Tereza Delta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tereza Delta
2º Prefeita de São Bernardo do Campo São Bernardo do Campo
Período 27 de outubro de 1947
1º de janeiro de 1948
Antecessor Wallace Cochrane Simonsen
Sucessor José Fornari
Dados pessoais
Nascimento 2 de novembro de 1919
São Paulo, SP
Partido Partido Republicano
Profissão política, empresária

Tereza Delta (São Paulo, 2 de novembro de 1919 - São Bernardo do Campo, 6 de agosto de 1993) foi uma política brasileira, sendo uma das primeiras mulheres a exercer o cargo de prefeita no Brasil. Por seu protagonismo na Câmara dos Vereadores de São Bernardo do Campo, foi homenageada com o nome do plenário desta casa legislativa.[1]

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Por volta do ano de 1943, veio residir em São Bernardo, instalando-se em uma chácara existente na confluência das estradas do Mar e Vergueiro.[2]

Em fins de 1946 e começo de 1947, abraçou a campanha de Adhemar de Barros para governador do Estado de São Paulo, e na cidade apoiou o movimento popular de protesto contra a prefeitura, diante dos problemas de falta de açúcar, óleo e outros gêneros, granjeando as simpatias gerais. Adhemar de Barros, depois de eleito e empossado governador, afastou Wallace Simonsen da prefeitura e nomeou Tereza como prefeita em um mandato-tampão, tomando posse em 1947. Ela permaneceria no cargo até o final desse ano, quando foram realizadas eleições para vereador e prefeito.[2]

Tereza Delta foi eleita vereadora com o maior índice de votos já registrados em São Bernardo até então. Foi conduzida à presidência da Câmara entre 1948 e 1951[3], quando se afastou para assumir uma cadeira na Assembleia Estadual, para onde fora eleita deputada, exercendo o mandato de 1951 a 1955[4]. Durante esse mandato foi responsável pela criação do primeiro estabelecimento estadual de ensino ginasial na cidade, o Instituto de Educação João Ramalho, pela construção do prédio do Grupo Escolar Maria Iracema Munhoz, construção do viaduto do quilômetro 23 da Rodovia Anchieta e também pela conclusão pelo Estado das obras do primeiro hospital público da cidade, hoje denominado Hospital Escola Anchieta. Ao mesmo tempo, coordenou a construção e conseguiu, em 1953, a elevação do município a categoria de comarca, cujo fórum foi instalado dois anos depois, pelo prefeito em exercício, Sigismundo Sérgio Ballotim.[1]

Em 1960, exerceu novamente mandato de Deputada Estadual, como suplente convocada para vaga temporária na Assembleia Legislativa do Estado.[1] Após se retirar da política, continuou a se dedicar a atividades de microempresária, falecendo em 6 de agosto de 1993.[2]

Deputada Tereza Delta com uma comissão de funcionários do Departamento Estadual de Rodagem (DER), sobre a greve de fome dos trabalhadores do Departamento na Via Anchieta, que estavam com 4 meses de atraso salarial, em 15 de dezembro[5].

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Tereza Delta». camarasbc.sp.gov.br. Consultado em 1 de março de 2018 
  2. a b c ABC, Portal do ABC do. «São Bernardo do Campo ‹ Conheça a história de São Bernardo do Campo». www.abcdoabc.com.br. Consultado em 2 de março de 2018 
  3. «Memória: 5 mulheres que fazem parte da história política de São Bernardo». São Bernardo do Campo. 8 de março de 2017 
  4. «Os Deputados Pós-1945» (PDF). Acervo Histórico da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo 
  5. «Deputada Tereza Delta». www.al.sp.gov.br. Acervo Histórico da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 1 de março de 2018