Faxinal do Soturno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Faxinal do Soturno
Bandeira desconhecida
Brasão de Faxinal do Soturno
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 2 de dezembro de 1959 (54 anos)
Gentílico faxinalense
Prefeito(a) Volnei Savegnago (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Faxinal do Soturno
Localização de Faxinal do Soturno no Rio Grande do Sul
Faxinal do Soturno está localizado em: Brasil
Faxinal do Soturno
Localização de Faxinal do Soturno no Brasil
29° 34' 30" S 53° 26' 42" O29° 34' 30" S 53° 26' 42" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Centro Ocidental Rio-grandense IBGE/2008[1]
Microrregião Restinga Seca IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Nova Palma, Dona Francisca, Ivorá, São João do Polêsine, Silveira Martins
Distância até a capital 285 km
Características geográficas
Área 169,945 km² [2]
População 6 672 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 39,26 hab./km²
Altitude 53 m
Clima subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,793 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 86 687,166 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 433,62 IBGE/2008[5]
Página oficial

Faxinal do Soturno é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

O território do atual município de Faxinal do Soturno fez parte da Vila de Rio Pardo, um dos quatro primeiros municípios da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, desde sua criação em 1809 até 1819, quando a antiga freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Cachoeira é elevada à condição de vila, a quem seu território passa pertencer.

O local onde hoje encontra-se a sede do município de Faxinal do Soturno teve o povoamento iniciado no ano de 1884 com imigrantes italianos provenientes da Colônia Silveira Martins, a Quarta Colônia de Imigração Italiana. Sua emancipação política ocorreu em 1959, quando Faxinal do Soturno é elevado à categoria de cidade, município independente de Cachoeira do Sul. É destacável o fato de a sede nunca ter sido vila, tendo sido elevado à categoria de cidade com a emancipação do município.

Tanto para as antigas denominações quanto para o nome atual não existem documentos que determinem sua origem. Sobre o nome Faxinal do Soturno sabe-se que foi motivado pelos pantanais ribeirinhos que, nos primeiros tempos, se apresentavam cobertos de mato cerrado e escuro, lugar soturno e perigoso, principalmente no inverno. O nome foi aplicado por uma equipe da carta geográfica que percorreu o rio Jacuí estudando as possibilidades de navegação. Junto ao rio Soturno havia grandes extensões de faxinal, campo coberto de mato curto. Então se uniram os dois nomes formando Faxinal do Soturno.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 29º34'29" sul e a uma longitude 53º26'41" oeste, estando a uma altitude de 53 metros. Sua população estimada em 2004 era de 6 953 habitantes.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]