Jacareacanga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Jacareacanga
Vista aérea noturno da cidade de Jacareacanga (Foto: Jubiratan Donato)

Vista aérea noturno da cidade de Jacareacanga
(Foto: Jubiratan Donato)
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 13 de dezembro de 1991 (26 anos)
Gentílico jacareacanguense
Prefeito(a) Raimundo Batista Santiago (PSC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Jacareacanga
Localização de Jacareacanga no Pará
Jacareacanga está localizado em: Brasil
Jacareacanga
Localização de Jacareacanga no Brasil
06° 13' 26" S 57° 45' 14" O06° 13' 26" S 57° 45' 14" O
Unidade federativa Pará
Mesorregião Sudoeste Paraense IBGE/2008 [1]
Microrregião Itaituba Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística /2008 [1]
Municípios limítrofes Itaituba, Novo Progresso, Apiacás e Maués
Distância até a capital 2 000 km
Características geográficas
Área 53 303,089 km² [2]
População 41 487 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 0,78 hab./km²
Altitude 70 m
Clima Equatorial superchuvoso
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,505 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 178 212,01 mil IBGE/2014[5]
PIB per capita R$ 4 295,61 IBGE/2014[5]

Jacareacanga é um município brasileiro no extremo sudoeste do estado do Pará. Localiza-se no norte brasileiro, a uma latitude 06º13'20" sul e longitude 57º45'10" oeste.[6][7]

Em 1961 foi criado inicialmente como distrito de Itaituba pela lei estadual nº 2460. Emancipou-se em 1991, pela lei estadual nº 5691.[8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se à latitude 06º13'20" sul e à longitude 57º45'10" oeste, com uma área de 53 531,59 km², estando a uma altitude de 70 metros acima do nível do mar.[9]

População[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2015 era de 41.487 mil habitantes, distribuídos em uma área de 53.304,213 km².[10]

A cidade possui uma das maiores população indígena do estado do Pará, aproximadamente dez mil indígenas, contrastando com várias pessoas de outras regiões com o advento da rodovia transamazônica e da atividade mineraria no fim da década de 50, que provocou um forte movimento migratório.[11][12]

História[editar | editar código-fonte]

Foi criado inicialmente como distrito de Itaituba pela lei estadual nº 2460, de 29 de dezembro de 1961. Emancipou-se em 13 de dezembro de 1991, pela lei estadual nº 5691, sendo atualmente composto por dois distritos; o Distrito-Sede e Porto Rico.[13]

A emancipação foi resultado de uma mobilização popular dos moradores, no final da década de 80 com a criação da Comissão Pró-Emancipação Política do Distrito Municipal de Jacareacanga, cujo presidente era Sebastião Lopes Pimenta.[14]

Seu nome é proveniente da tupi, união dos termos îakaré ("jacaré") e akanga ("cabeça"), formando "cabeça de jacaré".[15]

Revolta de Jacareacanga[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Revolta de Jacareacanga

Em fevereiro de 1956, ocorreu a Revolta de Jacareacanga, que foi um esboço de reação militar contra a posse de Juscelino Kubitschek na presidência do país, poucas semanas antes. Oficiais da aeronáutica partiram da cidade do Rio de Janeiro no dia 10 de fevereiro e se instalaram na Base Aérea de Jacareacanga.[16] A revolta durou dezenove dias e terminou com o controle da situação por forças pró-Kubitschek.[17]

Locais públicos[editar | editar código-fonte]

  • Praça São Pedro
  • Praça Central
  • Ginásio Poliesportivo Raimundo Queiroz

Cultura[editar | editar código-fonte]

  • Jacaréverão - agosto a setembro
  • Aniversário da Cidade

Transportes[editar | editar código-fonte]

Modal aéreo[editar | editar código-fonte]

Via Aeroporto Municipal de Jacareacanga[18]

Modal fluvial[editar | editar código-fonte]

Via rio Tapajós

Modal terrestre[editar | editar código-fonte]

Rodovia Transamazônica (BR-230)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rodovia Transamazônica

A BR-230, é uma rodovia transversal, corta no estado do Pará nas principais cidades do sul paraense, como Itaituba, Altamira e Marabá.[19] No Estado do Maranhão entre as cidades de Carolina a Barão de Grajaú, passando por Riachão, Balsas, São Raimundo das Mangabeiras, São Domingos do Azeitão, Pastos Bons, São João dos Patos, bem como o Estado do Piauí passando por Floriano, Nazaré do Piauí, Oeiras até a BR-316, na localidade Gaturiano, no Piauí, segue-se pela BR-316 até a entrada de Fronteira, no Piauí, que passa a ser a continuação da BR-230 até a cidade de Campos Sales, no Ceará.[20]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de número cinco (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Estimativa populacional 2016 IBGE» (PDF). Estimativa populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2016. Consultado em 29 de dezembro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 22 de setembro de 2013. 
  5. a b «PIB Municipal 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 29 de dezembro de 2016. 
  6. «Estado Pará, Município Jacareacanga». IBGE. 2015. Consultado em 22 de fevereiro de 2016. 
  7. «Jacareacanga, Pará - PA». Geografos. Consultado em 22 de fevereiro de 2016. 
  8. IBGE. «Jacareacanga - PA». Portal Conhecer Turismo. Consultado em 14 de março de 2016. 
  9. «Jacareacanga, Pará - PA». Geografos. Consultado em 11 de março de 2016. 
  10. «Estado Pará, Município Jacareacanga». IBGE. 2015. Consultado em 22 de fevereiro de 2016. 
  11. Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará. «Emater começa capacitação de índios Munduruku para produção de farinha». Portal Agencia Pará. Consultado em 14 de março de 2016. 
  12. IBGE. «Jacareacanga - PA». Portal Conhecer Turismo. Consultado em 14 de março de 2016. 
  13. Enciclopédia dos Municípios Brasileiros. «Jacareacanga - Histórico» (PDF). Biblioteca IBGE. Consultado em 5 de julho de 2012.. Cópia arquivada em 6 de maio de 2013 
  14. IBGE. «Jacareacanga - PA». Portal Conhecer Turismo. Consultado em 14 de março de 2016. 
  15. «Jacareacanga». Portal Amazônia Hoje. Consultado em 01 de fevereiro de 2016.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  16. Célia Maria Leite Costa. «O Brasil de JK - Revolta de Jacareacanga». Portal Amazônia Hoje. Consultado em 01 de fevereiro de 2016.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  17. Célia Maria Leite Costa. «O Brasil de JK - Revolta de Jacareacanga». Portal Amazônia Hoje. Consultado em 14 de março de 2016. 
  18. Célia Maria Leite Costa. «Destacamento de controle do espaço aéreo: Jacareacanga». Portal Amazônia Hoje. Consultado em 14 de março de 2016. 
  19. Eduardo de Freitas Equipe Brasil Escola. «Transamazônica». Portal UOL brasilescola. Consultado em 11 de março de 2016. 
  20. Eduardo de Freitas Equipe Brasil Escola. «Transamazônica». Portal UOL brasilescola. Consultado em 11 de março de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.