Statkraft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Statkraft
Statkraft Lysaker IMG 3620.jpg
Criação
Forma jurídica
aksjeselskap (en)
Sede social
Sector de atividade
Produto
Efectivos
3 600 ()
Direção
Christian Rynning-Tønnesen (en)
Presidente
Thorhild Widvey (en)
Proprietário
Ministry of Trade, Industry and Fisheries (d)
LAJIR
13 400 000 000 coroa norueguesa ()
Receita bruta
49 488 000 000 coroa norueguesa ()
Website
Codes
Organização norueguesa
TVA intracomunitário

Statkraft A S é uma empresa estatal da Noruega do setor de energia. O Grupo Statkraft é um gerador de energia renovável, bem como o maior produtor de energia do seu país de origem e o terceiro maior da região nórdica. A empresa desenvolve e gera energia hidrelétrica, energia eólica, energia a gás, aquecimento urbano e energia solar, além de também atuar nos mercados internacionais de energia. A Statkraft tem mais de 4 mil funcionários e sua sede está localizada em Oslo. É a maior geradora de energia renovável da Europa, com operação em 18 países.[1]

Produção de energia[editar | editar código-fonte]

Hidrelétrica[editar | editar código-fonte]

A energia hidrelétrica fornece a maior parte da energia renovável da Statkraft. A produção ocorre em mais de 300 usinas hidrelétricas na Noruega, Suécia, Alemanha, Reino Unido, Turquia, bem como em vários países da América do Sul e Ásia. A produção total de energia anual foi de 62,6 TWh em 2018.[2] Em 2013, a empresa começou a construir o projeto Devoll Hydropower no sudeste da Albânia, composto por duas usinas hidrelétricas, Banja e Moglicë, localizadas no vale do Devoll, com uma capacidade instalada de aproximadamente 256 MW. O projeto total custou mais de 600 milhões de euros.[3]

Eólica[editar | editar código-fonte]

A Statkraft possui usinas eólicas na Alemanha e na França.[4] No Brasil, o principal mercado da companhia fora da Europa, a empresa controla 22 ativos de geração de energia eólica e hidrelétrica. No início de 2021, a Statkraft Brasil anunciou um investimento de 2,5 bilhões de reais na construção do Complexo Eólico Ventos de Santa Eugênia, localizado no município de Uibaí, na Bahia.[1]

Solar[editar | editar código-fonte]

A empresa trabalha com energia solar desde 2010 e possui usinas de energia solar na Índia e nos Países Baixos. Em novembro de 2020, a Statkraft anunciou que havia adquirido a Solarcentury por 151 milhões de dóçares, assumindo o controle total da empresa panamenha e de suas instalações de produção de energia solar na Europa e América do Sul.[5]

Referências

  1. a b Maria Clara Dias (26 de fevereiro de 2021). Revista Exame, ed. «Presidente da Statkraft: "Brasil pode assumir a liderança renovável tal como a Noruega"». Consultado em 19 de outubro de 2021 
  2. «Annual Report 2018 | Statkraft» (PDF). www.statkraft.com. Consultado em 12 de fevereiro de 2018 
  3. «Devoll Hydropower Project». Consultado em 10 de maio de 2016 
  4. Viseth, Ellen Synnøve (4 de outubro de 2021). «Statkraft kjøper 43 vindkraftverk i Tyskland og Frankrike». Tu.no (em norueguês). Teknisk Ukeblad 
  5. Barbaglia, Pamela (2 de novembro de 2020). «Norwegian utility Statkraft makes $151 million swoop on Solarcentury». Reuters. Consultado em 2 de novembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Statkraft
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.