Voluntários da Pátria (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Voluntários da Pátria
Informação geral
Origem São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Rock alternativo, pós-punk
Período em atividade 1982 - 1986 (única reunião em 2016)[1]
Gravadora(s) Baratos Afins
Afiliação(ões) Ira!, Ultraje a Rigor, Zero
Integrantes Nasi
Ricardo Gaspa
Sandra Coutinho
Guilherme Isnard
Mauricio Defendi
Edson X
Thomas Pappon
Akira S
Giuseppe Frippi
Miguel Barella
Kuki
Paulo Horácio

O quinteto paulistano Voluntários da Pátria foi a primeira banda brasileira com uma proposta estética e sonora representante do pós-punk. Formado em São Paulo/SP em 1982 por Nasi (vocais), Thomas Pappon (bateria), Ricardo Gaspa (baixo) e os guitarristas Miguel Barella e Giuseppe Frippi, deixaram apenas um registro, este LP de 8 canções em 24 minutos.

Apesar da curta trajetória da banda, que logo daria espaço a projetos individuais e novas bandas, Nasi e Gaspa se dedicariam ao Ira!, Thomas montou o Fellini e o Smack, Miguel e Giuseppe com o Alvos Móveis, o Voluntários da Pátria teve uma boa repercussão na capital e foi banda precursora no estilo, tendo se apresentado em todos os palcos do underground paulistano, tais como Carbono 14, Madama Satã, Napalm e Lira Paulistana.

O Lado A abre com uma canção de título provocativo "O homem que eu amo", segue com o "Iô-iô" de versos niilistas e sarcásticos, como "Meu iô-iô não quer subir/Vou reclamar na coca-cola". "Cadê o socialismo?" foi uma boa provocação para aqueles anos de abertura política,não é por acaso que a canção fora interditada para execução pública. O disco ainda traz as instrumentais "Marcha" e "Nazi über alles". "Verdades e mentiras" tem a cara do pós-punk paulistano, umas das melhores do disco.

O Voluntários da Pátria tentou algumas voltas durante a década de 80, com outras formações que reuniram mais uma turma de figuras conhecidas do rock paulistano, tais como Sandra Coutinho (Mercenárias), Guilherme Isnard (Zero), Edson X (Gueto), Maurício (Ultraje a Rigor) Kuki Stolarski e Akira S.

Gravado no estúdio paulistano Mosh, o álbum foi o 11º lançamento do selo paulistano Baratos Afins, recebeu reedição em CD em 1996 com o acréscimo de 7 faixas bônus, incluindo duas inéditas. Ainda se encontra em catálogo em pode ser adquirido pelo site do selo.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1984: Voluntários da Pátria

Notas e Referências

Crystal Clear app kguitar.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.