Egusi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Egusi é o nome que têm no sul da Nigéria as pevides (sementes) de abóbora ou outras cucurbitáceas; é também com estas sementes que se faz uma sopa ou guisado, originária dos igbos e iorubas, muito apreciado na África Ocidental (em língua hausa, é conhecida como “miyan gushi”). [1]

Esta sopa é muito rica, em termos de proteínas: leva um caldo feito com peixe seco, camarão (seco e pilado), tripa de vaca (“shaki”), hortaliça verde e as próprias pevides de abóbora secas e piladas. O egusi pode ser misturado diretamente no caldo, onde vai engrossar, ou pode ser primeiro frito em óleo de palma e depois adicionado ao caldo; é necessário que o caldo seja em quantidade suficiente para cozer o egusi e, ao mesmo tempo, manter a consistência de sopa. Depois de misturado o egusi ao caldo, junta-se o peixe e a tripa já cozida, a hortaliça finamente picada e os temperos preferidos; caso não se tenha frito o egusi, deve-se nesta altura juntar o óleo. Serve-se com fufu de tapioca (“eba” ou “garri”), semolina, arroz (“tuwo shinkafa”), inhame ou mandioca cozida.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]