Evangeliário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Evangeliário, é o livro católico usado na Missa, durante a Liturgia da palavra, mais precisamente na Proclamação do Evangelho. O livro contém os Evangelhos para os domingos e festas do Ano Litúrgico, ou seja, contém trechos dos evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas, e de João, que são divididos em um período de três anos. Também é conhecido como Livro dos Evangelhos.

Capa de um Evangeliário

Uso[editar | editar código-fonte]

Sua entrada, no começo da Missa, é bem solene, geralmente é trazido por um Diácono ou, na falta desse, um leitor. Antes da proclamação do Evangelho, é mantido no centro do Altar. Na Aclamação, é levado ao Ambão, ou Mesa da Palavra, (móvel de onde se proclama as leituras na Missa) e o diáciono ou o sacerdote proclama de forma solene o Evangelho.

Seu uso está previsto na Instrução Geral do Missal Romano e na Instrução do Lecionário. O Papa Bento XVI, em sua Exortação Apostólica Verbum Domini, prevê o uso do Evangeliário em todos as festas e solenidade, inclusive em todos os domingos, já que, pela Doutrina da Igreja Católica, o domingo é a celebraçã da Páscoa do Senhor.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.