Fernando Arêas Rifan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Arêas Rifan
Bispo da Igreja Católica
Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney

Título

Administrador Apostólico de São João Maria Vianney
Hierarquia
Papa Francisco
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 8 de dezembro de 1974
Ordenação Episcopal 18 de agosto de 2002
Lema Episcopal Esse venio (Eis que venho)
Brasão Episcopal
Brasão de Dom Rifan no trono da Igreja Principal de Campos.JPG
Dados Pessoais
Nascimento Brasil São Fidéls,RJ
25 de outubro de 1950 (63 anos)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Fernando Arêas Rifan (São Fidélis, 25 de outubro de 1950) é um bispo católico brasileiro, atual ordinário da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, bispo titular de Cedamusa.

Foi ordenado sacerdote em 8 de dezembro de 1974, e juntou-se à União Sacerdotal São João Maria Vianney, fundada por D. António de Castro Mayer aquando da saída da diocese em 28 de Agosto de 1981. Em 1991, Castro Mayer morre e sucede-lhe Licínio Rangel à frente da União Sacerdotal São João Maria Vianney, que foi ordenado bispo por 3 dos 4 bispos consagrados a 30 de Junho de 1988 pelo Arcebispo Marcel Lefebvre.

Aquando da peregrinação conjunta da União Sacerdotal São João Maria Vianney e da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, em 2000, por ocasião do Jubileu, a Roma, iniciaram-se contactos com a Santa Sé para a resolução do problema.

A 18 de Janeiro de 2002 foi criada a Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney. D. Licínio Rangel, devido a problemas de saúde, pede ao Papa João Paulo II que nomeie um bispo auxiliar, que lhe sucederia como Administrador Apostólico. O padre Fernando Arêas Rifan, que era Vigário-Geral da Administração Apostólica recém criada, é nomeado bispo titular de Cedamusa e coadjutor do Administrador Apostólico Licínio Rangel. A ordenação episcopal foi a 18 de Agosto de 2002, com o Cardeal Castrillón Hoyos como consagrante principal, assistido por D. Licínio e pelo Arcebispo Alano Maria Pena, de Niterói.

D. Licínio Rangel morreu a 16 de Dezembro de 2002 e D. Fernando sucedeu-lhe automaticamente como Administrador Apostólico.