Vodunsi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde outubro de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Vòdúnsì é o(a) consagrado(a) ao Vòdún no candomblé jeje.[1] Os vodúnsis da família de Dan são chamados de mejitó, enquanto que os da família de Kaviungo do sexo masculino são chamados de doté e os do sexo feminino de doné.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Vòdúnsì" é um termo de origem fon que significa "consagrado ao Vòdún", a partir da junção de Vòdún (divindade de origem ewe/fon) e (consagrado).

Humgebê[editar | editar código-fonte]

Na obrigação de sete anos, o vodúnsi recebe o humgebê, fio de contas considerado sagrado (pois vai acompanhá-lo até depois da morte), passando a ser um sacerdote ou sacerdotisa. O humgevê deve ser entregue na iniciação do neófito, mas algumas casas adotaram o método de dá-lo apenas após sete anos de iniciação.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 787.
Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver também[editar | editar código-fonte]