Artigos de Esmalcalde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde maio de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Os Artigos de Esmalcalde (em alemão: Schmalkaldische Artikel) são um resumo da doutrina Luterana, escrito por Martinho Lutero em 1537, para uma reunião da Liga de Esmalcalde em preparação para um Concílio Ecumênico de Igrejas Luteranas.

História[editar | editar código-fonte]

Patrono de Lutero, o Eleitor John Frederick da Saxônia , pediu-lhe para preparar estes artigos para a reunião da Liga de Esmalcalde em 1537, realizada novamente em Schmalkalden. A Liga tinha sido organizada em 1531 como uma união de vários territórios luteranos e cidades, para fornecer uma força militar unida e frente política contra católicos políticos e exércitos, liderados pelo imperador Carlos V.

Quando a Liga de Esmalcalde reuniu-se, Lutero teve de ser levado muito doente com um grave caso de pedras nos rins e assim não pôde comparecer à reunião. A liga em última instância determinou não adotar os artigos que Lutero tinha escrito. Eles foram influenciados por Philipp Melanchthon a não adotar os Artigos de Esmalcalde, pois este estava preocupado com o fato de que a escrita de Lutero seria considerado por alguns como fonte de divisão. Melanchthon foi convidado a escrever uma declaração clara sobre o Papado e ele fez isso, um documento que foi aprovado na reunião como o Tratado sobre o Poder e o Primado do Papa.

Nos rtigos de Esmalcalde, Lutero resumiu o que ele considerava ser o ensinamento mais importante no cristianismo. Os artigos foram muito apreciados por John Frederick, que ordenou que fossem feitas uma parte de sua última vontade e testamento. E embora eles não tenham sido aprovadas na reunião da Liga de Esmalcalde em 1537, eles foram amplamente utilizados e foram incorporados no Livro de Concórdia em 1580 como uma das Confissões Luteranas da fé. Embora o Conselho pretendido nunca foi realizada, os Artigos de Esmalcalde foram vistos como um complemento às outras confissões da Igreja Luterana e são usados ​​ainda hoje. Eles estão incluídos no Livro de Concórdia.

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.