Popó (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Apolinário Santana)
Ir para: navegação, pesquisa
Popó
Informações pessoais
Nome completo Apolinário Santana
Data de nasc. 9 de Fevereiro de 1902
Local de nasc. Salvador (BA),  Brasil
Falecido em 17 de fevereiro de 1955 (53 anos)
Local da morte ,  Brasil
Destro
Apelido O Craque do povo
O terrível
Informações profissionais
Posição Meia-central
Clubes de juventude
Brasil Ypiranga
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
Brasil Ypiranga
Brasil Botafogo-BA
Brasil Bahiano de Tênis

Apolinário Santana, mais conhecido como Popó (Salvador, 9 de fevereiro de 1902 - 17 de fevereiro de 1955[1] ) foi um futebolista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Popó iniciou sua carreira aos 14 anos de idade, jogando em todas as posições (até no gol). Tornou-se tão popular, que ganhou a alcunha de "o craque do povo", devido a sua popularidade entre os baianos. Também ganhou outro apelido: "O Terrível".

Atuou em onze clubes de Salvador, com destaques para Botafogo-BA, Ypiranga e Bahiano de Tênis. Foi o maior craque do esporte baiano nas décadas de 1920 e 1930[2] .

Logrou-se bicampeão estadual jogando pelo Ypiranga. Mas a principal façanha do maior supercraque baiano foi tornar-se o líder do revolucionário time do Ypiranga, o primeiro a vencer o racismo que marcou o início do futebol no país. O Vasco da Gama e outros clubes seguiram o exemplo dos baianos.

Craque da época amadora do futebol, terminou a carreira pobre e pedindo esmolas no estádio da Fonte Nova[3] .

Legado[editar | editar código-fonte]

Décadas depois da sua morte, velhos admiradores do craque fundaram um clube de várzea que homenageava seu nome. Com sede na Ladeira da Fonte das Pedras, próximo à Fonte Nova, o Popó Bahiano disputaria por muitos anos competições amadoras em Salvador. Apesar disso, um dos poucos momentos de reconhecimento oficial ao craque se deu apenas em 2002. O troféu de campeão baiano da Federação Baiana de Futebol, entregue naquele ano ao Vitória, foi denominado Apolinário Santana[4] .

Os feitos de Popó foram eternizados de uma vez por todas nas páginas do livro "Bahia de Todos os Santos" do mais ilustre torcedor do Ypiranga, Jorge Amado.

"No futebol baiano não há nenhum clube de tão gloriosa tradição quanto o Ypiranga, o time de Popó (...)", cita ele, num dos trechos do livro.[5]

Em 1999, o escritor Aloildo Gomes Pires lança o livro "Popó, o craque do povo - Trajetória de Apolinário Santana" que conta a história do futebolista.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Existe uma rua na cidade de Salvador chamada "Apolinário Santana" que é uma homenagem ao craque.

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.