Sofi Oksanen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sofi Oksanen
Nome completo Sofi-Elina Oksanen
Nascimento 7 de janeiro de 1977
Jyväskylä, Finlândia
Nacionalidade Finlândia Finlandesa
Ocupação Escritora
Prémios Prémio Finlândia (2008)

Prémio Kalevi Jäntti (2008)
Prémio Literário do Conselho Nórdico (2010)
Prémio Livro Europeu do Ano (2010)
Prémio Femina estrangeiro (2010)
Prémio Nórdico da Academia Sueca (2013)

Página oficial
www.sofioksanen.com

Sofi-Elina Oksanen (Jyväskylä, 7 de janeiro de 1977) é uma escritora finlandesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no centro da Finlândia, de pai eletricista e de mãe engenheira estoniana que chegou à Finlândia na década de 1970.[2]

Sofi Oksanen estudou literatura nas universidades de Jyväskylä e Helsínquia, e também arte dramática no Teatro Academia de Helsínquia.[3] Oksanen é muito ativa em debates e artigos de opinião, identificando-se como bissexual[4] reconhecendo ter sofrido de distúrbios alimentares.[5]

Sofi Oksanen ficou muito conhecida pela sua primeira novela Stalinin lehmät ("As vacas de Estaline") (2003)[6], que versa sobre transtornos alimentares e as mulheres estonianas emigradas na Finlândia, que foi nomeada para os Prémios Runeberg.[7]

Dois anos mais tarde publicou Baby Jane (2005),[8] una novela sobre desordens de ansiedade e violência nos casais de lésbicas.

Puhdistus foi criado como drama teatral em (2007), e levado à cena no Teatro Nacional da Finlândia.
Em 2008, surgiu como romance, traduzido para português (Purga, em Portugal; Expurgo, no Brasil), tendo recebido vários prémios, entre os quais o Prémio Finlandia (2008), o Prémio Literário do Conselho Nórdico (2010) e o Prémio Livro Europeu do Ano (2010).[9][10]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

Obras de teatro[editar | editar código-fonte]

  • Puhdistus, 2006
  • High Heels Society, 2008

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Sofi Oksanen» (em sueco). Albert Bonniers Förlag. Consultado em 4 de maio de 2016 
  2. Judith Katzir (3 de maio de 2010). «The International Writers Festival, Jerusalem» (PDF). Haaretz. Consultado em 5 de setembro de 2010 [ligação inativa]
  3. http://www.teak.fi/eng/
  4. Helsingin Sanomat – International Edition
  5. City.fi – Sofi Oksanen
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 6 de outubro de 2009 
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 1 de março de 2010 
  8. «Cópia arquivada». Consultado em 16 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 26 de setembro de 2009 
  9. http://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/livro-europeu-do-ano-para-roberto-saviano-e-sofi-oksanen-1470428
  10. «Utrensning (Purga)» (em sueco). Albert Bonniers Förlag. Consultado em 5 de maio de 2016. Arquivado do original em 22 de maio de 2014 
  11. http://www.estantevirtual.com.br/b/sofi-oksanen/expurgo/2034250548?q=Sofi+Oksanen
  12. http://www.wook.pt/ficha/a-purga/a/id/11822811

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sofi Oksanen