Formato aberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um formato aberto é uma especificação publicada para armazenar dados digitais, mantida geralmente por uma organização de padrões não-proprietária, e livre de limitações legais no uso. Um formato aberto deve ser implementável tanto em software proprietário como em software livre, usando as licenças típicas de cada um. Em contraste o formato proprietário é controlado e defendido por interesses particulares da empresa detentora de seus direitos. Os formatos abertos são um subconjunto do padrão aberto.

O objetivo prinicipal dos formatos abertos é garantir o acesso a longo prazo aos dados sem incertezas atuais ou futuras no que diz respeito às direitas legais ou à especificação técnica. Um objetivo secundário dos formatos abertos é permitir a competição, em vez de permitir que o controle de um distribuidor sobre um formato proprietário iniba o uso de um produto de competição. Os governos mostraram cada vez mais interesse em edições em formato aberto.

Formatos abertos e Código aberto[editar | editar código-fonte]

O relacionamento entre formatos abertos e livre/software de código aberto é mal entendido freqüentemente. Muitos formatos abertos de software dos produtos de uso proprietário, e livre/software de código aberto podem frequentemente usar formatos proprietários. Por exemplo, HTML, a língua aberta familiar do formato World Wide Web, cria a base para navegadores proprietários tais como Internet Explorer da Microsoft assim como navegadores livres de Código aberto como Mozilla Firefox. Entrementes, OpenOffice.org, o suite desktop para escritório de código livre/aberto, pode manipular o formato proprietário do DOC da Microsoft, bem como formatos abertos como o OpenDocument. Finalmente, algumas companhias publicaram as especificações de seus formatos, fazendo possível executar para leitores ou para escritores de plataformas diferentes e distribuidores diferentes, como Adobe PDF, e pela Microsoft RTF. Entretanto, alguns formatos proprietários são cobertos por algum tipo de patente com limitações que podem proibir livre/execuções do software de código aberto (pelo menos sob determinadas caracteristicas da licenças, tais como licença para público geral (GNU)). De acordo com alguns críticos, tais formatos inibem a competição.

Exemplos de formatos abertos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikibooks[editar | editar código-fonte]