Universidade Nacional da Carcóvia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universidade Nacional da Carcóvia
Fundação 17 de janeiro de 1805
Tipo de instituição universidade, instituição educacional, editor de acesso aberto
Localização
Ucrânia
50° 0' 16" N 36° 13' 42" E
Total de estudantes 15 630
Campus Carcóvia
Etalon-big.jpg
Website oficial

A Universidade Karazin [1] ( em ucraniano: Каразінський університет) ou oficialmente Universidade Nacional V. N. Karazin da Carcóvia (em ucraniano: Харківський національний університет імені В. Н. Каразіна) é uma das principais universidades da Ucrânia e, anteriormente, do Império Russo e da União Soviética. Foi fundada em 1804 através dos esforços de Vasily Karazin, tornando-se a segunda universidade mais antiga da atual Ucrânia, depois da Universidade de Lviv.

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade de Kharkiv foi fundada em 29 de janeiro de 1804 pelo professor de matemática Vasily Karazin, que anteriormente tinha sido o tutor de zar. Ele coletou entre a população local de Kharkiv fundos suficientes para construir a universidade. [2]

Em 1805 a universidade tinha apenas 57 alunos, embora trinta anos mais tarde o número aumentasse consideravelmente, para acomodar 263 estudantes, principalmente na faculdade de medicina e de direita. Em 1807, foi aberta uma seção dedicada ao estudo zoológico e botânico, que agora é o Museu da Natureza Nuch da Carcóvia.

Durante a criação da União Soviética, Carcóvia tornou-se uma importante cidade universitária, sendo uma das mais importantes do leste do país. Durante o período soviético, o complexo foi ampliado e oito novos departamentos foram adicionados: Matemática, Física, Geologia e geografia, Economia, História, Filologia, línguas e ciências.

Após a Dissolução da União Soviética, o presidente da Ucrânia, Leonid Kuchma, indicou que, "a contribuição que a Universidade de Kharkiv fez para o país, tem permitiu a formação de especialistas qualificados e o desenvolvimento da ciência na Ucrânia ". Kuchma concedeu o status de "universidade nacional" e mais tarde foi renomeada com o nome de seu fundador em 2004. O Estado também financiou um segundo prédio chamado "Academia Govorov".[3]

Departamentos[editar | editar código-fonte]

Ex-alunos e professores notáveis[editar | editar código-fonte]

Ganhadores do prêmio Nobel[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Modern university». Karazin University 
  2. Goldthwaite, Richard (1986). «Association Notes: In Memoriam: Frederic C. Lane 1900-1984, Simon Kuznets 1901-1985». The Journal of Economic History. 46: 239-246. JSTOR 2121281 
  3. Weyl, E. Glen (2007). «Simon Kuznets: Cautious Empiricist of the Eastern European Jewish Diaspora» (PDF). Consultado em 4 de fevereiro de 2012. Resumo divulgativo (PDF) 
  4. «Association Notes: In Memoriam: Frederic C. Lane 1900-1984, Simon Kuznets 1901-1985». The Journal of Economic History. 46. JSTOR 2121281 
  5. «Simon Kuznets: Cautious Empiricist of the Eastern European Jewish Diaspora» (PDF) [ligação inativa] 
  6. «Historical background» 
  7. Perlman, Mark. «Schumpeter and Schools of Economic Thoughts». In: Chaloupek; Guger; Nowotny. Ökonomie in Theorie und Praxis: Festschrift für Helmut Frisch. [S.l.: s.n.] ISBN 3540422404 
  8. Pressman, Steven. Fifty Major Economists. [S.l.: s.n.] ISBN 0415366488 
  9. Simon, Kuznetz. Weyl; Lo, eds. Jewish Economies: Development and Migration in America and Beyond. I. [S.l.: s.n.] ISBN 1412842115