Bir Tawil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bir Tawil é a pequena área ao sul da linha que divide o Egito e o Sudão.

Bir Tawil (بيرطويل) é um território localizado na fronteira Egito-Sudão e notável por nenhum dos dois países o reivindicar. Possui uma área de 2060 km², e possui o formato de um trapézio, sendo o lado maior o limite setentrional, coincidente com o paralelo 22 N.

Em 1899 o território foi definido como pertencente ao Sudão (tal como outras áreas ao sul do paralelo 22 N). Entretanto, em 1902 uma nova fronteira foi definida, colocando Bir Tawil sob administração do Egito e o Triângulo de Hala'ib como parte do Sudão, uma vez que Bir Tawil era parte de terras ligadas a tribos egípcias e as tribos do Triângulo de Hala'ib eram sudanesas.

O Egito não aceitou as mudanças territoriais de 1902 e, dada a falta de recursos naturais da região, nenhum país reclama soberania sobre a região desde então, levando até mesmo a não constar nos mapas do governo do Egito.[1]

Em Junho de 2014, Jeremiah Heaton, um americano de Abingdon, na Virgínia, foi até Bir Tawil, com o objetivo de estabelecer o seu próprio reino para que sua filha de 7 anos pudesse ser uma princesa "de verdade". Usando uma bandeira desenhada pela própria garota, Heaton nomeou o território de "Reino do Sudão do Norte". Em entrevistas à mídia americana, Heaton diz que deseja ter reconhecimento oficial do território pelo Egito, Sudão e a União Africana.[2] [3]

Referências

  1. CIA. The CIA World Factbook 2010. [S.l.]: Skyhorse Publishing, 2009. ISBN 9781602397279.
  2. O Globo. Homem acha território que não é de nenhum paós e anuncia reinado para que sua filha seja princesa. Visitado em 17/07/2014.
  3. BBC. Homem 'toma posse' de território para 'fazer da filha uma princesa'. Visitado em 20 de julho de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.