Castanhal Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Castanhal
Nome Castanhal Esporte Clube
Alcunhas Japiim da estrada
Mascote Japiim
Fundação 7 de setembro de 1924 (90 anos)
Estádio Estádio Modelão
Capacidade 3.400[1]
Localização Castanhal, PA
Presidente Brasil José Wanderley Melo
Treinador Brasil Vitor Hugo
Patrocinador Brasil Governo do Pará
Brasil Prefeitura de Castanhal
Brasil Y. Yamada
Brasil Gente Boa
Material esportivo Inglaterra Umbro
Competição Pará Campeonato Paraense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Castanhal Esporte Clube é uma agremiação esportiva de Castanhal, no estado do Pará, Brasil. Suas cores são amarelo e preto, e é um dos times mais antigos do estado do Pará, tendo sido fundado em 7 de setembro de 1924.

História[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1924, o Castanhal surgiu pouco depois da fundação da cidade de Castanhal. Um grupo de desportistas locais se reuniu e formou o clube. Entre os fundadores, Jota Vicente, Orvácio Batista e Lauro Cardoso. Não tendo campo próprio, acabou circulando pelos campos dos clubes da cidade como o Paysandu (Castanhal) e o Riachuelo. Acabou finalmente se fixando numa área próxima da onde se encontra hoje a feira da Ceasa. Foi profissionalizado em 1975. Licenciou-se em 1978. Voltou ao profissionalismo em 1998. Surpreendeu a todos com a conquista em 2000 do Vice-Campeonato Estadual. Tem o apelido de Japiim, um pássaro de plumagem amarela e preta, muito comum na região. Hoje, o Castanhal é grande freqüentador da fase de elite do Campeonato Paraense liderando os clubes de médio-porte que continuam na disputa. Representando o município que originou seu nome, o Castanhal conta com a força da sua grande torcida para repetir feitos do passado. Em 2000, o Castanhal foi Vice-Campeão, perdendo o título para o Paysandu Sport Club, na disputa da Série C, o Japiim ficou em 27º com doze Pontos, dentre 36 participantes. Na Copa do Brasil de 2001, o Castanhal foi eliminado pela Ponte Preta de São Paulo, perdendo de 1x0 em casa e 8x1 fora, o Castanhal foi eliminado na 1ª Fase. Em 2004, o Castanhal fez outra bela campanha no estadual, mas ficou com o terceiro lugar de dez clubes. Na sua 2ª Série C, o Castanhal terminou em 33º Lugar de 60 times, com nove pontos.

2008[editar | editar código-fonte]

O Castanhal fez apenas uma campanha regular no Campeonato Paraense, figurando na 5ª Colocação dos dez times da Fase Principal. Encerrando a competição com 34 pontos, quatro a menos que o Ananindeua, e por pouco o Castanhal não conquista a vaga para a Série C do brasileiro, o ano também ficou marcado pela bela campanha do sub- 15 (Categoria de Base) no campeonato Paraense onde a Garotada do Japiim ficou em 3ºLugar somente atrás de Desportivo- PA e Paysandu- PA com 13 ponto na Tabela e com o Artilheiro o Atacante Tássio. O time ainda teve a honra de ganhar do lider Paysandu e do 4º colocado Remo- PA, no jogo do Realizado na Curuzú o Castanhal venceu a equipe bicolor por 2 a 0, com dois gols de Tássio, na semana seguinte a vitima foi o Remo dessa vez a vitória veio dentro de casa no estádio Modelão em Castanhal o jogo histórico para a garotada do Castanhal que goleou os Azulinos por 6 a 2 com gols dos Zagueiros Perema e Emerson, Tássio marcou 3 vezes, um de Nenê Apeú e o Atacante Aurio Miranda cobrando falta e fechando o placar, pelo lado do Remo o atacante Léo Mangabeira e o atacante Hélison descontaram pro time da Capital.

2009[editar | editar código-fonte]

O Castanhal fez uma bela campanha na Taça Cidade de Belém do Parazão, em um jogo emocionante, o Castanhal derrotou o Clube do Remo no Modelão e se classificou para o 1º Quadrangular, mas foi eliminado pelo Paysandu 6x4. Na disputa da Taça Estado do Pará, o Castanhal não repetiu o bom futebol do 1º turno e não conseguiu a classificação para o 2º Quadrangular. O Castanhal encerrou o Parazão em 5º Lugar geral de oito clubes.

2010[editar | editar código-fonte]

Como não conseguiu se garantir na elite do Parazão, o Castanhal dependeria da classificação na 1ª Fase do estadual em 2010. O Castanhal estava fazendo uma campanha regular no torneio, mas depois de perder para o Sport Belém em casa, o time se complicou e dependeria de uma combinação de resultados para se classificar, o que não aconteceu. Após o termino da competição, o Castanhal entrou com um inquérito pedindo a anulação da vaga concedida para o Cametá Sport Club, que subiu de divisão irregularmente, mas o pedido foi negado e o Castanhal não disputou a Fase Principal do Paraense.

2011[editar | editar código-fonte]

Nesse ano, o Castanhal foi o time do interior que mais investiu, contratou jogadores de peso, criou uma comissão técnica competente e ganhou grandes patrocínios, e não demorou muito para que os frutos do investimento fossem colhidos, pois o Japiim da Estrada fez uma campanha arrasadora na Seletiva do Parazão, vencendo quatro das sete partidas, e ficou na 2ª colocação, marcando 14 pontos, apenas um a menos que a campeã, Tuna Luso.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Capitão: Atual capitão


Goleiros
Jogador
Brasil Paulo Roberto
Brasil Miro
Brasil Paulo Henrique
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Helder Z
Brasil Cláudio Allax
(emprestado pelo Arapongas)
Z
Brasil Esquerdinha Z
Brasil Thalys Z
Brasil Thiago Costa Z
Brasil Ramon Z
Brasil Kleber LD
Brasil Pedro Balú LD
Brasil Júnior LE
Brasil Rafael Vieira LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Leandrinho) V
Brasil Frank V
Brasil Alessandro M
Brasil Daniel M
Brasil Fábio M
Brasil Heuber M
Brasil Galvão M
Brasil Cristiano Allan M
Atacantes
Jogador
Brasil Aurio Miranda
Brasil Moisés
Brasil Erê
Brasil Ramon Fabrício
Brasil Leonardo
Brasil Landu
Brasil Rodriguinho
Brasil Nenê Apeú
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Vitor Hugo T
Brasil Gledson Marabá AS
Brasil Alexandre Valandro AS
Brasil Felipe Carreira PF
Brasil Fabian PF

Retrospecto 2002-2012[editar | editar código-fonte]

  • 2002 – 8º Colocado da 2ª Fase.
  • 2003 – Campeão da Segunda Divisão estadual.
  • 2004 – 4º colocado da 1ª Fase e 3º colocado da 2ª Fase. 33º colocado dentre as sessenta equipes do Campeonato Brasileiro da Série C.
  • 2005 – 7º colocado da 2ª Fase do Campeonato Paraense.
  • 2006 – 1º colocado da 1ª Fase e 4º colocado da 2ª Fase
  • 2007 – 7º colocado da 2ª Fase.
  • 2008 – 4º colocado da 1ª Fase e 5º colocado da 2ª Fase.
  • 2009 – 1º colocado da 1º Fase e 5º colocado da 2ª Fase.
  • 2010 – 6º colocado da 1ª Fase.
  • 2011 – 2º colocado da 1ª Fase e 8º colocado da 2ª Fase.
  • 2012 – 3º colocado da 1ª Fase.
Participações no Campeonato Brasileiro - Série C
1 (33º)
Participações no Campeonato Paraense - 2ª Fase
8 (8º, 3º, 7º, 4º, 5º, 5º e 8º)
Participações no Campeonato Paraense - 1ª Fase
7 (4º, , 4º, , 6º, 2º e 3º)
Participação na Segunda Divisão Paraense
1 ()

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(2006) e (2009)
(2003)
  • Pará Campeonato Paraense - Sub 20 : 1
(2007)

Destaques[editar | editar código-fonte]

(2000)

Mascote[editar | editar código-fonte]

O Japiim, ave-mascote do Castanhal.

O Castanhal tem como mascote o Japim (Cacicus chrysopterus), ave que foi escolhida devido suas cores serem as mesmas do time (cor preta e amarela), e é espécie muito conhecida na região Norte. Por este motivo, o clube também é conhecido como "Japiim da Estrada".

Posição no Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 276º
  • Pontuação: 3 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Referências