Viação Pluma Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pluma Internacional
Pluma Conforto e Turismo S/A
Indústria Transportes
Fundação 10 de fevereiro de 1966 (50 anos)
sob o nome Viação Pluma
Sede Curitiba, Paraná
 Brasil
Áreas servidas  Argentina
 Chile
 Minas Gerais
 Paraguai
 Paraná
 Rio de Janeiro
 Rio Grande do Sul
 Santa Catarina
 São Paulo
Empregados 1300
Produtos Transporte Rodoviário de Passageiros
Turismo
Página oficial http://www.pluma.com.br

A Viação Pluma Internacional, anteriormente conhecida como Viação Pluma, é uma empresa de transporte rodoviário de passageiros brasileira criada em 10 de fevereiro de 1966 na cidade de Curitiba, no Paraná.

A Viação originou-se da antiga Transportadora Galiotto, que por sua vez havia sido fundada em 1º de julho de 1954 na qual incialmente trabalhava apenas transportando cargas. No ano de 1965, a Galiotto adquiriu a Empresa Bocatur de Curitiba em parceira com outra transportadora chamada Aurora. Com a aquisição, o grupo fundiu-se e se transformou na Pluma Conforto e Turismo S.A em fevereiro de 1966. No ano de 2002, a Pluma passou a ser controlada por outro grupo acionário e mudou seu nome para Viação Pluma Internacional, mudando sua logomarca.

Foi a primeira viação brasileira a realizar viagens internacionais, ligando Porto Alegre a cidade argentina de Buenos Aires. Hoje a empresa opera sobretudo na Região Sul do Brasil e em boa parte do Sudeste do país. A Pluma também atua na Argentina, Chile e Paraguai.

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 1º de julho do ano de 1954 é fundada na cidade de Caxias do Sul, RS a Transportadora Galiotto, que iniciou suas atividades com 9 caminhões da marca GMC Marítimos e Aclo-matador. Aos poucos a pequena transportadora foi crescendo a medida que conseguia aumentar sua frota, chegando no auge com 52 veículos.

Na década de 60, mesmo com a dificuldade que o Brasil enfrentava com o início da Ditadura Militar, a Galiotto seguia firmemente com suas atividades. No ano de 1965, quando a ponte de Passo do Socorro no Rio Pelotas caiu (praticamente "isolando" o Estado do Rio Grande do Sul do resto do país), a transportadora, para não interromper as suas atividades, idealizou uma solução inteligente para contornar o problema e passar as suas cargas para o outro lado instalando no rio uma mangueira de borracha, com 600m de comprimento, utilizada para bombear o vinho transportado por seus caminhões da margem gaúcha para a catarinense, e assim seguir para o mercado paulista e carioca; no sentido contrário, bombeava o álcool trazido pelos caminhões tanques de São Paulo para o Sul. A operação levava cerca de três horas e meia para cada caminhão. Com isso, a empresa ganhou destaque na imprensa local por realizar tal técnica, que foi batizada informalmente de "vinhoduto".

Compra da Empresa Bocatur e criação da Pluma[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 1965, a Galiotto se une com outra empresa transportadora chamada Aurora para adquirir a Empresa Bocatur de Curitiba. Em fevereiro do ano seguinte, a empresas se fundem gerando a Pluma Conforto e Turismo S.A que estabelece sua sede na capital paranaense.

Viação Pluma (1966-diante)[editar | editar código-fonte]

Antiga logomarca utilizada pela Viação Pluma até 2004.

A nova empresa começou com 170 funcionários e 34 ônibus que operavam em três linhas: Curitiba-Porto Alegre, Curitiba-São Paulo, e Curitiba-Santa Maria (esta última passando por Passo Fundo).

Em 1971, a Pluma adquire a Expresso Porto Alegre Brasília Ltda iniciando um episódio inédito na história dos transportes no Brasil ao operar a primeira linha de ônibus internacional no país, ligando a cidade gaúcha de Porto Alegre a capital argentina Buenos Aires. Dois anos depois, a empresa prolongou essa mesma linha até o Rio de Janeiro passando por São Paulo. Em 1974, a viação começou a operar mais três linhas: Foz do Iguaçu-São Paulo, São Paulo-Assunção (no Paraguai) e Foz do Iguaçú-Assunção. Com o tempo, essas mesmas linhas foram ampliadas, diversificando ainda mais o pacote de destinos da Pluma.

No ano de 1978, a empresa começou operar a linha Rio de Janeiro/Santiago (Chile), uma das maiores linhas de ônibus rodoviários da América Latina na época, somando mais de 4100 quilômetros.

Apesar do constante crescimento, a Pluma sofre um episódio negativo na década de 80. No ano de 1986, a sede administrativa em Curitiba sofreu um gravíssimo incêndio destruindo-a por completo e afetando também boa parte do setor de manutenção. Após o incêndio, a empresa construiu arduamente sua nova sede, que por conta de diversas dificuldades só ficou pronta em fevereiro de 1990.

Em 2002, a viação foi redirecionada a um novo grupo acionário. Com isso, a Pluma mudou sua logomarca e passou a utilizar o nome Pluma Internacional no ano de 2004. Hoje a empresa atende a 6 estados brasileiros e também o Chile, Argentina e Paraguai.

Frota[editar | editar código-fonte]

Busscar Jum Buss 360 da Viação Pluma.

Sua frota é composta basicamente por veículos da Scania, Busscar, Comil e Marcopolo nos seguintes modelos e serviços:

Chassis Carroceria Lotação Serviço
Scania Busscar Jum Buss 380 42 lugares Executivo
Scania Busscar Vista Buss 44 lugares Executivo
Scania Marcopolo Paradiso 1200 44 lugares Executivo
Scania Busscar Jum Bus 380 44 lugares Executivo
VW Comil Campione 3.65 26 lugares Leito
VW Comil Campione 3.65 38 lugares Leito Executivo
Scania Busscar Double Deck 48 lugares executivo
9 lugares leito
Leito Executivo

Referência[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]