The Last Guardian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.
The Last Guardian
Desenvolvedora(s) SIE Japan Studio
Publicadora(s) Sony Interactive Entertainment
Diretor(es) Fumito Ueda
Produtor(es) Kazunobu Sato
Fumito Ueda
Projetista(s) Fumito Ueda
Masanobu Tanaka
Suchol Lee
Programador(es) Makoto Izawa
Compositor(es) Takeshi Furukawa
Plataforma(s) PlayStation 4
Data(s) de lançamento
  • JP 6 de dezembro de 2016
  • AN 6 de dezembro de 2016
  • PAL 7 de dezembro de 2016
Gênero(s) Ação-aventura
Modos de jogo Um jogador

The Last Guardian, conhecido como Hitokui no Ōwashi Toriko (人喰いの大鷲トリコ, literalmente "Trico, a Águia Devoradora de Homens"?) no Japão, é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela SIE Japan Studio e publicado pela Sony Interactive Entertainment para o console PlayStation 4. O jogo foi lançado em dezembro de 2016. Em The Last Guardian, o jogador controla um jovem que não se sabe o nome e que se torna amigo de uma criatura gigante meio-pássaro-meio-mamífero chamada Trico.

A Team Ico começou a desenvolver The Last Guardian em 2007. Foi projetado e dirigido por Fumito Ueda e partilha elementos estilísticos, temáticos e de jogabilidade como os seus anteriores títulos Ico (2001) e Shadow of the Colossus (2005). Ele empregou a abordagem de "design de subtração" que ele usara em seus jogos anteriores, removendo elementos que não contribuíram para o tema central da conexão entre o menino e Trico.

A Sony anunciou The Last Guardian na Electronic Entertainment Expo de 2009 com o lançamento planejado para 2011 exclusivamente para o console PlayStation 3. Mas pelo fato do jogo ter sofrido muitos atrasos e de Ueda e de outros membros da Team Ico terem saído da Sony, e pelas dificuldades de hardware, o jogo foi movido para o PlayStation 4 em 2012, o que fez com que as pessoas assumissem que nunca seria lançado. Ueda e seu estúdio genDESIGN, composto por vários ex-membros da Team Ico, permaneceram como consultores criativos, com Ueda continuando como diretor e o estúdio interno da Sony SIE Japan Studio manipulando o desenvolvimento técnico. The Last Guardian foi reintroduzido na Electronic Entertainment Expo de 2015 para ser lançado em 2016. Recebeu elogios por sua direção artística, história e representação de Trico, enquanto alguns criticaram a jogabilidade.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Bem como seus antecessores, Ico e Shadow of the Colossus, The Last Guardian é um jogo de perspectiva em terceira pessoa que combina ação-aventura com elementos de quebra-cabeça.[1][2] O jogador controla um garoto sem nome que deve trabalhar junto com Trico, uma criatura gigante e lendária, para resolver enigmas e explorar novas áreas. O menino é capaz de escalar em estruturas e bordas, transportar objetos como barris, e operar mecanismos como alavancas. A jogabilidade central gira em torno da interação do garoto com Trico, que ele pode subir e montar. Enquanto o jogador inicialmente tem pouco comando sobre o Trico, eles eventualmente aprendem comandos adicionais que podem instruir o Trico a fazer certas ações, como pular em bordas ou dirigir em uma certa direção.[3]

Para poder progredir no jogo muitas vezes o jogador dependerá da cooperação entre o menino e Trico. O tamanho e a agilidade de Trico permitem que ele atinja áreas que o garoto não consegue alcançar sozinho. Trico também é capaz de lutar contra os guardas que vão tentar capturar o menino.[4] Por outro lado, certos obstáculos, como portões ou olhos de vidro que assustam Trico, impedirão que Trico progrida, exigindo que o rapaz atravesse o ambiente e resolva enigmas. Certas ações também podem ser necessárias por parte do menino para obter a cooperação de Trico, dependendo do seu humor. Por exemplo, o garoto precisará localizar barris para alimentar Trico quando estiver com fome, acalmá-lo depois de uma batalha, e remover as lanças que são jogadas no Trico por inimigos.[5] Embora os jogadores são incentivados a treinar Trico para ele obedecer e se mover na direção comandada pelo jogador, novas áreas podem ser descobertas, deixando Trico vagar naturalmente.[6] Em vários pontos do jogo, o menino é capaz de empunhar um espelho refletivo de luz que faz com que a cauda de Trico atire relâmpago, que pode ser usado para quebrar objetos de madeira.[7] O jogador será enviado para o último ponto de verificação se o rapaz for capturado pelos guardas e arrastado através de uma porta azul, ou se o garoto cair de uma altura muito alta.[8]

Enredo[editar | editar código-fonte]

O jogador controla o garoto, que deve cuidar e trabalhar com a criatura, Trico, que usa seu instinto animal para resolver enigmas.
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O enredo de The Last Guardian é contado através de um analepse dito por um homem mais velho que reconta sua experiência como um menino que encontra uma criatura gigante, chamada Trico (トリコ, Toriko?).[4] O nome da criatura pode significar "prisioneiro" (, toriko?), "bebê pássaro" (鳥の子, tori no ko?), ou a palavra-valise de "pássaro" (, tori?) e "gato" (, neko?).[9]

No analepse, o rapaz é sequestrado sob circunstâncias misteriosas e levado para um castelo grande e expansivo chamado "o Ninho".[10] O menino acorda e encontra tatuagens em seu corpo que ele não tinha antes de ser sequestrado.[11] O menino encontra a criatura enfraquecida, Trico, acorrentado, ferido, e incapaz de voar, com inúmeras lanças presas em seu corpo. O menino então remove as lanças e alimenta a criatura faminta. Embora Trico seja inicialmente hostil ao menino, a criatura começa lentamente a aceitar o cuidado e a orientação do menino.[12] O garoto então ajuda a libertar Trico de suas correntes, escalando a besta e puxando a corrente até que ela caia. Enquanto explora a área, o garoto encontra um escudo parecido a um espelho que faz com que a energia se projete para fora da cauda de Trico. Juntos, os dois se ajudam para escapar, evitando ou atacando soldados que patrulham o castelo buscando recuperá-los.[13] Grande parte do jogo gira em torno da amizade em desenvolvimento entre o menino e Trico.[3][14]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em desenvolvimento desde 2007 e anunciado oficialmente em Junho de 2009 o jogo é apresentado como a "continuação espiritual" de Ico e Shadow of the Colossus. Porém, diferente da matança de monstros de Shadow of the Colossus, desta vez os jogadores terão que cuidar de um. A jovem criatura alada, adotada por um menino, será central à jogabilidade. O diretor Fumito Ueda explica que cuidar do monstro, alimentá-lo e retirar flechas cravadas em sua pele, será parte da ação. O jogo foi anunciado como exclusividade do Play Station 3.[15] Poucos dias após o trailer, varias imagens do jogo foram reveladas para o publico.[16]

Em setembro, o jogo ganhou um novo trailer no Tokyo Game Show.[17]

No dia 3 de fevereiro de 2010, o jogo ganhou mais nove novas imagens e um site oficial, porém, ainda sem data de lançamento desde do anuncio em meados de 2009.[18]

Em setembro, novamente no Tokyo Game Show, o jogo ganhou um novo trailer, novas imagens e uma data de lançamento prevista para o final de 2011.[19]

Em dezembro de 2011, data prevista para o lançamento do game, o produtor executivo do jogo, Yoshifusa Hayama, se desligou da Sony e assumiu o papel de diretor criativo da nova empresa Bossa, empresa dedicada a lançar jogo para Facebook com elementos 3D através do Flash 11. Logo rumores do cancelamento do jogo e que o produtor de Last Guardian, Fumito Ueda, também deixaria a Sony. Ganharam força na internet e Ueda afirmou em sua conta no Twitter que o jogo não seria cancelado. E a nova previsão para lançamento do jogo passou para 2012.[20] Porém, dias depois, Ueda afirmou que estava se desligando da Sony e que permaneceria apenas na produção do jogo The Last Guardian como freelancer, até o game estar finalizado.[21]

Em fevereiro de 2012, A Sony estaria preocupada com o processo lento de criação do jogo feito pela desenvolvedora Team Ico, e teria chamado a produtora Sony Santa Monica, conhecida pela franquia God of War, para agilizar o desenvolvimento do jogo. Contundo, Fumito Ueda, continua como figura central no desenvolvimento de The Last Guardian, mesmo depois de ter saído da empresa. um dos diretores da Team Ico, Shuhei Yoshida, em entrevista à Wired, afirmou que já existia uma versão jogável do jogo.[22]

Em junho, Yoshida voltou a falar sobre o desenvolvimento do jogo, e afirmou que o jogo não estava cancelado e que estava passando por dificuldades técnicas e por isso, nada de novo seria apresentado na E3 2012, a afirmou que não tinha previsão de lançamento.[23]

Em agosto, Yoshida disse que apesar de nenhum informação está sendo divulgada, o jogo ainda estava em desenvolvimento, e que os desenvolvedores estariam refazendo parcelas do jogo por questões que perceberam na versão jogável do game.[24]

Em fevereiro de 2013, Fumito Ueda, disse que o título ainda estaria em desenvolvimento e que a liberação de detalhes era responsabilidade da Sony, e pediu para os fãs ficarem atentos aos próximos anúncios da empresa, essa declaração acabou gerando rumores que o jogo seria lançado para o PlayStation 4.[25] A Sony por sua vez não anunciou o jogo no lançamento do novo console, e afirmou que informações sobre o jogo seriam liberadas no momento certo.[26]

Em agosto, Ueda voltou a afirmar que o desenvolvimento do jogo continuava mas não era prioridade da Sony.[27]

Em setembro, Yoshida afirmou que o jogo estaria sendo reprojetado e por isso o jogo não estaria sendo tratado como prioridade, e volto a falar sobre mostrar o jogo no momento certo de forma apropriada.[28]

Em novembro, Ueda afirmou está triste por fazer o publico esperar tanto tempo pelo jogo.[29]

No dia 5 de junho de 2014, o jogo apareceu na lista de pré-venda da loja Amazon, a descrição mostrava que o jogo seria para PlayStation 3 e que o lançamento ocorreria em 31 de dezembro de 2014.[30] Com o jogo em pré-venda a expectativa por uma demostração na E3 2014 aumentou porém, Yoshida afirmou que nada seria mostrado e pediu para que os fãs esperassem.[31]

Na E3 2015, a Sony abriu sua conferencia mostrando um gameplay do jogo e afirmou que seria exclusivo do PlayStation 4.[32] Fumito Ueda também falou que espera que o lançamento ocorra em 2016 como foi anunciado na E3, e afirmou que os atrasos no desenvolvimento do jogo se deu porque o jogo ficou pesado demais para o PlayStation 3 e e enquanto eles tentavam resolver o problema com o console, o PlayStation 4 foi lançado e eles preferiram mudar desenvolver no jogo para o novo console.[33] Ueda também voltou a falar que o jogo seria uma combinação de Ico e Shadow of the Colossus.[34]

Em julho de 2015, Shuhei Yoshida voltou a falar sobre o jogo e disse que se o pessoal tivesse parado de perguntar sobre o jogo, com certeza seria cancelado, mas o interesse continuo do publico no game, o forçou a continuar o desenvolvimento, ele também declarou que a mudança do jogo de PlayStation 3 para PlayStation 4 foi muito dificil e por isso demorou tanto.[35]

Em novembro, Yoshida se mostrou otimista com o desenvolvimento do jogo e disse que as coisas estavam ocorrendo bem e que o jogo estava finalmente funcionando, mas afirmou que estaria segurando as informações sobre o jogo para não entregar a historia do game.[36]

Em maio de 2016, Fumito Ueda afirmou que o jogo seria lançado ainda em 2016, e que apesar de ainda ter algumas preocupações, estaria animado com o lançamento.[37]

Em junho de 2016, na conferência da Sony na E3 2016, foi divulgado a data de lançamento do jogo para 25 de outubro de 2016.

Em setembro de 2016, no blog do Playstation, foi anunciada uma nova data de lançamento, dessa vez para 6 de dezembro de 2016.[38]

Referências

  1. Tracey, John (25 de março de 2009). «New Game From Team ICO Will Be Like 『Ico' [GDC 2009]» (em inglês). MTV Multiplayer. Consultado em 27 de abril de 2017 
  2. Juba, Joe (5 de dezembro de 2016). «Six Things The Last Guardian Borrows From Its Predecessors» (em inglês). Game Informer. Consultado em 27 de abril de 2017 
  3. a b Takana, John (3 de junho de 2009). «Fumito Uedo Talk Trico» (em inglês). IGN. Consultado em 27 de abril de 2017 
  4. a b Stuart, Keith (19 de junho de 2015). «The Last Guardian: Fumito Ueda's quest for epic minimalism» (em inglês). The Guardian. Consultado em 27 de abril de 2017 
  5. Miller, Ross (14 de junho de 2016). «I fell in love with The Last Guardian's big friendly cat-dog-bird in less than a minute» (em inglês). The Verge. Consultado em 27 de abril de 2017 
  6. Grifford, Kevin (2 de março de 2011). «Fumito Ueda Talks About Last Guardian's Impeccable Animation» (em inglês). 1UP.com. Consultado em 27 de abril de 2017. Arquivado do original em 7 de dezembro de 2016 
  7. Maxwell, Ben (julho de 2016). «Altered Beast». Edge (294): 64–77 
  8. Kollar, Phil (2 de março de 2011). «The Last Guardian» (em inglês). Game Informer. Consultado em 27 de abril de 2017 
  9. «Hitokue no Ōwashi Trico». Enterbrain. Famitsu (em japonês). 2009 
  10. Shuman, Sid (24 de setembro de 2010). «Team Ico Talks: Fumito Ueda on The Last Guardian, Shadow of The Colossus» (em inglês). Sony Computer Entertainment. Consultado em 27 de abril de 2017 
  11. Hansen, Steven (15 de junho de 2016). «Well, at least I know the boy doesn't die in The Last Guardian» (em inglês). Destructoid. Consultado em 27 de abril de 2017 
  12. Nutt, Christian (16 de setembro de 2016). «TGS: Reawakening The Last Guardian» (em inglês). Gamasutra. Consultado em 27 de abril de 2017 
  13. Severino, Anthony (19 de maio de 2009). «PlayStation LifeStyle » Project Trico Screenshots» (em inglês). PlayStation LifeStyle blog. Consultado em 27 de abril de 2017 
  14. Gallagher, James (17 de setembro de 2010). «Fumito Ueda Interview» (em inglês). Sony Computer Entertainment Europe. Consultado em 27 de abril de 2017 
  15. «Novo game dos criadores de Shadow of the Colossus ganha o seu primeiro trailer». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  16. «Veja as primeiras imagens do novo jogo dos criadores de Shadow of the Colossus». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  17. «Last Guardian tem novo (e cativante) trailer». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  18. «Novas imagens e site para Last Guardian». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  19. «The Last Guardian tem novas imagens e trailer». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  20. «The Last Guardian | Produtor-executivo do game se desliga da Sony». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  21. «Fumito Ueda, criador de ICO e Shadow Of The Colossus, deixa a Sony». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  22. «Desenvolvedora de God of War ajuda a terminar The Last Guardian». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  23. «Last Guardian | Game teve dificuldades técnicas e não aparece na E3 2012». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  24. «The Last Guardian ainda está em desenvolvimento». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  25. «The Last Guardian pode ser lançado no PlayStation 4». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  26. «The Last Guardian | Sony diz que novidades serão divulgadas no momento certo». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  27. «The Last Guardian não é prioridade para Sony». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  28. «The Last Guardian está sendo "reprojetado", diz Sony». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  29. «The Last Guardian | Fumito Ueda fala sobre o atraso do game». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  30. «The Last Guardian é listado para pré-venda na Amazon». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  31. «E3 2014 | Shuhei Yoshida explica por que The Last Guardian não foi mostrado». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  32. «The Last Guardian tem seu primeiro vídeo de gameplay». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  33. «E3 2015 | The Last Guardian "pode" sair em 2016, diz Fumito Ueda». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  34. «E3 2015 | The Last Guardian é uma combinação de ICO e Shadow of the Colossus, diz diretor». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  35. «The Last Guardian | "Sony provavelmente teria cancelado o game sem a insistência dos fãs", diz executivo». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  36. «The Last Guardian | Sony está escondendo o game para não entregar a história, diz presidente do estúdio». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  37. «The Last Guardian | Diretor do game se diz empolgado e recoso sobre lançamento em 2016». Omelete. Consultado em 4 de junho de 2016 
  38. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome BlogPS6.12.16

Ligações externas[editar | editar código-fonte]