Um Bilhete pra Didi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Um Bilhete Pra Didi"
Canção de Novos Baianos
do álbum Acabou Chorare
Lançamento 1972
Gravação Estúdio Somil - 1972
Gênero(s) Baião, Rock progressivo
Duração 2:53
Gravadora(s) Som Livre
Composição Jorginho Gomes
Faixas de Acabou Chorare
"Besta é Tu"
(8)
"Preta Pretinha (reprise)"
(10)

"Um Bilhete Pra Didi" é a penúltima faixa do disco Acabou Chorare (1972) dos Novos Baianos, a única instrumental e também a única composta por Jorginho Gomes. O título refere-se à época em que o baixista Dadi Carvalho deixou o grupo por um tempo (ele depois formaria o A Cor do Som) e os Novos Baianos convocaram o músico Didi para tocar em seu lugar.[1] A sensação adquirida com esta canção é a de que um ritmo brasileiro, tocado a cavaquinho e triângulo, desdobra-se num processo incrível até virar um rock progressivo de guitarra elétrica.[2]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Ficha dada por Maria Luiza Kfouri:[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Veja, Edições 44-47, "Derradeiro Rolê", p.46. Editora Abril, 1997.
  2. Cristiano Bastos, "Tinindo Trincando - Novos Baianos e o Melhor da Música Brasileira". rolling stone Edição 46, 06 de julho de 2010. Acesso: 15 de junho, 2011.
  3. Discos do Brasil - Acabou Chorare. Discografia e fichas técnicas organizadas por Maria Luiza Kfouri. Acesso: 18 de junho, 2011.