Yun Bo-seon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yun Bo-seon
Presidente da Coreia do Sul
Período 13 de Agosto de 1960
a 23 de março de 1962
Antecessor(a) Heo Jeong
(interino)
Sucessor(a) Park Chung-hee
Dados pessoais
Nascimento 26 de agosto de 1897
Asan, Chungcheong do Sul
Morte 18 de julho de 1990 (92 anos)
Seul
Primeira-dama Lady Min, Gong Deok-kui
Partido Partido Democrático
Religião Presbiterianismo

Yun Bo-seon, em coreano : 윤보선, (Hauido, 26 de agosto de 1897 - Seul, 18 de julho de 1990.) foi um ativista independente e um político. Foi o presidente do seu país de 1960 a 1962 antes de ser substituído por Park Chung-hee como resultado do golpe em 16 de maio de 1961.[1]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Entrou na política após a Segunda Guerra Mundial seguindo o Gwangbokjeol (dia da liberação). O primeiro Doutor de Filosofia da Universidade Princeton da Coréia foi inclusive o primeiro presidente coreano, Syngman Rhee. Rhee foi o mentor de Yun e quem o fez servir como secretário de chefe de Estado coreano em 1947 e apontado como prefeito de Seul em 1948. Foi o Ministro dos Comércios no governo da recém-liberada Coréia em 1949 até o ano seguinte. Mesmo assim, discordara da forma autoritária que Rhee governava.

Em 1955, Yun ajudou na criação do Partido Democrata sul-coreano e quatro anos depois, virou um dos representantes do Conselho Supremo do Partido Democrata.[2]

Como estadista[editar | editar código-fonte]

O governo de Syngman Rhee foi deposto por uma revolta estudantil e democrata em 1960 e Yun foi eleito presidente em 13 de agosto do mesmo ano, indicando Chang Myon como Primeiro Ministro. Em resposta aos excessos autoritários do presidente anteriormente deposto, a Coréia do Sul se tornou um sistema parlamentar, com Yun sendo uma mera figura de transição entre os sistemas.

Após o golpe de Park Chung-Hee em 1961, Yun ficou no posto para dar legitimidade ao regime, entretanto, renunciou em março de 1962. Recebeu várias condenações nos anos seguintes por práticas anti-governamentais. Se opôs ao regime autoritário e concorreu duas vezes à presidência, perdendo em ambas.[3]

Aposentou-se em 1980 e passou a focar sua vida em atividades culturais até sua morte em 18 de julho de 1990.

Referências

  1. "President, Yun Bo-seon (1960-1962)". Página acessada em 15 de agosto de 2015.
  2. «The Japan-Korea Normalization Process and Korean Anti-Americanism on JSTOR» (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2018. 
  3. AP. «Yun Po Sun, 92, Dies; Ex-President of Korea» (em inglês) 
Precedido por
Heo Jeong
(Acting)
Presidentes da Coreia do Sul
1960 - 1962
Sucedido por
Park Chung-hee
Precedido por
Kim Hyung-min
Prefeito de Seul
1948 - 1949
Sucedido por
Lee Ki-bung