III Divisão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
III Divisão
LogoCN3Divisao.png
Dados gerais
Organização Federação Portuguesa de Futebol
Edições 60
Local de disputa Portugal
Sistema Temporada, Pontos corridos
editar

A III Divisão foi o quarto escalão do Futebol Português até à época 2012/13, no final da qual foi extinta. Na última época esteve dividida em sete Séries (A, B, C, D, E, F e Açores, sendo que a série Madeira não se realizou em 2012/13). As Séries de A à F eram compostas por 12 equipas enquanto que a Série Açores era composta por 10 equipas.

As Séries "Madeira" e "Açores" continham apenas equipas das respectivas Regiões Autónomas, enquanto que as restantes séries só admitiam equipas de Portugal Continental.

O campeonato era disputado em 2 duas fases. Uma primeira fase regular em que as equipas da mesma série jogavam todas umas contra as outras a duas voltas e uma segunda série onde as equipas eram divididas em dois grupos: um grupo para determinar o campeão e as equipas que subiriam e um outro grupo para determinar quem desceria aos campeonatos regionais.

Subidas e Descidas[editar | editar código-fonte]

Nas séries continentais (A, B, C, D, E, F) os 12 clubes de cada série disputavam a primeira fase (22 jornadas) e depois os 6 primeiros disputavam uma Fase de Subida e os 6 últimos disputavam uma Fase de Descida aos Campeonatos Distritais, com metade dos pontos alcançados na fase regular. Subiam de divisão os dois primeiros de cada série da Fase de subida e desciam os 3 últimos de cada série da Fase de Descida.

A série Madeira disputava-se da mesma forma que as séries continentais porém, só o 1º classificado da "Fase de Subida" subia de divisão. Contudo, a subida de divisão do campeão da Série Madeira só ocorria automaticamente se houvesse menos que 6 equipas madeirenses a disputar o campeonato da 2ª Divisão ou no caso de haver 6 equipas madeirense na 2ª Divisão se pelo menos uma dessas equipas fosse despromovida. Caso a 2ª divisão tivesse 6 equipas madeirenses e nenhuma dessas equipas ficasse nas posições de descida o vencedor da Série Madeira disputaria com a equipa madeirense pior classificava da 2ª divisão um play-off a duas mãos de acesso à 2ª divisão onde o vencedor disputaria na época seguinte o campeonato da 2ª divisão e o derrotado disputaria o campeonato da 3ª divisão. Devido à limitação de só poderem disputar esta série equipas da Região Autónoma da Madeira o número de equipas que desceriam da terceira divisão - Série Madeira fase de manutenção para o Campeonato Regional da Madeira dependeria do números de equipas madeirense que desceriam da 2ª divisão para a 3ª divisão. O número de equipas que desceriam da 3ª divisão - Série Madeira para o Regional era igual ao número de equipas madeirenses que desceriam da 2ª divisão para a 3ª divisão mais 2, ou seja, se descessem 0 equipas madeirense da 2ª para a 3ª divisão desceriam 2 equipas da 3ª divisão para os regionais, se descesse 1 equipa madeirense (da 2ª para a 3ª) desceriam 3 (da 3ª para o Regional), se descessem 2 equipas madeirense (da 2ª para a 3ª) desceriam 4 (da 3ª para o Regional) e assim sucessivamente.

A Série Açores disputava-se com uma primeira fase com 10 equipas. Após a 1ª fase as 4 primeiras classificadas passariam para a "Fase de Subida" com a totalidade dos pontos conquistados na 1ª fase, enquanto que as últimas 6 disputariam a fase de manuntenção também com a totalidade dos pontos conquistados na 1ª fase. Subiria de divisão o 1º classificado, contudo a subida do campeão desta série procedia-se de forma semelhante à da Série Madeira, ou seja, só subiria automaticamente se houvesse menos que 6 equipas açorianas a disputar a 2ª Divisão ou no caso de haver 6 equipas açoreanas e se pelo menos uma delas ficasse em posição de descida na 2ª divisão. Caso houvessem 6 equipas açorianas na 2ª divisão e se nenhuma delas ficasse em posição de descida o vencedor da 3ª divisão Série Açores disputaria um play-off a duas mãos com a equipa açoriana pior classificada da 2ª divisão. O vencedor desse play-off disputaria na época seguinte o campeonato da 2ª divisão e o derrotado disputaria o campeonato da 3ª divisão. À semelhança da Série Madeira o número de equipas que desceriam da terceira divisão - Série Açores fase de manutenção para o Campeonatos Regionais dos Açores dependeria do números de equipas açorianas que desceriam da 2ª divisão para a 3ª divisão. O número de equipas que desceriam da 3ª divisão - Série Açores para os Regionais era igual ao número de equipas açorianas que desceriam da 2ª divisão para a 3ª divisão mais 2, ou seja se descessem 0 equipas açorianas da 2ª para a 3ª divisão desceriam 2 equipas da 3ª divisão para os regionais, se descesse 1 equipa açoriana (da 2ª para a 3ª) desceriam 3 (da 3ª para os Regionais), se descessem 2 equipas açorianas (da 2ª para a 3ª) desceriam 4 (da 3ª para os Regionais) e assim sucessivamente.

Na eventualidade de descerem 13 ou 14 equipas de Portugal Continental da 2ª divisão para a 3ª divisão desceriam de divisão, juntamente com os três últimos de cada Série Continental (Serie A à F), o pior ou os dois piores 3ª classificados das Fases de Manunteção das Séries Continentais.

Campeões[editar | editar código-fonte]


A partir da Época 2000/01, com excepção da Época 2001/02, os vencedores de todas as Séries são declarados Campeões.

Época Série A Série B Série C Série D Série E Série F Série Açores Série Madeira
2000/01 Caçadores das Taipas Vila Real Ol. Hospital Benf. C. Branco Ol. Moscavide Amora Lusitânia  
2002/03 Bragança Lixa Estarreja Alcains Sintrense Pinhalnovense Santo António  
2003/04 Valenciano Ribeirão Penalva do Castelo Benf. C. Branco Casa Pia Atlético Operário  
2004/05 Os Sandinenses Aliados de Lordelo Nelas Portomosense Benfica B Silves Madalena  
2005/06 Maria da Fonte Vila Meã U. Lamas Eléctrico Atlético E. Vendas Novas Lusitânia  
2006/07 Valdevez Leça Anadia Caldas Caniçal Lagoa Angrense  
2007/08 Mirandela Amarante Arouca Rec. Monsanto Oriental de Lisboa Mineiro Alj. Praiense  
2008/09 Vieira Paredes Tondela Sertanense Camacha Louletano Vitória do Pico  
2009/10 Macedo de Cavaleiros Oliveirense Anadia Coimbrões Casa Pia Juventude de Évora Madalena Andorinha
2010/11 Mirandela Amarante Cinfães Monsanto Caldas E. Vendas Novas Angrense Ribeira Brava
2011/12 GD Joane FC Cesarense Ac.Viseu Benfica CB CF Benfica Farense SC Lusitânia AD Pontassolense
2012/13 GD Bragança FC Felgueiras 1932 AD Grijó GD Sourense SC Lourinhanense União Montemor SC Praiense Não se realizou

Melhores palmarés[editar | editar código-fonte]

Clube Títulos
Bragança
3
Benfica e Castelo Branco
3
Almada
2
Caldas
2
Cova da Piedade
2
Seixal
2
União de Lamas
2
União de Santarém
2
Vizela
2
Portalegrense
2
Montijo
2
Sandinenses
2
Vasco da Gama
2
Vila Real
2
Mirandela
2
E. Vendas Novas
2
Paredes
2
64 Clubes
1