Orlando Morando

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Orlando Morando
Orlando Morando
18.º Prefeito de São Bernardo do Campo
Período 1º de janeiro de 2017
até atualidade
Vice-prefeito Marcelo Lima
Antecessor(a) Luiz Marinho
Sucessor(a) -
Deputado Estadual de São Paulo
Período 15 de março de 2003
até 1º de janeiro de 2017
(4 mandatos consecutivos)
Vereador de São Bernardo do Campo
Período 1º de janeiro de 1997
até 15 de março de 2003
(2 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 24 de agosto de 1974 (46 anos)
São Bernardo do Campo, SP, Brasil
Cônjuge Carla Morando (2007-presente)
Partido PSB (1996-2003)
PL (2003-2005)
PSDB (2005-presente)
Profissão Empresário

Orlando Morando Júnior (São Bernardo do Campo, 24 de agosto de 1974) é um advogado, empresário do ramo supermercadista e político brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), atualmente prefeito da cidade de São Bernardo do Campo. É casado com a deputada estadual de São Paulo, Carla Morando.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Elegeu-se vereador em São Bernardo do Campo em 1996 pelo PSB[2], função que exerceu até 2002, quando renunciou ao cargo para candidatar-se a deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, exercendo o cargo entre 2003 e 2016, pelo PSB, PL e depois pelo PSDB.[3][4][5]

Em 2008, licenciou-se do cargo de deputado para candidatar-se à prefeitura de São Bernardo do Campo pelo PSDB, na coligação "Melhor para São Bernardo", tendo-se como Vice, Edinho Montemor do PSB. Foi derrotado em segundo turno, obtendo 41,81% dos votos, contra 58,19% do candidato eleito Luiz Marinho (PT).

Em 2016, candidatou-se à prefeitura de São Bernardo do Campo novamente pelo PSDB, sendo eleito no segundo turno, derrotando Alex Manente (PPS), obtendo 59,94% dos votos válidos, contra 40,06% do adversário.[6]

Presidiu o Consórcio Intermunicipal Grande ABC em 2017 e 2018 [7] [8].

Orlando Morando, juntamente com Edinho Montemor, é um dos fundadores do São Bernardo Futebol Clube.[9] Apresenta o programa Personalidade +, pela Rede TV+, rede de televisão da Região do Grande ABC.[10]

Em 2020 foi reeleito em turno único com 67,28% dos votos, contra 23,34% do Luiz Marinho.[11]

Pedidos de impeachment[editar | editar código-fonte]

Em 2019, a PF indiciou Orlando Morando e outros 15 por corrupção passiva e fraude em licitações.[12] No decorrer daquele ano, Orlando Morando foi alvo de três pedidos de impeachment referentes a Operação Prato Feito da Polícia Federal, que foram todos rejeitados pela Câmara de Vereadores.[13][14][15] Em 2020, foi alvo de outro pedido de impeachment por demora na entrega do Hospital de Urgência.[16]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ABCdoABC, Portal do. «Carla Morando é anunciada pré-candidata a deputada estadual». www.abcdoabc.com.br. Consultado em 7 de maio de 2019 
  2. «Câmara de São Bernado muda sessão para as 13h30 - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: política». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 7 de maio de 2019 
  3. «Morando deixa PSB e tem propostas em SBC - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: política». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 7 de maio de 2019 
  4. Redação, Da (27 de agosto de 2005). «O deputado Orlando Morando vai para o PSDB». RD - Jornal Repórter Diário. Consultado em 7 de maio de 2019 
  5. «Deputado Orlando Morando». www.al.sp.gov.br. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 7 de maio de 2019 
  6. Orlando Morando (PSDB) é eleito prefeito de São Bernardo do Campo
  7. «Eleito presidente do Consórcio, Morando anuncia corte de gastos - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: consórcio,abc,presidente,diário». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 12 de junho de 2020 
  8. «Orlando Morando é reeleito por unanimidade para mandato à frente do Consórcio - Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: diário,consórcio,orlando morando». Jornal Diário do Grande ABC. Consultado em 12 de junho de 2020 
  9. «Folha Online - Colunas - Regra 10 - O ABC do futebol - 28/04/2006». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 7 de maio de 2019 
  10. TV+ Programação diária
  11. «Morando é reeleito prefeito de São Bernardo com 67% dos votos». 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 16 de novembro de 2020 
  12. «PF pede afastamento do prefeito de São Bernardo e mais 15 por corrupção». 10 de setembro de 2019. Consultado em 6 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 11 de novembro de 2019 
  13. «Câmara Municipal recebe pedido de impeachment do prefeito de São Bernardo». 15 de fevereiro de 2019. Consultado em 20 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2021 
  14. «Maioria dos vereadores nega pedidos de impeachment contra Morando». 25 de setembro de 2019. Consultado em 20 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2019 
  15. «Terceiro pedido de impeachment contra Morando é rejeitado». 2 de outubro de 2019. Consultado em 20 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2021 
  16. «Câmara de S.Bernardo convoca sessão e terá de analisar pedidos de cassação». 17 de junho de 2020. Consultado em 28 de março de 2021. Cópia arquivada em 1 de julho de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Luiz Marinho
Prefeito de São Bernardo do Campo
2017 — atualmente
Sucedido por