Berenguel de Landória

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Torre da Berenguela, que foi mandada construir por Berenguel de Landória e logo reformada numa esplêndida amostra do barroco compostelano por Domingo de Andrade, também conhecida como Torre do Relógio.

Bérengar de Landore conhecido como Berenguel de Landória ou de Landoira (1262-1330), arcebispo de Santiago de Compostela em 1317. Foi um dos protagonistas de uma época convulsa da Igreja, durante sua sede em Avinhão e também convulsa em Compostela. Uma das torres da catedral de Santiago leva o seu nome, pois foi ele quem a mandou construir.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no Sul da França[1] em 1262, segundo filho dos condes de Rodez, e criou-se numa das cortes mais importantes da época, que cultivava a poesia trovadoresca e demais artes. Ao impor-se o morgado, viu-se obrigado a pôr-se ao serviço da igreja. Berenguel ascendeu rápido na igreja, até tornar-se íntimo amigo de João XXII. Chegou a ser Mestre Geral da ordem dos pregadores, organizando as missões dos monges peregrinos.[2] Iniciou a tendência para o tomismo na ordem dominicana[3] e lutou contra a linha de Durando de Saint-Pourçain.[4] Solicitou a Bernardo Gui que compusesse um substituto para a Lenda Dourada de Jacobe da Voragine.[5]

Em 15 de Julho de 1317, foi nomeado arcebispo de Santiago de Compostela, com 55 anos. Onze meses depois empreende caminho para a Santiago para encarregar-se do seu emprego.

O bispo tratou de entrar no burgo quatro vezes, das quais 3 foram emboscadas. Este planeou as táticas de ataque no seu castelo da localidade corunhesa de Padrón e Noia aliando-se com outros nobres. Até 1322 não pôde tomar posse do cargo, pois existia um rival galego.[6] Residiu algum tempo em Noia,[7] onde celebrou um sínodo.[8] Seu triunfo foi cruento.[9] Iniciou importantes trabalhos na Catedral de Santiago de Compostela, e trouxe várias relíquias.[10] Foi-lhe dedicada uma torre da Catedral de Santiago, a chamada Berenguela, utilizada primeiro como torre vigia e depois como campanário.

Precedido por
Rodrigo de Padrón
Arcebispo de Santiago
13171330
Sucedido por
Juan II Fernández de Lima
Precedido por
Aymericus Giliani
Mestre Geral da Ordem Dominicana
13121317
Sucedido por
Hervé de Nédéllec

Obras[editar | editar código-fonte]

Seu Lumem animæ, seu liber moralitatum Magnarum rerum naturalium foi impresso em 1482 por Matthias Farinator.

Referências

  1. Título ainda não informado (favor adicionar)., Em Espanhol.
  2. Título ainda não informado (favor adicionar).: In 1312 the master general, Béranger de Landore, organized the missions of Asia into a special congregation of "Friars Pilgrims", with Franco of Perugia as vicar general. As a base of evangelization they had the convent of Pera (Constantinople), Capha, Trebizond, and Negropont. Thence they branched out into Armenia and Persia. Também: [1], [2].
  3. Título ainda não informado (favor adicionar).
  4. PDF, p.5, [http://www.bookrags.com/research/durandus-of-saint-pourain-c-1275133-eoph/.].
  5. PDF, note p.146..
  6. Título ainda não informado (favor adicionar)., [3], ambos em Francês.
  7. Título ainda não informado (favor adicionar). ((em espanhol)).
  8. Título ainda não informado (favor adicionar).
  9. Afirma-se que Berenguel ordenou o assassinato em 1320 de Alonso Suárez de Deza[4], o prefeito, e outros vereadores; após a morte de Alonso houve sérias hostilidades.
  10. PDF (Italiano), p.3..

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • DÍAZ Y DÍAZ, Manuel C. Hechos de Don Berenguel de Landoria, Arzobispo de Santiago: Introducción, Edición Critica y Traducción (1983), tradução ao castelhano da crônica Gesta Berengarii de Landoria archiepiscopi Compostellani.

Ver também[editar | editar código-fonte]