Boleia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta viajante à boleia no Luxemburgo em 1977 ilustra gesto universal de pedir boleia: na berma da estrada, em pé, de polegar estendido.

Boleia (português europeu) ou carona (português brasileiro) é uma forma de transporte em que uma ou mais pessoas são levadas de um ponto a outro por um terceiro de forma gratuita em seu veículo.

A carona pode ainda ser solicitada em ruas e estradas. Neste último caso faz-se aquele gesto praticamente universal projetando uma das mãos à frente do corpo com o polegar apontando a direção que se deseja tomar.

Pedir boleia pode ser, em alguns locais, completamente proibido, como perto de prisões. Nos Estados Unidos algumas autoridades governamentais consideram a boleia como muito perigosa, não só pelos perigos associados às viagens com desconhecidos (especialmente no caso de mulheres sozinhas); alguns estados norte-americanos chegaram mesmo a erradicá-las sob determinadas circunstâncias: Utah, Pensilvânia, Nova Jérsei e Nevada.

Com a banalização desta forma de viagem, ainda que arriscada, e com o efeito de globalização da Internet, foram criadas diversas agências de coordenação entre viajantes: aqueles que se deslocam no seu veículo oferecem-se para dar boleia e registam a sua deslocação num site; os interessados podem consultar a lista e fazer largas distâncias em escalas, de forma organizada, podendo dividir os custos das viagens com os primeiros.

ASSOCIAÇÃO SOCIOAMBIENTAL "CARONA LEGAL" é constituída de um grupo de jovens empreendedores, sendo três advogados e uma contabilista aqui do Distrito Federal, preocupados com os congestionamentos, o alto índice de mortes nas estradas e da poluição no ar ocasionada pela emissão de CO2, em parcimônia com o projeto inédito e trabalho científico do Assistente Social Valdir Braz de Azevedo, e em 10out2010, fundaram a Associação Socioambiental “Carona Legal”, com sede na Vila Planalto em Brasília/DF, de atuação nacional, com a finalidade de congregar voluntários em uma Comunidade de Serviços na Internet, "on line", visando socializar o uso racional do automóvel (ser solidário e não solitário no trânsito), e assim contribuir com a sociedade brasileira, nas questões relacionadas com a qualidade de vida nas grandes cidades, que afetam diretamente os princípios de trânsito, saúde, cidadania, meio ambiente e mobilidade urbana. A Associação tem como projeto básico, a divulgação e expectativa de implantar o SISCARLEG (SISTEMA DE CARONA LEGAL - TRANSPORTE SOLIDÁRIO), nos órgãos públicos, grandes empresas, condomínios, quartéis, shopping-center, clubes, escolas e universidades, e com isso socializar o trânsito, contribuindo na prevenção de acidentes automobilísticos, mortes nas estradas, doenças e sequelas, os estresses diários, à poluição sonora e do ar, congestionamentos, falta de estacionamentos, mudanças climáticas e o efeito estufa na natureza, com a redução dos carros transitando nas metrópoles urbanas. A Associação “Carona Legal” procura pessoas e instituições para associar-se voluntariamente, colaborar e ser parceiro nessa luta socioambiental. Em 05maio2014, a Ong "Carona Legal", apresentou Sugestão de Lei nº 134/2014, na Câmara de Deputados Federais, projeto de lei que institui o "Sistema de Carona Legal - Transporte Solidário", em âmbito nacional, que visa incentivar e conscientizar o uso social dos automóveis particulares.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Carona_solid%C3%A1ria

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=614026 http://www.portaldavila.com/Anuncios%20Clientes/Carona%20Legal/Carona%20Legal.html http://cimos.blog.br/2013/09/carona-legal-projeto-apoiado-pelo-governo-de-mg-o-siscarleg-busca-apoio-junto-aos-orgaos-publicos/ http://braz2005.jusbrasil.com.br/artigos/112228078/carona-e-legal-transporte-solidario http://videos.r7.com/estudantes-e-funcionaros-da-unb-usam-carona-solidaria/idmedia/51db520e0cf279513cafb223.html http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-df/v/carona-solidaria-pode-ser-saida-para-diminuir-o-transito-intenso/2588469/

Origens dos termos[editar | editar código-fonte]

O termo boleia tem sua origem no componente das antigas carruagens e - por extensão de sentido - passou a designar o habitáculo dos veículos, onde se encontram o motorista e os passageiros.

Por sua vez, carona era o nome dado a uma peça de couro colocada no lombo de animais de carga para transportar mercadorias, posteriormente, o termo passou a designar toda a parte traseira do animal. Assim, uma pessoa ou mercadorias podiam ser levadas na carona gratuitamente, aproveitando a viagem.

Outros idiomas[editar | editar código-fonte]

Autostop invalid attempt.jpg

A boleia ou carona solicitada em ruas e estradas pode ser chamada autostop, um termo cunhado na França para o ato de estar à beira de uma via à espera de transporte.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]