Expedição 23

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedição 23
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-17 e Soyuz TMA-18
Número de tripulantes 6
Lançamento 17 de março de 2010 08:03 UTC
Aterrissagem 2 de junho de 2010 00:04 UTC
Estepes do Cazaquistão
Duração 76d 16h 1min
Imagem da tripulação
Da esq. p/ dir: Kornienko,Caldwell Dyson, Skvortsov, Kotov, Creamer e Noguchi.
Da esq. p/ dir: Kornienko,Caldwell Dyson, Skvortsov, Kotov, Creamer e Noguchi.
Navegação
Último
Último
ISS Expedition 22 Patch.png Expedição 22
Expedição 24 ISS Expedition 24 Patch.png
Próximo
Próximo

Expedição 23 foi uma expedição de longa duração à Estação Espacial Internacional, realizada entre 17 de março e 2 de junho de 2010. Teve a participação de seis astronautas, três russos, dois norte-americanos e um japonês, que foram transportados até a ISS nas naves russas Soyuz TM-17 e Soyuz TMA-18.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia da missão[editar | editar código-fonte]

A insígnia mostra a Terra na escuridão do espaço com a ISS viajando em sua órbita. A rota da estação espacial orbital passa através do século XXIII, para mostrar que esse incremento está sendo construído sobre as missões do passado e preparando o terreno para as futuras. Isto ilustra o trabalho que está sendo realizado na estação, pavimentando o caminho para futuras missões à Lua, à Marte e adiante.

A designação da missão usa numerais romanos para ilustrar as nações de seus tripulantes, que também são representados por suas bandeiras nacionais. As duas estrelas representam as duas equipes que compõe a expedição.[1]

Missão[editar | editar código-fonte]

Esta foi a primeira Expedição que incluiu três cosmonautas russos ao mesmo tempo. A tripulação continuou equipando os novos módulos da estação espacial quase concluída. Em abril de 2010, os tripulantes receberam a visita do ônibus espacial Discovery STS-131 e, em maio, acompanharam a instalação do módulo russo Rassvet, trazido à ISS pela Atlantis STS-132.[1] Ainda durante a expedição, a ISS recebeu a visita de quatro naves não-tripuladas de carga Progress.

Entre as experiências científicas realizadas, a observação do Sol e testes com tecidos orgânicos em falta de gravidade foram feitos pela tripulação, além de pesquisas na área de bioquímica e física. A expedição encerrou-se com o desacoplamento da nave Soyuz TMA-17, que retornou à Terra em 2 de junho trazendo a bordo os astronautas Kotov, Creamer e Noguchi, pousando suavemente nas estepes do Casaquistão, enquanto os três restantes iniciavam a Expedição 24, aguardando a chegada da Soyuz TMA-19 com outros três astronautas para completar a tripulação.[1]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Expedition 23 NASA. Visitado em 12/03/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]