The S.O.S. Band

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The S.O.S. Band
Informação geral
Origem Atlanta (Geórgia), EUA
Gênero(s) Disco, R&B, boogie, urban
Instrumento(s) Guitarra elétrica, sintetizador, bateria, Roland TR-808
Período em atividade 1977-1991
Gravadora(s) Tabu Records
Afiliação(ões) Jimmy Jam e Terry Lewis
Alexander O'Neal
Cherrelle
Kurupt
Integrantes Mary Davis
Abdul Ra'oof
Jason Bryant
Ex-integrantes Billy Ellis
James Earl Jones III
Willie "Sonny" Killebrew
John Simpson
Bruno Speight
Chandra Currelley
Página oficial www.gapband.com

The S.O.S. Band (algumas vezes como SOS Band; abreviação de Sounds Of Success) é uma banda americana de R&B e electro-funk que alcançou a fama nos anos 1980. São melhores conhecidos por canções como "Take Your Time (Do It Right)," "Just Be Good to Me," "Tell Me If You Still Care" e "The Finest.".[1]

História[editar | editar código-fonte]

A banda foi fundada em Atlanta, Geórgia, em 1977. Os membros originais do grupo incluíam Willie "Sonny" Killebrew (saxofone), Billy Ellis (flauta), Jason "T.C." Bryant (teclados), Bruno Speight (guitarra), John Simpson (baixo), James Earl Jones III (bateria) e Mary Davis (vocais e teclados).[2][3] Foi originalmente batizada de Santa Monica,[2] mas logo mudou seu nome para The S.O.S. Band- um acrônimo para Sounds of Success.[2][3][4] Após escutar sua demo e ficar impressionado com o som do grupo, o fundador da Tabu Records, Clarence Avant assinou o primeiro contrato do grupo.[2]

Em 1980, o grupo lançou seu primeiro single, "Take Your Time (Do It Right)", que foi certificado platina e vendeu mais de 2 milhões de cópias. Seu álbum de estreia, S.O.S. foi certificado ouro e vendeu mais de 800.000 cópias. O trompetista, vocalista e percussionista Abdul Ra'oof se juntou ao grupo enquanto estavam em turnê mundial.[3]

Em 1983, a banda juntou forças com o, então recém formado, time de produtores Jimmy Jam e Terry Lewis, que conseguiu uma sequência de sucessos para o grupo, incluindo "Just Be Good to Me," "High Hopes," "Tell Me If You Still Care," "Borrowed Love," "No One's Gonna Love You," "Just the Way You Like It" e "The Finest."[3]

A principal vocalista, Mary Davis, deixou o grupo em 1987 para tentar carreira solo e foi substituída por Chandra Currelley, à partir do álbum de 1989, Diamonds in the Raw.[2][3] Gravaram outros álbuns com Currelley - de 1991, One of Many Nights, com participalão em três canções do, então desconhecido, rapper Kurupt.[5] Em 1995, o guitarrista Bruno Speight foi um dos músicos a participar da versão cover do grupo Xscape da canção "Who Can I Run To", originalmente gravada em 1979 pela The Jones Girls.

Mais recentemente, Currelley tem estado ativa como atriz e vocalista nas peças e filmes de Tyler Perry.[6] Quando a carreira de Mary Davis não foi tão bem sucedida como ela esperava, ela voltou a se reunir com a banda em 1994. Desde então, Davis se separou dos membros remanescentes do The S.O.S. Band, com Davis e Speight fazendo turnês usando o nome da banda.[4]

Em 2013, todo o catálogo do The S.O.S. Band lançado pela Tabu Records foi relançado, pois o selo licenciou sua marca para o selo britânico Demon Music Group.[7]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Todos os álbuns e singles listados abaixo foram lançados pela Tabu Records.

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Ano Título Pico nas paradas Certificação
US
[8]
US
R&B

[8]
GER
[9]
NLD
[10]
NZ
[11]
NOR
[12]
SWE
[13]
UK
[14]
1980 S.O.S. 12 2 34
1981 Too 117 30
1982 III 172 27
1983 On the Rise 47 7 30 36
1984 Just the Way You Like It 60 6 44 33 29
1986 Sands of Time 44 4 20 38 36 35 15
1989 Diamonds in the Raw 194 43
1991 One of Many Nights
"—" denota um álbum que não entrou nas paradas ou não foi lançado naquele território.

Compilações[editar | editar código-fonte]

Ano Título Pico nas paradas
US
[8]
US
R&B

[8]
NLD
[10]
1987 1980–1987: The Hit Mixes
1990 The Very Best Of (1980–1990: A Decade of Dance Hits) 26
1995 The Best of the S.O.S. Band 185 27
2004 Greatest Hits 62
2011 Icon
2015 Greatest
"—" denota um álbum que não entrou nas paradas ou não foi lançado naquele território.

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Título Pico nas paradas
US
[16]
US
R&B

[16]
US
Dan

[16]
AUS
[17]
BEL
[18]
CAN
[19]
GER
[9]
IRE
[20]
NLD
[10]
NZ
[11]
NOR
[12]
SWE
[13]
UK
[14]
1980 "Take Your Time (Do It Right) (Part 1)" 3 1 1 40 19 27 40 26 3 10 20 51
"S.O.S. (Dit Dit Dit Dash Dash Dash Dit Dit Dit)" 20 54
1981 "What's Wrong with Our Love Affair?" 87
"Do It Now (Part 1)" 15
"You" 64
1982 "High Hopes" 25 49
1983 "Have It Your Way" 57
"Groovin' (That's What We're Doin')" 47 72
"Just Be Good to Me" 55 2 3 17 29 21 22 10 13
"Tell Me If You Still Care" 65 5 39 81
1984 "For Your Love" 34 26
"Just the Way You Like It" 64 6 26 34 42 50 32
"No One's Gonna Love You" 102 15
1985 "Weekend Girl" 40 51
"Break Up"
1986 "The Finest" 44 2 8 20 26 28 34 13 17
"Borrowed Love" 14 26 25 37 22 50
"Even When You Sleep" 34
1987 "No Lies" 43 2 83 64
1988 "The Official Bootleg Mega-Mix" 33
1989 "I'm Still Missing Your Love" 7 25
1990 "Secret Wish" 38
"Do You Love Me?"
1991 "Sometimes I Wonder" 12
"Broken Promises"
2014 "Just Get Ready"
"—" denota um álbum que não entrou nas paradas ou não foi lançado naquele território.

Referências

  1. Discografia no Discogs.com
  2. a b c d e «The S.O.S. Band - Bio». artistecard.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  3. a b c d e «The Evolution Of The SOS Band». bet.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  4. a b Lindsey, Craig D. «S.O.S. Band brings the funk to Raleigh». newsobserver.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  5. Weinstein, Max. «The Definition: Kurupt's 20 Best Guest Verses Ever». watchloud.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  6. Townes, Khalif. «Interview: Chandra Currelley-Young Talks "Madea Gets A Job" Stageplay, Working w/ Tyler Perry, & Future Projects». ugospel.com. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  7. «The S.O.S. Band». demonmusicgroup.co.uk. Consultado em 14 de fevereiro de 2015. 
  8. a b c d «US Albums Charts > The S.O.S. Band». Billboard. Consultado em 9 de dezembro de 2009. 
  9. a b «GER Charts > The S.O.S. Band». Media Control Charts. Consultado em 5 de maio de 2012. 
  10. a b c «NL Charts > The S.O.S. Band». MegaCharts. Consultado em 5 de maio de 2012. 
  11. a b «NZ Charts > The S.O.S. Band». Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 5 de maio de 2012. 
  12. a b «NOR Charts > The S.O.S. Band». VG-lista. Consultado em 15 de maio de 2012. 
  13. a b «SWE Charts > The S.O.S. Band». Sverigetopplistan. Consultado em 16 de maio de 2012. 
  14. a b «UK Charts > The S.O.S. Band». Official Charts Company. Consultado em 24 de agosto de 2009. 
  15. a b c «US Certifications > The S.O.S. Band». Recording Industry Association of America. Consultado em 5 de maio de 2012. 
  16. a b c «US Singles Charts > The S.O.S. Band». Billboard. Consultado em 9 de dezembro de 2009. 
  17. David Kent (1993). Australian Charts Book 1970—1992. [S.l.]: Australian Chart Book Pty Ltd, Turramurra, N.S.W. ISBN 0-646-11917-6 
  18. «BEL Charts > The S.O.S. Band». VRT Top 30. Consultado em 5 de maio de 2012. 
  19. «CAN Charts > The S.O.S. Band». RPM. Consultado em 13 de maio de 2012. 
  20. «IRE Charts Search > The S.O.S. Band». Irish Recorded Music Association. Consultado em 5 de maio de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]