Being There

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Being There
Bem-vindo Mr. Chance (PT)
Muito além do jardim (BR)
 Estados Unidos
1979 • cor • 130 min 
Direção Hal Ashby
Roteiro Jerzy Kosinski
Elenco Peter Sellers
Shirley MacLaine
Melvyn Douglas
Jack Warden
Richard Basehart
Género comédia dramática
Idioma italiano / inglês / russo
Cinematografia Caleb Deschanel
Página no IMDb (em inglês)

Being There (br: Muito além do jardim / pt: Bem-vindo Mr. Chance) é um filme estadunidense de 1979, do gênero comédia dramática, dirigido por Hal Ashby e com roteiro escrito por Jerzy Kosinski, baseado em novela homônima O Videota de sua autoria.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Chance é um homem ingênuo, que trabalhou a vida toda como jardineiro e que tem na televisão o único contato com o mundo. Ele não sabe ler e nem escrever, não tem carteira de identidade e nunca andou em um automóvel. Quando seu patrão morre, Chance é obrigado a deixar a casa e é atropelado pelo carro de um magnata, que acaba se tornando seu amigo. A partir daí, tudo o que Chance fala, e até mesmo quando ele se cala, passa a ser interpretado como algo genial.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Oscar 1980 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor ator coadjuvante (Melvyn Douglas).
  • Indicado na categoria de melhor ator (Peter Sellers).

BAFTA 1981 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor roteiro.
  • Indicado nas categorias de melhor filme, melhor ator (Peter Sellers) e melhor atriz (Shirley MacLaine).

Festival de Cannes 1980 (França)

Globo de Ouro 1980 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor ator - comédia / musical (Peter Sellers) e melhor ator coadjuvante (Melvyn Douglas).
  • Indicado nas categorias de melhor filme - comédia / musical, melhor atriz - comédia / musical (Shirley MacLaine), melhor diretor e melhor roteiro.

Academia Japonesa de Cinema 1982 (Japão)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O papel de Benjamin Rand foi oferecido a Laurence Olivier, que recusou a oferta após ler o roteiro completo e verificar que a atriz Shirley MacLaine teria que interpretar uma cena de masturbação.
  • A cena de masturbação de Shirley Maclaine precisou ser filmada 17 vezes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]