Transportes na Póvoa de Varzim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A cidade da Póvoa de Varzim é servida por uma rede de transportes aproveitada por viajantes que usam vias marítimas, terrestres ou aéreas. A infraestrutura terrestre de acesso é composta por auto-estradas, estradas nacionais e rede de metro ligeiro/tram-train. Estas infraestruturas e os terminais aeroporto, central de camionagem, marina e porto marítimo são utilizados diariamente por milhares de pessoas para aceder à cidade.

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Comboio[editar | editar código-fonte]

A Póvoa de Varzim era servido no século XIX por uma rede ferroviária desenvolvida, que a ligava ao outros pólos da região. Devido a políticas nacionais que apoiavam o uso do transporte individual, nomeadamente a construção de auto-estradas, esta rede desapareceu. Tendo a questão voltado a ganhar relevo a nível local e regional.

Em 1874 é criada a "Companhia dos Caminhos de Ferro de Porto à Póvoa de Varzim e Famalicão", um operador ferroviário privado português.[1] após um decreto de 19 de junho de 1873 concedendo a J. C. Temple Elliot e ao Barão Kesseler o caminho de ferro de via reduzida entre o Porto e a Póvoa de Varzim - a Linha da Póvoa. A abertura oficial da linha da Póvoa, maioritariamente em linha estreita, ocorre a 1 de Outubro de 1875.

A 7 de Agosto de 1878 é aberta à exploração pública o caminho de ferro entre Póvoa de Varzim e as Fontainhas, percorrendo todo o interior do município poveiro, e posteriormente ligando a Famalicão, no que passará a ser conhecido como ramal de Famalicão. Esta parte da linha foi encerrada em 1995, devido a falta de investimentos de modernização e a um acidente grave.

A linha da Póvoa de Varzim ao Porto é encerrada em 2002 para ser substituída pela linha B do Metro do Porto.

O Plano Regional de ordenamento (PROT) do Norte aponta para o uso dos novos veículos tram-train para um novo serviço afastado do metro ligeiro (tram), e que se torne essencialmente train (comboio) da Senhora da Hora até à Póvoa de Varzim, com vista ao prolongamento da Linha da Póvoa (Linha Vermelha) para Esposende e Viana do Castelo, tal como estava previsto nos planos da CP e a Comissão de Utentes da Linha da Póvoa, a CULP, o que requer, para ser eficaz, ser um serviço de comboios. No projecto da Metro admitia-se apenas a extensão da Linha Vemelha para norte, até Barreiros (onde seria criada um interface rodo-ferroviário), aproveitando o troço desactivado do ramal Póvoa-Famalicão[2]

Metro / Tram-Train[editar | editar código-fonte]

A Linha B do Metro do Porto liga a Póvoa de Varzim ao Estádio do Dragão.
O Metro do Porto junto ao Farol do Regufe na Póvoa de Varzim.

A Linha B do Metro do Porto liga a Póvoa de Varzim ao Porto em dois tipos de serviços, o normal e o expresso. Devido ao metro usar apenas o canal da extinta Linha da Póvoa, construída no século XIX, e devido ao crescimento da cidade para norte desde o início do século XX, a maior parte da população vive afastada da estação de metro mais próxima. Assim, encontra-se em projeto uma pequena extensão da linha B para o interior da cidade que irá adicionar três novas estações: Praça do Almada (Póvoa de Varzim), Mourões e Barreiros (Avenida 25 de Abril).

Carros Americanos[editar | editar código-fonte]

"Americano" na Póvoa de Varzim por volta de 1880.

Na Póvoa de Varzim, os carros americanos apareceram em 1874 e ligavam inicialmente o centro da Póvoa de Varzim até ao centro de Vila do Conde, posteriormente expandido para a zona balnear, primeiro pela Rua da Junqueira até ao Passeio Alegre, e posteriormente pela Avenida Mousinho de Albuquerque até à Avenida dos Banhos. Permaneceram nas ruas da cidade até ao início do século XX, quando passaram a funcionar a diesel, que será uma fase efémera.

Autocarros e camionetas[editar | editar código-fonte]

Um autocarro saindo da Avenida 25 de Abril fazendo o circuito Amorim - Caxinas.

A Central de Camionagem da Póvoa de Varzim é um término de camionetas e autocarros (ônibus) também utilizado como porta de entrada para viajantes provenientes de cidades nacionais (em especial do Minho), mas também de outras cidades europeias.

A maioria das linhas de transporte urbano é feito pela Litoral Norte - Transportes Urbanos da Póvoa de Varzim, que possui 5 linhas. As restantes linhas são exploradas pela Transdev (antigas linhas da Linhares) e pela ARRIVA Transportes.

Litoral Norte Transportes Urbanos - Póvoa de Varzim
A B C D E

Zona Industrial de Amorim
Rua D. Manuel Dias
Rua das Cardosas
Rua Comendador Francisco Quintas
Modelo Linha B (Metro do Porto)Linha C (Metro do Porto)
C.C.T. Linha C (Metro do Porto)Linha D (Metro do Porto)Linha E (Metro do Porto)
Rua Família Bonitos Amorim
Escola Eça de Queirós
Hospital Linha D (Metro do Porto)
Centro de Saúde / Escola Dr. Flávio Gonçalves
Escola Rocha Peixoto
Av. Santos Graça Linha B (Metro do Porto)Linha C (Metro do Porto)
Praça 5 de Outubro
Av. dos Banhos
Casino / Av. dos Descobrimentos
Rua da Caverneira
Av. Infante D. Henrique
Rua António Bento Martins Júnior
Rua Dr. Carlos Pinto Ferreira
Av. Comandante Coutinho Lanhoso
Escola José Régio

S.ra de Belém
Via 25 de Abril
Modelo Linha A (Metro do Porto)
Rua Alberto Oliveira
Rua Virgínia Campos
Rua Alberto Pinheiro Torres
C.C.T. Linha A (Metro do Porto)Linha E (Metro do Porto)
Praça Luís de Camões Linha A (Metro do Porto)Linha E (Metro do Porto)
Coração de Jesus Linha E (Metro do Porto)
Mercado Municipal Linha E (Metro do Porto)
Praça do Almada
Rua Almirante Reis
Maconde
Agros / McDonald's
Plus
Auto Bem-Guiados
Mercado - Vila do Conde
E.N.13
Igreja da Azurara

Terroso
Rua Travassos
Sto. António
Parque da Cidade
Rua Sencadas
A Ver-o-Mar
Clipóvoa
Praça Luís de Camões Linha A (Metro do Porto)
Coração de Jesus Linha B (Metro do Porto)
Mercado Municipal Linha B (Metro do Porto)
Hospital
Rua Família Bonitos de Amorim
C.C.T. Linha A (Metro do Porto)Linha B (Metro do Porto)

Existem vários serviços expresso e ligações a outras cidades em camionetas, por exemplo no Verão há um serviço rápido entre Guimarães e a Póvoa de Varzim, operado pela ARRIVA, e mais recentemente um serviço Expresso Final-de-Semana, também por autoestrada, Braga/Póvoa de Varzim operado pela TRANSDEV / Rodoviária d’Entre-Douro-e-Minho. Planeia-se com a construção de um intermodal de transportes que serviria de ligação ferroviária autocarros, camionetas e bicicletas na Avenida 25 de Abril.

Estradas e auto-estradas[editar | editar código-fonte]

Auto-estradas[editar | editar código-fonte]

A Auto-estrada A28 circunda a cidade pelo interior.
Rede de auto-estradas.

A cidade da Póvoa de Varzim é servida pelas auto-estradas:

  • A28 (Auto-Estrada Valença - Porto) que, criada como via rápida para servir de alternativa à EN13, em direcção ao norte liga a cidade a Esposende, Viana do Castelo e ao nó da A11. Pelo Sul, a auto-estrada liga ao Aeroporto, Porto de Leixões e termina no Porto, seguindo pela VCI. Existem 3 nós da A28 no município da Póvoa de Varzim: o Nó de Vila do Conde/Argivai no sul da cidade, o Nó da Póvoa de Varzim no norte da cidade e respectivas praias e o Nó do Parque Industrial de Laúndos/Estela a principal zona industrial do município.
  • A7 (Auto-Estrada Póvoa de Varzim - Vila Pouca de Aguiar) criada com o propósito de uma ligação de Guimarães, Famalicão e outras cidades do interior de Portugal, e, que aos milhares se dirigem tradicionalmente ao litoral da Póvoa de Varzim onde têm segunda residência.
  • A11 (Auto-Estrada Apúlia - Braga), pela A28-Norte liga a Barcelos e Braga.

Estradas nacionais[editar | editar código-fonte]

Apesar de terem perdido utilidade como vias para médias e longas distâncias, as Estradas Nacionais adquiriram interesse periurbano:

Vias urbanas[editar | editar código-fonte]

A malha viária tradicional da cidade, composta por vias de ligação paralelas em direção ao mar, pode ser vista pela importância que as seguintes vias possuem: Avenida do Mar (entrada da cidade pela A28), Avenida Vasco da Gama, Avenida Mouzinho de Albuquerque e Avenida Santos Graça. A Avenida dos Descobrimentos (entrada litoral sul) e a Avenida dos Banhos, por outro lado, são paralelas à costa marítima.

A Avenida 25 de Abril tem o propósito de ser uma via de cintura pelo interior da cidade, que visa substituir a EN13 e servir de ligação da Avenida do Mar (acesso da A28) à EN206, e consequentemente à Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG), ao Centro Empresarial Agros e ao futuro Hospital do Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde (CHPVVC).

Ciclovias[editar | editar código-fonte]

A bicicleta é um meio de transporte bastante popular.

Apesar do interesse e propensão da cidade relativamente ao uso da bicicleta com fins lúdicos e de transporte, que tem tido adesão crescente da população, por se situar numa planície, a Póvoa de Varzim usufrui, somente, de uma ciclovia pela orla costeira com 1,8 quilómetros, ampliada mais tarde em 3,5 km pela orla costeira de Vila do Conde. Com a ampliação da cidade para Norte em Aver-o-mar, esta ciclovia poderá duplicar de tamanho.

Em fase embrionária encontra-se a Ciclovia de Ligação da Praia da Lagoa ao Parque da Cidade da Póvoa de Varzim. A Câmara prevê também a criação da Ciclovia da Avenida 25 de Abril. o projecto Futuro Sustentável do Grande Porto prevê a construção de várias outras, no entanto a sua execução no terreno, não está a ser equacionada.

A Ecopista Famalicão – Póvoa de Varzim, com 18 quilómetros de extensão, com vários adiamentos, já passou a promessa eleitoral. Sendo uma ciclovia que percorrerá um antigo canal ferroviário (da Linha do Porto à Póvoa e Famalicão), a Ecopista com intuitos lúdicos, dado que passará por áreas naturais, rurais e históricas, mas também terá utilidade em termos de mobilidade para os viajantes provenientes de zonas rurais em direcção à cidade, visto que o término da ciclovia na Póvoa de Varzim, seria junto ao prometido término do Metro do Porto e Intermodal de Transportes da Póvoa de Varzim. No entanto, este projecto não tem em consideração as novas direcções do Plano de Ordenamento do Território que prevê recuperar parte do ramal para ser novamente usado para transporte ferroviário.

Aeroportos[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Internacional Sá Carneiro (IATA: OPO; ICAO: LPPR) situa-se a cerca de 15 quilómetros a sul do centro da cidade. O aeroporto pode ser acedido quer pela EN13 quer pela A28, de forma bastante rápida, ou ainda usando o metro ou táxis.

O Aeródromo da Póvoa de Varzim, oficializado como S. Miguel de Laundos, é uma pista de 270 metros de comprimento para ultraleves e outros aviões de pequeno porte.[3] Tem apenas propósitos recreativos ou turísticos, dado que a função de transporte aéreo, é efectuado com melhor eficiência e proximidade pelo Aeroporto Sá Carneiro.

Referências

  1. Breve História dos Caminhos de Ferro Portugueses
  2. Marques, Ângelo Teixeira (4 de Agosto de 2009). «Proposta polémica para criar linha de comboio Senhora da Hora-Viana». Público (7063) 
  3. «Aeródromo pronto a funcionar já no Verão». Jornal de Notícias. Consultado em 13 de abril de 2008