Suzana (cantora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Suzana Pragosa
Informação geral
Também conhecido(a) como Suzana
Susana Pragosa
Nascimento 31 de agosto de 1976 (40 anos)
Origem Batalha
Nacionalidade portuguesa
Género(s) Pop romantico
Instrumento(s) Vocal
Período em actividade 1988 - presente
Editora(s) Espacial, Senhores do Ar, Farol
Página oficial www.suzana.pt

Suzana,[1][nota 1] (Batalha, Leiria, 31 de Agosto de 1976)[2] é uma cantora portuguesa.

Alcançou o patamar nacional em 1999 ao integrar grupo feminino Tentações, quinteto vocal por onde passaram também Helga Barroso, Nicole e Sónia Brazão.[5]

As suas edições a solo começaram no ano 2000 inicialmente com o nome Suzana & Top Girls e depois como Suzana Pragosa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Suzana nasceu na Batalha a 31 de Agosto de 1976.[2]

Aos seis anos de idade, começou a marcar pontos no universo musical quando recebeu o seu primeiro órgão eléctrico, oferecido pelo seu pai.[1]

Passou por diversas escolas de música e, com 12 anos, já com um novo órgão também oferecido pelo pai, começa a actuar em bailes e festas, uma actividade artística que se estenderia até ao princípio do ano de 1999, ao mesmo tempo que frequentava o Conservatório de Música e Canto, em Leiria.[1]

Com 22 anos recebe o convite para integrar as Tentações, participando no segundo álbum do grupo feminino,[1] Nunca Me Percas, num quinteto vocal por onde passaram também Helga Barroso, Nicole e Sónia Brazão.

A banda dissolveu-se e a artista, com o nome de Susana Pragosa,[3] começa a fazer parte do grupo de cantoras de apoio de Tony Carreira, inclusivamente nos espectáculos no Olympia de Paris,[1] ponto de partida para o primeiro álbum ao vivo do cantor português, denominado Ao Vivo No Olympia, editado em 2000.

A editora Espacial, Tony Carreira e António Gomes convidam Suzana para gravar e surge o álbum Amanhã (É Amanhã), ainda no ano 2000, assinado por "Suzana E As Top Girls". As "Top Girls" eram as quatro bailarinas francesas que a acompanhavam nos espectáculos ao vivo.[1]

O segundo álbum, Tudo De Ti, novamente pela Espacial surgiu em 2002. Continuaria a ser uma das vozes de apoio de Tony Carreira até ao ano seguinte.[1][nota 2]

Em 2003, Tony Carreira, assinala os seus 15 anos de carreira, no Pavilhão Atlântico, com Suzana novamente no apoio vocal mas também a participar num dueto na canção "Eras tu",[1] registado no álbum ao vivo 15 anos de Canções - Ao Vivo No Pavilhão Atlântico.[8]

...Encontrei, o terceiro álbum de Suzana, é lançado pela Espacial em 2004, repetindo-se o dueto com Tony Carreira, no tema "O 1º grande amor".[1]

Suzana torna-se mãe aos 30 anos, com o nascimento, em 2006, do seu filho Rodrigo.[1]

No mesmo ano sai, pela Espacial, O Pobre É Que Paga, 4.º álbum de estúdio[1] um trabalho assinado com o nome "Suzana Pragosa".[2][nota 3]

Suzana aceita, aos 31 anos, o convite para posar para a versão portuguesa da revista masculina FHM.[9]

Em 2008 é editado Por Amor através da editora Senhores do Ar e da iPlay.[10] A cantora regressa neste disco à sua vertente mais romântica.[1]

No início de 2009 é editada pela Espacial a compilação O Melhor que reúne 13 temas dos cinco primeiros álbuns a solo.[11][12]

Os espectáculos levaram a cantora além fronteiras, nomeadamente a França, Suíça, Alemanha, Canadá e Estados Unidos da América.[1]

Em Setembro de 2009 é capa da Revista J, n.º 160, suplemento do jornal desportivo O Jogo.[13]

Em 2010, a artista lança o álbum Mesmo Assim através da Espacial. O CD inclui dois duetos: "No Sonho que Vivi" com Filipa Lemos dos Santamaria e "É Melhor Ficarmos por Aqui" com Leandro.[14]

Em agosto de 2011 é editado o disco Mistérios de Quem Ama através da Farol.[15] Por esta altura é publicada, uma nova produção fotográfica, com Suzana em biquíni, pela revista Vidas, suplemento do jornal Correio da Manhã.[16]

O disco "Voar" foi editado em 2013.

Em 2015 celebra 15 anos de carreira a solo com o disco "15 Anos".

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Convidada[editar | editar código-fonte]

  • 2003 - 15 anos de Canções - Ao Vivo No Pavilhão Atlântico de Tony Carreira dueto na canção "Eras tu" (Espacial)[8]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Algumas compilações:

  • 2000 - Doce 2000 com "Bem Bom" (Universal)[17]
  • 2006 - Disco do Ano 2006-07 com "O pobre é que paga" (Espacial)[18]
  • 2006 - Disco De Ouro 06-07 : 35 Êxitos da Música portuguesa com "Dono do meu tempo" (Espacial)[19]
  • 2006 - Disco De Ouro 07-08 : 36 Êxitos da Música portuguesa com "Quando me lembro de nós" (Espacial)[20]

Notas

  1. Também é referenciada como Suzana Pragosa,[2] Susana Pragosa[3] ou Suzana Borges.[4](Não confundir com a atriz Suzana Borges)
  2. Na capa deste seu segundo álbum a cor dos olhos de Suzana é azul. Nos trabalhos seguintes já apresenta os olhos castanhos.[6][7]
  3. A cantora apresenta uma tatuagem de uma Clave de Sol, bem visível a meio do pescoço, do seu lado direito.[6]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r «Página Oficial de Suzana». Consultado em 17 de março de 2009. Arquivado do original em 17 de março de 2009 
  2. a b c d «Suzana Pragosa apresenta "O pobre é que paga" em discurso directo». Rádio Batalha. Consultado em 17 de março de 2009. Arquivado do original em 24 de junho de 2009 
  3. a b CD de Tony Carreira EAN: 5604081324861
  4. Revista Nova Gente - Agosto 2008
  5. «Tentações?». Revista FHM. Consultado em 17 de março de 2009. Arquivado do original em 4 de fevereiro de 2008 
  6. a b c «Catálogo - Detalhes do registo de "O pobre é que paga"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  7. «Press Release : Suzana - Tudo de ti». Editora Espacial. Consultado em 28 de junho de 2014. Cópia arquivada em 28 de junho de 2014 
  8. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Tony Carreira : ao vivo Pavilhão Atlântico"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  9. «Suzana Pragosa». Revista FHM. Consultado em 17 de março de 2009. Arquivado do original em 20090212  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  10. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Por amor"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  11. a b «Press Release : Suzana - O melhor». Editora Espacial. Consultado em 28 de junho de 2014. Cópia arquivada em 28 de junho de 2014 
  12. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "O melhor"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 28 de junho de 2014 
  13. «Suzana, uma cantora sportinguista». Revista J, Jornal O Jogo. 22 de janeiro de 2013. Consultado em 28 de junho de 2014. Cópia arquivada em 28 de junho de 2014 
  14. a b «Catálogo - Detalhes do registo de "Mesmo assim"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  15. a b «Suzana: Artista do Mês de Dezembro 2011». Rário PopularFM. 1 de dezembro de 2011. Consultado em 29 de junho de 2014. Cópia arquivada em 29 de junho de 2014 
  16. a b Vânia Nunes (27 de agosto de 2011). «Suzana: "Sinto que estou muito bem para a minha idade"». Revista Vidas, Jornal Correio da Manhã. Consultado em 29 de junho de 2014. Cópia arquivada em 29 de junho de 2014 
  17. https://www.discogs.com/Various-Doce-2000/release/8476196
  18. «Catálogo - Detalhes do registo de "Disco do ano 2006-07"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  19. «Catálogo - Detalhes do registo de "Disco de ouro 06-07 : 35 êxitos da música portuguesa"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 
  20. «Catálogo - Detalhes do registo de "Disco de ouro 07-08 : 36 grandes êxitos da música portuguesa"». Fonoteca da Câmara Municipal de Lisboa. Consultado em 17 de março de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma cantora é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.