Viscosidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Viscoso)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Maio de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde março de 2011.

Viscosidade é a propriedade física que caracteriza a resistência de um fluido ao escoamento,[1] isto é, ao transporte microscópico de quantidade de movimento por difusão molecular. Ou seja, quanto maior a viscosidade, menor será a velocidade com que o fluido se movimenta.

Definição[editar | editar código-fonte]

É a propriedade física que caracteriza a resistência de um fluido ao escoamento, a uma dada temperatura.[2]

Define-se pela lei de Newton da viscosidade:

.
Pressão laminar de um fluido entre duas placas. Atrito entre o fluido e a superfície móvel causa a torsão do fluido. A força necessária para essa ação é a medida da viscosidade do fluido.

Onde é a taxa de deformação angular do fluido, enquanto que a constante é o coeficiente de viscosidade, viscosidade absoluta ou viscosidade dinâmica. Muitos fluidos, como a água ou a maioria dos gases, satisfazem os critérios de Newton e por isso são conhecidos como fluidos newtonianos. Os fluidos não newtonianos têm um comportamento mais complexo e não linear.

As suspensões coloidais, as emulsões e os géis são exemplos de fluidos não newtonianos, como o sangue, o ketchup, as suspensões de amido, as tintas e o petróleo. O coeficiente de viscosidade desses fluidos não é constante.

Viscosidade é a propriedade associada à resistência que o fluido oferece a deformação por cisalhamento. De outra maneira pode-se dizer que a viscosidade corresponde ao atrito interno nos fluidos devido basicamente a interações intermoleculares, sendo em geral função da temperatura. É comumente percebida como a "grossura", ou resistência ao despejamento. Viscosidade descreve a resistência interna para fluir de um fluido e deve ser pensada como a medida do atrito do fluido. Assim, a água é "fina", tendo uma baixa viscosidade, enquanto óleo vegetal é "grosso", tendo uma alta viscosidade.

Viscosidade cinemática[editar | editar código-fonte]

A viscosidade cinemática (letra grega ni, ν), é definida por:

onde ρ é a massa específica do fluido e μ é a viscosidade dinâmica.

Unidades[editar | editar código-fonte]

No SI, a unidade da viscosidade cinemática ν é m²/s [3]. No sistema CGS é utilizada a unidade Stokes (St), sendo um Stokes igual a 10−4 m²/s [4] e dada a magnitude do seu valor é preferível utilizar a forma centistokes.

A viscosidade absoluta tem como unidade Pa.s (N.s/m²) em unidades do SI[3]. Essa unidade é normalmente expressa em mPa.s dado a sua magnitude. Outra forma conveniente, a partir do sistema CGS é o Poise, sendo um Poise igual a 0,1 Pa.s[4] ou seja, um centipoise (cP) é igual a 1 mPa.s

Viscosidade nos líquidos[editar | editar código-fonte]

A viscosidade de qualquer fluido vem de seu atrito interno. Nos fluidos, este atrito interno origina-se das forças de atração entre moléculas relativamente próximas. Com o aumento da temperatura, a energia cinética média das moléculas se torna maior e consequentemente o intervalo de tempo médio no qual as moléculas passam próximas umas das outras torna-se menor. Assim, as forças intermoleculares se tornam menos efetivas e a viscosidade diminui com o aumento da temperatura. Por este motivo, um óleo lubrificante torna-se menos viscoso com o aumento da temperatura.

Viscosidade nos gases[editar | editar código-fonte]

Em um gás as moléculas estão em média a distâncias relativamente grandes umas das outras, disto originando-se sua baixa densidade. Assim sendo, as forças de atracção entre moléculas não são efectivas na transmissão da energia cinética e por este motivo essas forças não podem produzir sua viscosidade. A viscosidade de um gás é produzida predominantemente da transferência de momentum, ou seja, da transferência de quantidade de movimento entre camadas adjacentes que se movam com velocidades de módulos diferentes. Por este motivo, a viscosidade de um gás aumenta com sua temperatura, pois as velocidade médias das partículas do gás aumentam com sua temperatura, diminuindo o tempo de interação entre uma molécula e outra, tornando a transmissão de energia cada vez mais difícil.

Viscosidade de alguns materiais comuns[editar | editar código-fonte]

Algumas viscosidades de fluidos newtonianos estão listadas abaixo:

Gases (a 0 °C):

viscosidade (Pa·s)
hidrogênio 8,4 × 10−6
ar 17,2 × 10−6
xenônio 21,2 × 10−6

Líquidos (a 20 °C):

viscosidade (Pa·s)
álcool etílico 0,248 × 10−3
acetona 0,326 × 10−3
metanol 0,597 × 10−3
álcool propílico 2,256 × 10−3
benzeno 0,64 × 10−3
água 1,0020 × 10−3[5]
nitrobenzeno 2,0 × 10−3
sangue humano[6] 4 × 10−3
mercúrio 17,0 × 10−3
ácido sulfúrico 30 × 10−3
óleo de oliva 81 × 10−3
oleo de rícino 0,985
glicerol 1,485
polímero derretido 10³
piche 107

Fluidos com composições variadas, como mel, podem ter uma grande variedade de viscosidades.

Medição da viscosidade[editar | editar código-fonte]

O coeficiente de viscosidade pode ser medido através do seguinte experimento: deixa-se uma esfera cair em um fluido, e mede-se a sua velocidade terminal. Então, aplicando-se a Lei de Stokes:

em que:

: aceleração gravitacional, expressa em m/s²;
: raio do corpo, expresso em m;
ρesfera: massa volúmica (massa específica) da esfera, expressa em kg/m³;
ρfluido: massa volúmica do fluido, expressa em kg/m³;
vterminal: a velocidade terminal que a esfera atinge no fluido, expressa em m/s;

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O que é viscosidade de um fluido?». Prolab 
  2. Agência Nacional do Petróleo, PORTARIA ANP N. 80, DE 30.04.99 (pdf)
  3. a b Le système SI d'unités de mesure, IV - Unités mécaniques, site do Ministre de l’Économie, de l’Industrie et de l’Emploi, da França (em francês)
  4. a b Journal Officiel de la Republique Française, edição de 28 Février 1982, no site do Ministre de l’Économie, de l’Industrie et de l’Emploi, da França (em francês)
  5. Elert, Glenn. «Viscosity – The Physics Hypertextbook». The Physics Hypertextbook (em inglês). Consultado em 27 de setembro de 2018 
  6. Bertulani, Carlos. «Viscosidade». www.if.ufrj.br. Consultado em 8 de abril de 2017