Barbus barbus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Peixes.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde fevereiro de 2010.

NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaBarbo
Barbus barbus.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Cypriniformes
Família: Cyprinidae
Género: Barbus
Espécie: B. barbus
Nome binomial
Barbus barbus
Linnaeus, 1758
Barbo juvenil.

Barbus barbus é uma espécie de peixe de rio da família dos ciprinídeos (Cyprinidae), conhecido em Portugal como barbo (do latim barbus, barba). O nome provém das quatro barbilhos (excrescências em forma de pequenos espinhos carnudos) que saem do lábio superior. É um peixe comestível, mas sem grande valor culinário.[1]

A espécie é nativa e encontra-se em muitos locais desde a Europa ocidental à China e estabeleceu-se com sucesso como espécie introduzida em Itália e Marrocos.[2] Na Península Ibérica existem várias subespécies endémicas.[1]

O corpo do barbo é robusto, coberto de grandes escamas, e quase cilíndrico. A barbatana dorsal é alta e curta. O focinho é quase cónico, apresentando-se a boca em posição ventral. Esta caracteriza-se por lábios carnudos e quatro barbilhos igualmente carnudos. Tem dentes faríngeos implantados em duas filas.

Habitualmente apresenta um dorso entre o verde-azeitona e o cinzento esverdeado na sua parte superior cujos flancos costumam apresentar reflexos dourados. O ventre é entre o amarelado e o branco sujo. Tanto a barbatana anal como as barbatanas laterais teem uma tonalidade encarniçada, enquanto que a dorsal e caudal são escuras.

O barbo é um peixe omnívoro e necrófago, que se alimenta de animais que vivem no fundo, como crustáceos e moluscos, larvas de insetos, especialmente as efémeras, assim como de algas. Costuma procurar alimento revolvendo pedras com o seu focinho de lábios carnudos.

Vive principalmente no curso médio dos rios, tanto no fundo como noutras profundidades, preferindo correntes relativamente fortes e fundos pedregosos ou de areão. É gregário e forma pequenos cardumes debaixo de pedras e vegetação em águas profundas. Durante o inverno entra numa espécie de hibernação.

Raramente ultrapassa os 40 cm de comprimento, embora possa chegar aos 60 cm.[a] A fêmea cresce mais rapidamente que o macho, mas atinge a maturidade sexual mais tarde (entre os cinco e os oito anos para as fêmeas, entre três e quatro anos para os machos).[2] A desova dá-se de maio a julho, sendo os locais preferidos os fundos de areão ou pequenos seixos com água corrente. Põem entre 35 000 e 60 000 ovos,[a] supostamente venenosos, que eclodem passados cinco a dez dias.

A espécie é de pouco interesse para aquacultura, mas em contrapartida são muito populares na pesca desportiva, havendo inclusivamente associações de pesca desportiva empenhadas na sua conservação.[2]

As populações teem vindo a decrescer rapidamente, em claro contraste com a abundância de outros tempos. Para isso tem contribuído a competição de espécies introduzidas agressivas e predadoras, especialmente no curso médio dos rios.[b]

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Há discrepância de dados entre o artigos da Wikipedia em espanhol (es.wp)[1] e a Wikipedia em inglês (en.wp)[2] onde este texto foi baseado. Segundo a última, é comum o comprimento alcançar entre os 50 e os 100 cm, chegando mesmo aos 120 cm, com pesos típicos entre 1 e 3 kg, podendo alcançar os 12 kg. Ainda segundo a en.wp, o número de ovos postos varia entre os 8 000 e os 12 000. Estas discrepâncias e os dados geográficos constantes do sítio web do IUCN e doutros sítios mencionados abaixo provavelmente indiciam que o artigo da es.wp não se refere exatamente à espécie Barbus barbus, mas à generalidade do que são chamadas as subespécies presentes em Espanha. Outra possibilidade é o artigo da es.wp descrever a situação particular em Espanha.

Referências

  1. a b c Texto inicialmente baseado na tradução do artigo «Barbus barbus» na Wikipédia em espanhol (acessado nesta versão).
  2. a b c d Partes na tradução do artigo «Barbus barbus» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Barbus barbus