Trairão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Trairão
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Gentílico Não disponível
Prefeito(a) Valdinei José Ferreira (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Trairão
Localização de Trairão no Pará
Trairão está localizado em: Brasil
Trairão
Localização de Trairão no Brasil
04° 34' 26" S 55° 56' 38" O04° 34' 26" S 55° 56' 38" O
Unidade federativa Pará Pará
Mesorregião Sudoeste Paraense IBGE/2008 [1]
Microrregião Itaituba IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Itaituba, Aveiro, Novo Progresso e Jacareacanga.
Distância até a capital 1 390 km
Características geográficas
Área 11 991,015 km² [2]
População 18 469 hab. estimativa IBGE/2017[3]
Densidade 1,54 hab./km²
Altitude 105 m
Clima Equatorial
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,562 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 212 346,85 mil IBGE/2014[5]
PIB per capita R$ 11 876,22 IBGE/2014[5]

Trairão é um município brasileiro do estado do Pará, pertencente à Mesorregião do Sudoeste Paraense. Localiza-se no norte brasileiro, a uma latitude 04º34'28" sul e a uma longitude 55º56'37" oeste.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

No rio Amadeus foi pescado uma traira, peixe de água doce, de aproximadamente 40 kg, então começaram a referir-se ao rio como Trairão, em seguida a comunidade Jardim Amadeu também foi chamada assim devido a proximidade com o rio. Em plebiscito a população optou pela denominação Trairão ao invés do atual nome.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1972 com a abertura do ramal sul da rodovia BR-163 havia um acampamento no Itapacurá chamado de Jardim Amadeu próximo ao rio Amadeus.[6]

Em 1974 os primeiros colonos assentados reivindicaram ao INCRA uma área para ser construída um centro de apoio, para instalar escola, igreja, posto de saúde e comércio de produtos agrícolas.[6]

Em 1975, mesmo sem autorização, os colonos ocuparam uns lotes urbanos e construíram a primeira escola. Então o governo repassada a comunidade lotes medindo 15x30, onde viria a ser a Vila de Trairão.[6]

Em 1983, famílias dos colonos assentadas, recebem financiamentos para lavouras, desenvolvendo assim a região, e influenciando em 1985 a vinda de colonos oriundos das regiões Sul e Sudeste, investimento na pecuária.[6]

Economia[editar | editar código-fonte]

Inicialmente os colonos investiram na agricultura familiar com o plantio de banana, milho, arroz, mandioca e feijão. Com a chegada de novos colonos houve investimento na pecuária. Outro produto de grande rentabilidade foi o cacau; foi considerado ouro durante alguns anos, mas teve declínio em 1990 devido isolamento da área, precariedade das rodovias, baixo preço do cacau no mercado, praga vassoura de bruxa.[6]

A exploração do ouro nos garimpos da região, Trairão experimentou uma expansão comercial, de produtos agrícolas e de prestação de serviços.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado a uma latitude 04º34'28" sul e longitude 55º56'37" oeste, estando a uma altitude de 105 metros acima do nível do mar. O município possui uma população estimada de 18 280 mil habitantes, distribuídos em 11 991,085 km² de extensão territorial.[6][7]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Estimativa populacional 2017 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 21 de setembro de 2017. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 22 de setembro de 2013. 
  5. a b «PIB Municipal 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 2 jan. 2017. 
  6. a b c d e f g h «Estado Pará, Município de Trairão». IBGE. 2015. Consultado em 7 de maio de 2017. 
  7. «Trairão, Pará». Portal Geografos. Consultado em 2 de maio de 2017. 
  8. IOEPA, Imprensa Oficial (3 de agosto de 2011). «Festival da Banana de Trairão é patrimônio cultural do Pará» (PDF). Diário Oficial do Estado do Pará - Caderno 4. Consultado em 2 de maio de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.