Escrita japonesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.
Japonês
Tipo Alternativo
Línguas faladas Língua japonesa
Período Século IV AD
Sistemas Chinês
 → Ossos oraculares
  → Escrita de selos
   → Escrita dos Cléricos
    → Caracteres chineses
     → Kanji
      → Man'yōgana
       → Japonês
Faixas de códigos Unicode U+4E00–U+9FBF Kanji
U+3040–U+309F Hiragana
U+30A0–U+30FF Katakana
ISO 15924 Jpan
Heibon-pp.10-11.jpg
Romance japonês usando 漢字仮名交じり文 (texto com ambos kanji e kana), ortografia mais geral do moderno japonês. Caracteres ruby também são usadas para palavras em kanji. Publicado em 1908.
Nota: esta página pode conter símbolos fonéticos IPA em Unicode.

A escrita japonesa moderna faz uso de três formas de escrita diferentes: o kanji que são ideogramas de origem chinesa e dos silabários japoneses conhecidos como hiragana e katakana. Também são utilizados os algarismos arábicos e o alfabeto latino porém não tão freqüentemente como as formas anteriores.

É possível representar a forma escrita da língua japonesa utilizando apenas caracteres do alfabeto latino num processo denominado romanização. Esta representação do japonês recebe a denominação Rōmaji e é utilizada principalmente pelos estrangeiros que desconhecem as três formas de escrita mais utilizadas no Japão ou pelos próprios japoneses para entrada de textos em japonês em computadores.

A forma escrita do japonês pode ser completamente representada utilizando apenas os silabários hiragana e katakana juntamente com o rōmaji e grande parte das palavras também possui representação em kanji. O uso de uma forma ou outra segue sugestões de estilo, convenções e legibilidade. Quando espera-se que o leitor encontre dificuldade no entendimento dos ideogramas kanji utiliza-se um recurso denominado furigana.

A escrita japonesa pode utilizar duas direções diferentes. Uma delas é cópia da forma chinesa onde os caracteres são escritos em colunas do topo para o rodapé da página, sendo as colunas ordenadas da direita para a esquerda. Outra forma é a representação em linhas escritas da esquerda para a direita indo do topo para o rodapé das páginas como no ocidente.

Hiragana[editar | editar código-fonte]

Hiragana é um dos silabários japoneses utilizados para se representar a forma escrita da língua japonesa. Utilizado principalmente em palavras que não possuem representação em ideogramas kanji ou se estes ideogramas tornarão a leitura demasiadamente difícil. Também é utilizado para representar as flexões em verbos e adjetivos bem como partículas gramaticais, e normalmente é usado para onomatopéias.

Katakana[editar | editar código-fonte]

Katakana é um dos silabários japoneses utilizados para se representar a forma escrita da língua japonesa. É utilizado principalmente para representar palavras estrangeiras ou de natureza científica. Também é utilizado para animais ou plantas para os quais não existam representações comuns em kanji. Também possui o efeito de ênfase ao texto como na escrita em itálico.

Kanji[editar | editar código-fonte]

Kanji é um conjunto de ideogramas de origem chinesa assimilados pelos japoneses. Cada caractere possui significado e pronúncia variáveis de acordo com o contexto no qual é aplicado. É utilizado para escrever nomes japoneses, substantivos e também representa os radicais de adjetivos e verbos.

Também podem ter seu significado e leitura variado se tiverem dois ou mais kanjis juntos.

Rōmaji[editar | editar código-fonte]

O rōmaji é a forma de representar a forma escrita da língua japonesa através do alfabeto latino. É utilizado pelos japoneses para representar abreviaturas e palavras estrangeiras utilizadas dentro do contexto japonês. Também é utilizado em documentos, na mídia e em empresas cuja presença se estende para além do próprio Japão.

Ícone de esboço Este artigo sobre o Japão é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.