (Em português. Republicado on line; visitado em 2012.01.11.)
  9. «Câmara Municipal de Almada: Polis Costa da Caparica». Câmara Municipal de Almada. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
  10. «Transpraia». Programa Polis da Costa da Caparica. Consultado em 11 de janeiro de 2012 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Minicomboio da Caparica

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.