Forte de Santa Luzia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Forte de Santa Luzia
Tipo Forte
Estilo dominante Renascimento
Início da construção 1641
Fim da construção 1648
Proprietário inicial D. João IV
Função inicial Militar
Proprietário atual Estado Português
Património Nacional
SIPA 3244
Património da Humanidade
Critérios (iv)
Data 2012
Descrição en fr
Geografia
País Portugal
Cidade Elvas
Coordenadas 38° 52' 22" N 7° 9' 30" O
Geolocalização no mapa: Portugal Continental
Forte de Santa Luzia está localizado em: Portugal Continental
Forte de Santa Luzia

O Forte de Santa Luzia localiza-se no Alentejo, na cidade e sede de concelho de Elvas, distrito de Portalegre, em Portugal[1] .

Juntamente com o Forte da Piedade, o Forte de São Francisco, o Forte de São Mamede e o Forte de São Pedro, fazia parte da defesa da Praça-Forte de Elvas e integra o complexo Cidade – Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações – classificado desde o dia 30 de Junho de 2012 como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO[2] .

Repetidamente assediado durante a Guerra da Restauração, foi durante o cerco à cidade de Elvas, liderado pelo comandante espanhol D. Luís de Haro, em 1658, que se destacou pela sua resistência heroica. O cerco de 1658 precedeu a Batalha das Linhas de Elvas a 14 de Janeiro de 1659[3] .

Em 2014, o Forte de Santa Luzia foi integrado num novo projeto do Ministério da Defesa Nacional, criado com o apoio do Turismo de Portugal, chamado Turismo Militar, que apresenta roteiros históricos baseados em heróis portugueses[4] .

História[editar | editar código-fonte]

Remonta ao contexto da Guerra da Restauração da independência portuguesa, quando foi primitivamente riscado por Matias de Albuquerque (1641). No mesmo ano, seria redesenhado na traça de Sebastião Frias, quando recebeu o formato de um polígono estrelado. O genovês Hieronimo Rozzeti traçou-lhe novo projeto (1642), o que causou atritos que culminaram com a discórdia do engenheiro militar francês Charles Lassart. Finalmente foi concluído e inaugurado em 1648.

Juntamente com as demais fortificações do seu sistema defensivo, durante a batalha das Linhas de Elvas resistiu com sucesso ao pesado sítio que lhe foi imposto, de 22 de outubro de 1658 a 14 de janeiro de 1659, pelo exército espanhol sob o comando de D. Luís de Haro.

Características[editar | editar código-fonte]

O forte apresenta planta quadrangular com baluartes pentagonais nos vértices, no estilo Vauban. As obras externas de defesa conferem-lhe o formato poligonal estrelado.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Forte de Santa Luzia


Imagem: Cidade Fronteiriça e de Guarnição de Elvas e as suas Fortificações O Forte de Santa Luzia faz parte do sítio Cidade Fronteiriça e de Guarnição de Elvas e as suas Fortificações, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg