Sofi Oksanen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sofi Oksanen
Nascimento 7 de janeiro de 1977
Jyväskylä, Finlândia
Nacionalidade Finlândia Finlandesa
Página oficial
www.sofioksanen.com

Sofi-Elina Oksanen (Jyväskylä, 7 de janeiro de 1977) é uma escritora finlandesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no centro da Finlândia, de pai eletricista e de mãe engenheira estoniana que chegou à Finlândia na década de 1970.[2]

Sofi Oksanen estudou literatura nas universidades de Jyväskylä e Helsínquia, e também arte dramática no Teatro Academia de Helsínquia.[3] Oksanen é muito ativa em debates e artigos de opinião, identificando-se como bissexual[4] reconhecendo ter sofrido de distúrbios alimentares.[5]

Sofi Oksanen ficou muito conhecida pela sua primeira novela Stalinin lehmät ("As vacas de Estaline") (2003)[6], que versa sobre transtornos alimentares e as mulheres estonianas emigradas na Finlândia, que foi nomeada para os Prémios Runeberg.[7]

Dois anos mais tarde publicou Baby Jane (2005),[8] una novela sobre desordens de ansiedade e violência nos casais de lésbicas.

Puhdistus foi criado como drama teatral em (2007), e levado à cena no Teatro Nacional da Finlândia.
Em 2008, surgiu como romance, traduzido para português (Purga, em Portugal; Expurgo, no Brasil), tendo recebido vários prémios, entre os quais o Prémio Finlandia (2008), o Prémio Literário do Conselho Nórdico (2010) e o Prémio Livro Europeu do Ano (2010).[9][10]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

Obras de teatro[editar | editar código-fonte]

  • Puhdistus, 2006
  • High Heels Society, 2008

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sofi Oksanen