Tour do Rio 2013

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tour do Rio 2013
Tour do Rio 2012.png
Data 28 de agosto a 1 de setembro de 2013
Número de Etapas 5
Distância 827 kms
Tempo Vencedor 18h 57' 07" (43.643 km/h)
Classificação
Jersey yellow.svg Primeiro Espanha Óscar Sevilla
        Segundo Espanha Gustavo Veloso
        Terceiro Colômbia Edwar Ortiz

Jersey green.svg Pontos Brasil Flávio Cardoso
Jersey polkadot.svg Montanha Brasil João Marcelo Gaspar
Jersey white.svg Sub-23 Brasil João Marcelo Gaspar
        Equipes Colômbia EPM - UNE
2012

O Tour do Rio 2013 foi a 4ª edição do Tour do Rio, competição ciclística profissional por etapas realizada no estado do Rio de Janeiro, disputado de 28 de agosto a 1 de setembro de 2013. A competição teve 5 etapas, percorrendo uma distância total de 827 kms, e teve início na Barra da Tijuca, terminando na Quinta da Boa Vista. A competição foi um evento 2.2 no circuito UCI America Tour e o único evento de classe 1 no Calendário Brasileiro de Ciclismo.

O vencedor na classificação geral foi o espanhol Óscar Sevilla (EPM - UNE), 7 segundos à frente de seu compatriota Gustavo Veloso (OFM - Quinta da Lixa). O colombiano Edwar Ortiz, companheiro de equipe de Sevilla, fechou o pódio, 1 minuto e 38 segundos atrás do vencedor. A camisa amarela foi vestida pela primeira vez por Weimar Roldan (EPM - UNE), que venceu a primeira etapa escapado com seu companheiro de equipe Edwar Ortiz. Após ficar com Roldan por mais uma etapa, a liderança passou para as mãos de Ortiz no 3ª dia, na principal etapa de montanha da prova. Mas foi na 4ª etapa que o resultado definitivo se desenhou: Sevilla e Veloso protagonizaram uma longa fuga que terminou a etapa quase 3 minutos à frente do pelotão principal, com a vitória de Sevilla, que bateu seu companheiro de fuga no sprint. Assim, Sevilla assumiu a liderança da classificação geral à frente de Veloso, e manteve-a na 5ª e última etapa, vencida por Gregory Panizo (Funvic Brasilinvest - São José dos Campos) em uma fuga.

Flávio Cardoso (Funvic Brasilinvest - São José dos Campos) venceu a classificação por pontos, conseguindo todos seus pontos por meio de metas volantes, já que não terminou nenhuma etapa entre os 5 primeiros. João Marcelo Gaspar (Ironage - Colner - Sorocaba) triunfou na classificação de montanha e na classificação sub-23. A competição por equipes foi vencida pela EPM - UNE, que assumiu a liderança logo na primeira etapa e manteve-a até o fim. No total, a equipe colombiana conquistou 3 das 5 vitórias de etapa e conseguiu a 1ª, 2ª e 4ª colocação na classificação geral (a qual também liderou do começo ao fim, com a camisa amarela trocando de mãos 3 vezes, entre 3 ciclistas da equipe).

Classificação e Bonificações[editar | editar código-fonte]

Jersey yellow.svg A Classificação Geral Individual é a principal da competição. É atribuída calculando-se o tempo total gasto por cada corredor, isto é, adicionando-se os tempos de cada etapa. O corredor com o menor tempo é considerado o líder no momento, e, ao final do evento, é declarado o vencedor geral do Tour. Durante a corrida, o líder da classificação geral usa uma camisa amarela. No Tour do Rio 2013, os 3 primeiros colocados de cada etapa recebem bônus de 10, 6 e 4 segundos. Bônus de 3, 2 e 1 segundos são dados aos 3 primeiros ciclistas em cada meta volante.

Jersey green.svg A camisa verde é atribuída ao líder da Classificação por Pontos, ou metas, que podem ser conquistados no fim das etapas ou durante estas por meio das metas volantes que ocorrem durante a etapa. Os 5 primeiros colocados em cada etapa recebem 10, 7, 5, 3 e 2 pontos, respectivamente. Os 3 primeiros ciclistas em cada meta volante recebem 5, 3 e 2 pontos.

Jersey polkadot.svg Ao líder da Classificação de Montanha, é atribuída a camiseta branca com bolas vermelhas. No topo das subidas categorizadas do Tour, atribuem-se pontos aos primeiros a chegar no topo; quem tiver mais pontos é o líder de montanha. No Tour do Rio 2013, as subidas eram classificadas em 3 categorias. Os primeiros 3 ciclistas a atingir o ápice de cada subida recebem pontos para a classificação de montanha de acordo com a categoria:

  • Categoria 1: 10, 8, 5 pts
  • Categoria 2: 8, 6, 4 pts
  • Categoria 3: 6, 4, 2 pts

Jersey white.svg A camisa branca é atribuída ao líder da Classificação Sub-23, que funciona do mesmo modo da classificação geral, mas somente é competida pelos ciclistas abaixo dos 23 anos de idade.

Por fim, a Classificação de Equipes soma os tempos dos 3 primeiros ciclistas de cada equipe em cada etapa. Como na classificação geral, a equipe com menor tempo é a vencedora.

Etapas[editar | editar código-fonte]

Etapa Data Trajeto Distância Tipo Vencedor
1 28 Agosto Rio de Janeiro – Angra dos Reis 163 km Plainstage.svg Plano Colômbia Weimar Roldan
2 29 Agosto Volta Redonda – Três Rios 167 km Plainstage.svg Plano Brasil Rafael Andriato
3 30 Agosto Três Rios – Teresópolis 120 km Mountainstage.svg Montanha Colômbia Jorge Castiblanco
4 31 Agosto Teresópolis – Rio das Ostras 196 km Mediummountainstage.svg Acidentado Espanha Óscar Sevilla
5 1º Setembro Rio das Ostras – Rio de Janeiro 181 km Plainstage.svg Plano Brasil Gregory Panizo

Equipes[editar | editar código-fonte]

A competição reuniu 18 equipes, sendo 10 nacionais e 8 estrangeiras, totalizando 105 atletas de 16 países. Cada equipe podia inscrever até 6 ciclistas.[1]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Etapa 1: Rio de Janeiro - Angra dos Reis[editar | editar código-fonte]

Altimetria da 1ª etapa

A primeira etapa do Tour do Rio 2013 foi realizada em 28 de agosto, percorrendo 163 quilômetros entre o Rio de Janeiro e Angra dos Reis, com algumas subidas e fortes ventos na segunda metade da prova. Com cerca de metade da etapa percorrida, uma fuga com 9 ciclistas conseguiu se desgarrar dos demais, abrindo uma vantagem de mais de 3 minutos e 20 segundos ao pelotão principal. Os ciclistas da equipe colombiana EPM - UNE, que tinha 3 entre os 9 atletas da fuga, forçaram o ritmo nas subidas do percurso, e perto do último prêmio de montanha, Weimar Roldan e Edwar Ortiz passaram a liderar a prova sozinhos. A cerca de 20 quilômetros para o fim, a dupla tinha uma considerável vantagem para o pelotão, de 2 minutos e 40 segundos. A diferença diminuiu nos quilômetros finais, mas ainda foi suficiente para que a fuga ganhasse a primeira etapa com folga. Roldan cruzou a linha pouco à frente de seu companheiro de equipe, levando a etapa e tornando-se o primeiro líder do Tour do Rio 2013. 1 minuto e 9 segundos após o vencedor, o pelotão principal, composto por 23 ciclistas, cruzou a linha de chegada, sendo liderados por Jaime Castañeda, que garantiu um pódio 100% da EPM - UNE na primeira etapa da prova.[2]

Resultado Etapa 1
País Ciclista Equipe Tempo
1 Colômbia Weimar Roldan EPM - UNE 3h 57' 06"
2 Colômbia Edwar Ortiz EPM - UNE m.t.
3 Colômbia Jaime Castañeda EPM - UNE + 1' 09"
4 Brasil Rafael Andriato Vini Fantini – Selle Italia + 1' 09"
5 Brasil Roberto Pinheiro Funvic - São José dos Campos + 1' 09"
Classificação Geral após Etapa 1
País Ciclista Equipe Tempo
1 Colômbia Weimar Roldan Jersey yellow.svgJersey green.svg EPM - UNE 3h 56' 56"
2 Colômbia Edwar Ortiz Jersey polkadot.svg EPM - UNE + 4"
3 Colômbia Jaime Castañeda EPM - UNE + 1' 15"
4 Portugal Samuel Caldeira OFM - Quinta da Lixa + 1' 16"
5 Espanha Óscar Sevilla EPM - UNE + 1' 17"

Etapa 2: Volta Redonda - Três Rios[editar | editar código-fonte]

Altimetria da 2ª etapa

Realizada dia 29 de agosto, a segunda etapa do Tour do Rio percorreu 167 quilômetros entre Volta Redonda e Três Rios. Houve muitos ataques durante a etapa, mas a etapa, bastante plana, favorecia os velocistas, e o pelotão principal conseguiu controlar todas as fugas, levando a vitória a ser disputada no sprint final por um pelotão compacto em Três Rios. O brasileiro Rafael Andriato, que compete na Europa pela equipe italiana Vini Fantini – Selle Italia, foi o mais rápido, repetindo o triunfo de 2011 (quando também ganhou a 2ª etapa do Tour do Rio). Jaime Castañeda (EPM - UNE) e Edgardo Simón (Ironage) chegaram em 2º e 3º, respectivamente. A classificação geral viu poucas mudanças, com a liderança mantendo-se nas mãos de Weimar Roldan.[3]

Resultado Etapa 2
País Ciclista Equipe Tempo
1 Brasil Rafael Andriato Vini Fantini – Selle Italia 3h 43' 49"
2 Colômbia Jaime Castañeda EPM - UNE m.t.
3 Argentina Edgardo Simón Ironage m.t.
4 Brasil Roberto Pinheiro Funvic - São José dos Campos m.t.
5 Portugal Samuel Caldeira OFM - Quinta da Lixa m.t.
Classificação Geral após Etapa 2
País Ciclista Equipe Tempo
1 Colômbia Weimar Roldan Jersey yellow.svg EPM - UNE 7h 40' 45"
2 Colômbia Edwar Ortiz EPM - UNE + 4"
3 Brasil Rafael Andriato Jersey green.svg Vini Fantini – Selle Italia + 1' 09"
4 Colômbia Jaime Castañeda EPM - UNE + 1' 09"
5 Portugal Samuel Caldeira OFM - Quinta da Lixa + 1' 16"

Etapa 3: Três Rios - Teresópolis[editar | editar código-fonte]

Altimetria da 3ª etapa

A terceira etapa do Tour do Rio, realizada sexta-feira, 30 de agosto, era considerada a etapa rainha ou etapa magna da prova - nome dado à etapa de uma corrida por etapas que é considerada a mais dura, normalmente em termos de montanhas. O trajeto de 120 quilômetros entre Três Rios e Teresópolis incluía a primeira montanha de categoria 1 da prova, a Serra Petrópolis-Teresópolis ou Escalada de Itaipava, uma subida de aproximadamente 13,5 kms com ganho de altitude de 700 metros (média de 5,1% de inclinação), culminando a somente 14 quilômetros da linha de chegada em Teresópolis.

5 ciclistas compuseram a principal fuga do dia, que chegou a abrir uma vantagem de mais de 4 minutos ao pelotão principal. Entre os escapados estava Flávio Cardoso (Funvic - São José dos Campos), que conquistou o máximo de pontos nas metas volantes da etapa e, com isso, assumiu a liderança da classificação por pontos ao fim do dia. Um seleto pelotão, composto por cerca de 20 ciclistas, alcançou os escapados por volta da metade da principal subida do dia, com os colombianos da EPM - UNE ditando o ritmo do grupo. Nenhum ciclista conseguiu se destacar isoladamente na subida, e um grupo de 9 ciclistas cruzou o topo da serra junto, com o prêmio de montanha sendo vencido por Kléber Ramos (Clube DataRo de Ciclismo). Na descida, a 5 quilômetros Jorge Castiblanco (EPM - UNE) atacou e conseguiu se desgarrar dos demais. Ele abriu uma vantagem de alguns segundos aos demais e manteve-a até a chegada, celebrando a vitória isolado. Kléber Ramos foi o 2º colocado, liderando, no sprint, um grupo de 12 ciclistas que chegou 12 segundos após o vencedor. João Marcelo Gaspar, líder da classificação sub-23, foi o 3º colocado.

A etapa viu drásticas mudanças nas classificações. Edwar Ortiz (EPM - UNE), antes da etapa o 2º colocado geral, assumiu a liderança da prova à frente do vencedor da etapa. O líder até então, Weimar Roldan (EPM - UNE) chegou em 19º, 3 minutos após Castiblanco, e caiu para a 12ª colocação geral. Kléber Ramos subiu para a 3ª colocação geral e assumiu a liderança da classificação de montanha. João Marcelo Gaspar (Ironage) e Óscar Sevilla (EPM - UNE) passaram a ocupar a 4ª e a 5ª colocação geral, respectivamente. Com os pontos conquistados nas metas volantes do percurso, Flávio Cardoso (Funvic - São José dos Campos) assumiu a liderança da classificação por pontos.[4][5]

Resultado Etapa 3
País Ciclista Equipe Tempo
1 Colômbia Jorge Castiblanco EPM - UNE 3h 00' 07"
2 Brasil Kléber Ramos Clube DataRo de Ciclismo + 12"
3 Brasil João Marcelo Gaspar Jersey polkadot.svgJersey white.svg Ironage + 12"
4 Brasil Gregory Panizo Funvic - São José dos Campos + 12"
5 Espanha Óscar Sevilla EPM - UNE + 12"
Classificação Geral após Etapa 3
País Ciclista Equipe Tempo
1 Colômbia Edwar Ortiz Jersey yellow.svg EPM - UNE 10h 41' 08"
2 Colômbia Jorge Castiblanco EPM - UNE + 53"
3 Brasil Kléber Ramos Jersey polkadot.svg Clube DataRo de Ciclismo + 1' 09"
4 Brasil João Marcelo Gaspar Jersey white.svg Ironage + 1' 11"
5 Espanha Óscar Sevilla EPM - UNE + 1' 13"

Etapa 4: Teresópolis - Rio das Ostras[editar | editar código-fonte]

Altimetria da 4ª etapa

Com 196 quilômetros entre Teresópolis e Rio das Ostras, a 4ª etapa do Tour do Rio, realizada no dia 31 de agosto, era a mais longa da prova, e uma das mais difíceis. O pelotão teria de enfrentar a segunda e última subida de categoria 1 da prova, a Serra dos Órgãos, uma subida de aproximadamente 21,4 kms com ganho vertical de 967 metros (média de 4,5% de inclinação). Entretanto, o fato que seu topo encontrava-se mais de 100 kms antes da chegada em Rio das Ostras e os grandes trechos de descida e plano após este tornavam a etapa menos decisiva do que a anterior. A etapa também foi marcado por fortes ventos contrários nos últimos 30 quilômetros.

Começando com a longa descida da serra, a etapa demorou a ver uma fuga se formar. Com cerca de 50 quilômetros pedalados, um grupo de 11 ciclistas se destacou do pelotão, mas sem abrir muita vantagem, conseguindo uma diferença máxima ao pelotão de cerca de 20 segundos. Na subida da Serra dos Órgãos, os escapados foram neutralizados, e no segundo e último prêmio de montanha de categoria 1 da prova, localizado ao topo da Serra dos Órgãos, o vencedor da etapa anterior, Jorge Castiblanco (EPM - UNE) coletou o máximo de pontos, seguido pelo líder da classificação sub-23, João Marcelo Gaspar (Ironage), e pelo líder da classificação de montanha, Kléber Ramos (Clube DataRo de Ciclismo). Com isso, João Marcelo Gaspar assumia a liderança provisória da classificação de montanha, restando um único prêmio dessa classificação na prova.

Logo após o primeiro prêmio de montanha, os espanhóis Óscar Sevilla (EPM - UNE) e Gustavo Veloso (OFM - Quinta da Lixa) atacaram e rapidamente conseguiram abrir uma vantagem considerável ao pelotão, de quase 3 minutos. A dupla liderava a prova quando os ciclistas passaram pelo segundo prêmio de montanha, vencido por Veloso à frente de Sevilla, com Jorge Castiblanco ficando com a 3ª colocação. Como Kléber Ramos não conseguiu pontuar e não restava mais nenhum prêmio de montanha na corrida, João Marcelo Gaspar garantiu a vitória na classificação de montanha.

Na descida, a fuga de Sevilla e Veloso conseguiu manter a vantagem, e, a 10 quilômetros da chegada, ainda estava 2 minutos e 50 segundos à frente do pelotão principal. Sevilla, sendo da mesma equipe do líder geral, Edwar Ortiz, pedalou taticamente na fuga, pouco revezando com Veloso durante a escapada. Com isso, quando a vitória da etapa e da classificação geral foi decidida no sprint final (como os dois chegaram juntos, os segundos bônus distribuídos na chegada definiriam o novo líder geral), Sevilla teve mais força, batendo seu compatriota e mantendo a dominação da EPM, que venceu sua 3ª etapa entre as 4 disputadas até então. Antoelson Dornelles (São Francisco Saúde - Ribeirão Preto) e Gregory Panizo (Funvic - São José dos Campos) se desgarraram do pelotão nos últimos quilômetros e chegaram em 3º e 4º lugar na etapa, respectivamente. O pelotão, composto por 30 ciclistas, chegou 2 minutos e 38 segundos após o vencedor, com Rafael Andriato (Vini Fantini – Selle Italia) sendo o mais rápido no sprint pela 5ª colocação na etapa.

A etapa viu uma nova reviravolta na classificação geral: como a dupla da fuga chegou com uma vantagem maior que 1 minuto e 5 segundos ao pelotão principal, Óscar Sevilla se tornou o novo camisa amarela da prova, seguido por Veloso na 2ª colocação geral. Edwar Ortiz (EPM - UNE), que liderava a prova até então, chegou com o pelotão e caiu para a 3ª colocação geral. Sevilla assumiu ainda a liderança da classificação por pontos, ao passo que João Marcelo Gaspar assumiu a liderança da classificação de montanha e garantiu a vitória desta, já que não havia prêmios de montanha na última etapa da prova. As classificações sub-23 e por equipes tiveram poucas mudanças.[6][7]

Resultado Etapa 4
País Ciclista Equipe Tempo
1 Espanha Óscar Sevilla EPM - UNE 4h 30' 53"
2 Espanha Gustavo Veloso OFM - Quinta da Lixa m.t.
3 Brasil Antoelson Dornelles São Francisco Saúde - Ribeirão Preto + 2' 24"
4 Brasil Gregory Panizo Funvic - São José dos Campos + 2' 29"
5 Brasil Rafael Andriato Vini Fantini – Selle Italia + 2' 38"
Classificação Geral após Etapa 4
País Ciclista Equipe Tempo
1 Espanha Óscar Sevilla Jersey yellow.svgJersey green.svg EPM - UNE 15h 13' 01"
2 Espanha Gustavo Veloso OFM - Quinta da Lixa + 7"
3 Colômbia Edwar Ortiz EPM - UNE + 1' 38"
4 Colômbia Jorge Castiblanco EPM - UNE + 2' 31"
5 Brasil Kléber Ramos Clube DataRo de Ciclismo + 2' 45"

Etapa 5: Rio das Ostras - Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Altimetria da 5ª etapa

A etapa final do Tour do Rio 2013 foi realizada no dia 1 de agosto, percorrendo 181 quilômetros entre Rio das Ostras e o Rio de Janeiro. Após algumas tentativas de fuga conseguirem pouco sucesso, Flávio Cardoso (Funvic - São José dos Campos) se desgarrou do pelotão pouco antes da primeira meta volante, localizada 22 quilômetros após o começo da etapa. Seu companheiro de equipe Gregory Panizo logo se juntou a ele, enquanto a dupla abria uma vantagem de 2 minutos para o pelotão principal; alguns quilômetros depois, Cristian Egídio e Murilo Affonso, ambos do Clube DataRo de Ciclismo, se juntaram aos dois líderes, formando uma fuga de 4 ciclistas.

A fuga abriu uma vantagem considerável ao pelotão, chegando a ter uma diferença máxima de 6 minutos e meio com cerca de 110 quilômetros percorridos. Os escapados levaram os pontos das 3 metas volantes no caminho: Flávio Cardoso foi o 1º nas duas primeiras metas volantes, ao passo que Cristian Egídio levou a última meta volante. Com isso, Cardoso reassumiu a liderança da classificação por pontos das mãos do líder geral Óscar Sevilla (EPM - UNE) com 31 pontos, contra 22 de Egídio e 20 de Sevilla.

Na segunda metade da prova, o pelotão começou a ganhar terreno sobre os escapados. Com cerca de 35 quilômetros para o fim, Flávio Cardoso sobrou da fuga, deixando o grupo da frente composto por 3 ciclistas; ainda assim, eles mantinham uma vantagem de 3 minutos para o pelotão principal se aproximando da Ponte Rio-Niterói, com cerca de 20 quilômetros para o fim da etapa. A diferença continuou diminuindo até o fim, mas não foi suficiente para que o pelotão alcançasse os escapados, e a vitória foi decidida no sprint entre os três líderes: Gregory Panizo disparou a poucos metros da chegada, sem resposta pelos ciclistas da DataRo, e venceu a última etapa do Tour do Rio 6 segundos à frente destes, completando um pódio 100% brasileiro. O pelotão chegou 1 minuto e 9 segundos após o vencedor, liderados na chegada por Nilceu dos Santos (São Francisco Saúde - Ribeirão Preto), que bateu os demais ciclistas no sprint do pelotão.

Sevilla completou a etapa no meio do pelotão, em 16º lugar, e garantiu a vitória na classificação geral, a qual não viu mudanças significativas. A vitória da classificação por pontos ficou com Flávio Cardoso, já que, na chegada, Cristian Egídio só conseguiu 7 pontos (ele estava 9 pontos atrás de Cardoso). João Marcelo Gaspar (Ironage) foi o vencedor na classificação de montanha e na classificação sub-23, enquanto a EPM - UNE garantiu a vitória na classificação por equipes, competição que liderou do começo ao fim da prova.[8][9]

Após a etapa, Murilo Affonso expressou um descontentamento com a vitória de Panizo. Segundo o ciclista da DataRo, Panizo ficou sem revezar na fuga por cerca de 15 quilômetros em função de um mal-estar, e a dupla da DataRo teria concordado em proteger Panizo caso ele não disputasse a chegada. Panizo disse não ter conhecimento desse possível acordo.[10]

Resultado Etapa 5
País Ciclista Equipe Tempo
1 Brasil Gregory Panizo Funvic - São José dos Campos 3h 42' 53"
2 Brasil Cristian Egídio Clube DataRo de Ciclismo + 6"
3 Brasil Murilo Affonso Clube DataRo de Ciclismo + 6"
4 Brasil Nilceu dos Santos São Francisco Saúde - Ribeirão Preto + 1' 13"
5 Argentina Julian Gaday Buenos Aires Província + 1' 13"

Resultados Finais[editar | editar código-fonte]

Classificação Geral após Etapa 5 (Resultado final)
País Ciclista Equipe Tempo
1 Espanha Óscar Sevilla Jersey yellow.svg EPM - UNE 18h 57' 07"
2 Espanha Gustavo Veloso OFM - Quinta da Lixa + 7"
3 Colômbia Edwar Ortiz EPM - UNE + 1' 38"
4 Colômbia Jorge Castiblanco EPM - UNE + 2' 31"
5 Brasil Kléber Ramos Clube DataRo de Ciclismo + 2' 45"
6 Brasil João Marcelo Gaspar Jersey polkadot.svgJersey white.svg Ironage + 2' 48"
7 Espanha Delio Fernandez OFM - Quinta da Lixa + 2' 52"
8 Colômbia Edwin Carvajal EPM - UNE + 2' 53"
9 França Ludovic Turpin Vélo Club de Grand Case + 2' 53"
10 Brasil Willian Chiarello São Lucas Saúde - Giant - Americana + 2' 53"
Classificação de Pontos após Etapa 5 (Resultado final)
País Ciclista Equipe Pontos
1 Brasil Flávio Cardoso Jersey green.svg Funvic - São José dos Campos 31 pts
2 Brasil Cristian Egídio Clube DataRo de Ciclismo 29 pts
3 Espanha Óscar Sevilla Jersey yellow.svg EPM - UNE 20 pts
4 Brasil Gregory Panizo Funvic - São José dos Campos 19 pts
5 Brasil Rafael Andriato Vini Fantini – Selle Italia 15 pts
Classificação de Montanha após Etapa 5 (Resultado final)
País Ciclista Equipe Pontos
1 Brasil João Marcelo Gaspar Jersey polkadot.svgJersey white.svg Ironage 26 pts
2 Brasil Kléber Ramos Clube DataRo de Ciclismo 23 pts
3 Colômbia Jorge Castiblanco EPM - UNE 18 pts
4 Espanha Gustavo Veloso OFM - Quinta da Lixa 14 pts
5 Colômbia Edwar Ortiz EPM - UNE 11 pts
Classificação Sub-23 após Etapa 5 (Resultado final)
País Ciclista Equipe Pontos
1 Brasil João Marcelo Gaspar Jersey polkadot.svgJersey white.svg Ironage 18h 59' 55"
2 Brasil Willian Chiarello São Lucas Saúde - Giant - Americana + 5"
3 Equador Richard Carapaz RPM Ecuador Team + 3' 14"
4 Brasil Murilo Affonso Clube DataRo de Ciclismo + 7' 58"
5 Brasil Mauricio Knapp São Francisco Saúde - Ribeirão Preto + 8' 14"
Classificação de Equipes após Etapa 5 (Resultado final)
País Equipe Tempo
1 Colômbia EPM - UNE 56h 54' 52"
2 Portugal OFM - Quinta da Lixa + 2' 30"
3 Brasil Funvic - São José dos Campos + 6' 25"
4 Brasil Clube DataRo de Ciclismo + 8' 43"
5 Brasil São Francisco Saúde - Ribeirão Preto + 16' 29"

Evolução dos Líderes[editar | editar código-fonte]

Etapa Vencedor Classificação Geral
Classificação de Pontos
Classificação de Montanha
Classificação Sub-23
Classificação por Equipes
1 Weimar Roldan Weimar Roldan Weimar Roldan Edwar Ortiz André de Souza Almeida EPM - UNE
2 Rafael Andriato Rafael Andriato João Marcelo Gaspar João Marcelo Gaspar
3 Jorge Castiblanco Edwar Ortiz Flávio Cardoso Kléber Ramos
4 Óscar Sevilla Óscar Sevilla Óscar Sevilla João Marcelo Gaspar
5 Gregory Panizo Flávio Cardoso
Final Óscar Sevilla Flávio Cardoso João Marcelo Gaspar João Marcelo Gaspar EPM - UNE
Notas
  • Na etapa 2, Cristian Egídio, segundo colocado na classificação de pontos, foi quem vestiu a camisa verde, pois Weimar Roldan, o primeiro colocado, já vestia a camisa amarela de líder geral durante essa etapa.
  • Na etapa 3, André de Souza Almeida, segundo colocado na classificação sub-23, foi quem vestiu a camisa branca, pois João Marcelo Gaspar, o primeiro colocado, já vestia a camisa branca com bolinhas de líder de montanha durante essa etapa.
  • Na etapa 5, Flávio Cardoso, segundo colocado na classificação de pontos, foi quem vestiu a camisa verde, pois Óscar Sevilla, o primeiro colocado, já vestia a camisa amarela de líder geral durante essa etapa.
  • Na etapa 5, Willian Chiarello, segundo colocado na classificação sub-23, foi quem vestiu a camisa branca, pois João Marcelo Gaspar, o primeiro colocado, já vestia a camisa branca com bolinhas de líder de montanha durante essa etapa.

Referências

  1. 2013.tourdorio.com.br. «Equipes». Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  2. 2013.tourdorio.com.br. «1ª Etapa: Pódio 100% colombiano». Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  3. globoesporte.globo.com. «Tour do Rio: No sprint final, Andriato supera virose e rivais rumo ao topo». Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  4. bikemagazine.com.br. «Colombiano Camilo Castiblanco vence a 3ª etapa do Tour do Rio». Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  5. 2013.tourdorio.com.br. «3ª Etapa: Colômbia no topo novamente». Consultado em 21 de novembro de 2013. 
  6. globoesporte.globo.com. «Em dia de espanhóis, Sevilla vence e assume a liderança do Tour do Rio». Consultado em 22 de novembro de 2013. 
  7. bikemagazine.com.br. «Oscar Sevilla vence a penúltima etapa e é o novo líder do Tour do Rio». Consultado em 22 de novembro de 2013. 
  8. portalr3.com.br. «Panizo vence a última etapa e Sevilla é campeão do Tour do Rio». Consultado em 22 de novembro de 2013. 
  9. 2013.tourdorio.com.br. «5ª Etapa: Oscar Sevilla leva o Tour do Rio 2013». Consultado em 22 de novembro de 2013. 
  10. oglobo.globo.com. «Espanhol é campeão do Tour do Rio 2013, e brasileiros em pódio inédito». Consultado em 22 de novembro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]