Espigueiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Espigueiro, em Guardão
Detalhe do espigueiro
Conjunto de Espigueiros no Soajo - Parque Nacional da Peneda-Gerês.

O espigueiro, também chamado canastro, caniço ou hôrreo, é uma estrutura normalmente de pedra e madeira, existindo no entanto alguns inteiramente de pedra, com a função de secar o milho grosso através das fissuras laterais, e ao mesmo tempo impedir a destruição do mesmo por roedores através da elevação deste. Como o milho requer que seja colhido no Outono, este precisa de estar o mais arejado possível para secar numa estação tão adversa como o Inverno.

No território de Portugal Continental, encontram-se principalmente a Norte, em particular na região do Minho.

Na Galiza, em Espanha, existem espigueiros idênticos aos que existem em Portugal. Também há estruturas semelhantes nas regiões espanholas de Navarra, Astúrias, Cantábria e na província de León, onde recebem o nome de hórreo.

Também existem construções muito semelhantes na Escandinávia, em especial na Noruega, onde são chamados stabbur e na Suécia, chamados härbre.

Fontes[editar | editar código-fonte]

DIAS, Jorge; OLIVEIRA, Ernesto Veiga de; GALHANO, Fernando. Espigueiros Portugueses: Sistemas Primitivos de Secagem e Armazenagem de Produtos Agrícolas. Lisboa: Publicações D. Quixote, 1994. ISBN 972-20-1138-3.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Espigueiro
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.