Diego de Almagro, o Velho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diego de Almagro

Diego de Almagro, o Velho (Almagro, Província de Ciudad Real, 1475Cuzco, Peru, 8 de Julho de 1538), militar espanhol.[1] Pisou pela primeira vez solo americano no Panamá, em 1514, empreendendo a conquista do Peru ao lado de Francisco Pizarro. Partiu, depois, a conquistar o Chile, tendo chegado até Coquimbo, regressando ao Peru a tempo de salvar os irmãos Pizarro de ataques dos indígenas, o que usou como pretexto das suas exigências de poder e de participação nos lucros da conquista. Como Hernando Pizarro se negasse a dar-lhe o controlo de Cuzco, Almagro aprisionou-o dando origem a vários anos de guerra civil entre os conquistadores espanhóis da América do Sul. Acabou estrangulado a mando do seu antigo prisioneiro. Foi pai de Diego de Almagro, o Moço.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

As origens de Diego de Almagro permanecem obscuras. Nascido em 1475 na aldeia de La Mancha de Almagro, Ciudad Real (Espanha), de onde tomou o sobrenome por ser o filho ilegítimo de Juan e Elvira Gutierrez Montenegro. Para salvar a honra da sua mãe, sua família levou-o ao povoado vizinho de Bolaños de Calatrava, sendo criado nesta localidade em Aldea del Rey, por Sancha López del Peral. Ao completar 4 anos voltou a Almagro, sob a tutela de um tio chamado Hernán Gutiérrez até os 15 anos, quando, devido à rigidez de seu tio, fugiu de casa. Ele foi para a casa de sua mãe, que já vivia com seu novo marido, para avisar-lhe do ocorrido e de que iria viajar pelo mundo, pedindo pão para ajudá-lo a viver em sua miséria. Sua mãe, angustiada, buscou um pedaço de pão e algumas moedas e disse-lhe: "Aqui, meu filho, não me dês mais paixão, te vás, e que Deus te ajude em tua aventura."

Referências

  1. Larraín Valdés, Gerardo (2001). Diego de Almagro (em espanhol). Santiago: Luxemburgo. ISBN 956-272-488-3.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.