Usina Termelétrica Suzano Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A unidade da Suzano em Imperatriz

A Usina Termelétrica Suzano Maranhão é uma usina termelétrica movida a biomassa, localizada na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

Pertencente à Suzano Papel e Celulose, fornece energia à sua fábrica em Imperatriz, que tem capacidade anual de produção de 1,65 milhão de toneladas de celulose.[1]

Foi inaugurada em abril de 2014.[2]

Capacidade energética[editar | editar código-fonte]

A UTE Suzano Maranhão tem capacidade de gerar 254,84 MW, funcionando em regime de autoprodução. Desse modo, é capaz de gerar energia elétrica para o uso próprio, abastecer o pólo químico para a produção de clorato de sódio, dióxido de cloro e oxigênio, e ainda exportar, ao Sistema Interligado Nacional, 100 MW excedentes.[3]

A usina utiliza, como combustível, o licor negro obtido no processo de fabricação de celulose e o complemento de resíduos florestais. [3]

Plantação de eucalipto na BR 153, entre o Tocantins e o Maranhão.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A logística da fabricação de celulose na região envolve o plantio de eucalipto na sul do Maranhão, além do Pará e de Tocantins, bem como o escoamento da produção pelo porto de Itaqui, em São Luís, valendo-se das Ferrovias Carajás e Norte–Sul. [3]

A Suzano também construiu um ramal ferroviário de 28 km que vai de dentro da fábrica até a ferrovia Norte–Sul. [3]

No total, houve um investimento industrial estimado em US$ 2,4 bilhões, além de US$ 575 milhões destinados à formação da base florestal.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Celulose – Suzano Papel e Celulose». www.suzano.com.br. Consultado em 18 de julho de 2018 
  2. «ANEEL» 
  3. a b c d e «Suzano-MA» (PDF)